Claudio, Claudio, acorda!

P.s: Pessoal, como estou postando da casa do meu tio em São José dos Campos (tive que vir aqui resolver uns problemas) e não da minha casa em Brasília, este post virá sem fotos novas. Resolvi reaproveitar algumas fotos de posts passados pra não deixar o texto apenas corrido. A partir do próximo post voltamos à normalidade.

Depois da balada, pegamos um táxi de volta pra casa e fomos subir para dormir, já que no outro dia ela iria para Estônia e eu estava me decidindo se iria com ela ou voltaria direto para a Polônia.

Mais uma vez, merece destaque o painel do táxi que eu peguei pra voltar pra casa…

Antes de eu começar a escrever a história, é interessante eu explicar um pouco mais da norueguesa caso não esteja tão claro. A norueguesa estava viajando comigo desde a Lituânia. Ficamos muito amigos e depois de um tempo eu fui descobrir que a mina era lésbica. Mas lésbica mesmo, não era bi nem nada, só curtia mulher. Era engraçado sair com ela. A gente ia às baladas e ela ficava zoando comigo tipo: – “Claudio, olha o tamanho do `popozão´ daquela mulher! Nossa, mas eu pegava ela, puxava pelos cabelos e dava uns bons tapas!” ou então “Mermão, que mulher gostosa, pegava fácil!” ou coisas do tipo. Beleza, você já deve ter ouvido vários brothers seus falando isso na balada, mas vou te dizer que ouvir de uma mulher é deveras engraçado e ao mesmo tempo estranho. Sei que depois de um tempo eu já tava tratando ela era mais como brother mesmo, ficava conversando com ela sobre os “atributos” das meninas que passavam pela gente e só faltava sair pra pegar mulher junto com ela, hehehee.

Então, mas por que estou falando isso? Pra vocês poderem entender como a parada foi incomum quando ocorreu.

Beleza, subimos pro apartamento, tomei meu banho e fomos pro nosso quarto pra poder dormir. Iveta tinha separado um quarto só pra nós dois, com um sofá cama de um lado e um colchão de outro. Deitamos, cada um em sua cama, desligamos as luzes, conversamos um pouco e quando o assunto morreu, virei pro lado pra poder dormir de boa.

Quando menos espero, uma voz começa a falar dentro do quarto. Quando vi era a norueguesa falando comigo. Segue o diálogo:

– Claudio, Claudio, acorda!!!

Pronto, quando eu escutei isso eu comecei a pensar: “Diaboéisso, doido?”. Sério, um sussurro desses, no meio da noite, de uma voz feminina, parece muito com aquelas cenas de filme de terror, né? O mocinho dormindo com a mocinha, ela começa a chamar por ele e segundos depois vem o Jason da sexta-feira 13 ou o boneco assassino. Mas depois fiquei pensando, seja o que for, há um maranhense no recinto, tudo está a salvo! Virei pra ela e perguntei o que era. Ela relutou um momento e depois disse que não era nada, que tava de boa. Beleza, voltei a dormir e depois de uns dez segundos escuto a mesma voz:

– Claudio, Claudio, acorda!!

Ai cacete!! O que foi agora?!?!? O que diabos tava ocorrendo, o que diabos essa mina tava olhando ou sentindo? Seria uma parada cardíaca, um ataque alienígena, um gol do flamengo? Sério, eu já tava ficando de saco cheio da parada. Perguntei o que era e mais uma vez ela falou que não era nada. Deitei e comecei a dormir. Dali a dez segundos escuto a mina falando novamente:

– Claudio, Claudio, acorda!!

– Mermão, que que foi?? Caramba, fala o que diabos te aflinge!!!!

E o momento sublime veio. Era o Jason? Não, uma parada um pouco mais inesperada:

– É que eu queria te beijar…

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

– Ãhn?? Quê quê o quê?? Bê o que menina?? Tu não era lésbica, caralho???

– Eu sou, mas eu quero te beijar!

– Er, hum, como assim??

Na hora eu fiquei pensando: Mais uma vez, o meu charme irresistível de maranhense atacava mais uma donzela incauta. Dessa vez a parada era mais séria. O que eu deveria responder? O que eu deveria falar? Como eu deveria agir? Ah, cara, sossega, que no trato com as mulheres eu sou mestre:

– Então vem aqui que eu não vou aí não!

– Nossa, mas como você é um cavalheiro, hein?

– A gente aprende essas coisas no Maranhão…

Hehehahehaha, juro por Deus que eu falei isso. Gente, eu falei uma parada dessas pra ela, não porque eu sou mal-educado, mas sim porque eu precisava meio que quebrar o clima que começou a se formar e arrumar uma maneira de falar que não queria, sem ser grosseiro ou deixar um clima ruim entre a gente. Depois dessa apenas demos risadas e ela foi dormir, acredito eu que levando na brincadeira o que eu tinha falado. Por que eu fiz isso? Ah, cara, a mina era muito brother e muito gente boa! Eu meio que coloquei na minha cabeça que ela seria quase como um amigo homem e depois acho que ficaria meio estranho ficar com uma pessoa que na minha cabeça era um brother. Seria mais ou menos como beijar um homem. E o pior que a mina era até bonitinha 😛 Ficamos tão amigos que fico até um pouco sem graça de contar essas histórias aqui pelo blog. É por causa disso que nunca coloquei o nome dela aqui, sempre me referi à mesma como “a norueguesa” e também nunca postei uma foto dela. Achei melhor reservar a mina, mas sem perder a oportunidade de escrever sobre as coisas que ocorreram.

De algumas dessas janelas havia um maranhense tentando debelar uma norueguesa ensandecida…

Depois também pensei que seria meio falta de respeito com a Iveta, que tinha sido tão gente boa e nos disponibilizado a chave da casa dela. Acho que seria meio falta de respeito ficar se pegando que nem dois bichos na sala da casa dela…

Enfim, dormimos e quando foi no outro dia fomos dar um rolê pela cidade. A norueguesa até me convidou a pra ir com ela pra Estônia, mas nem rolou. Por quê? Mermão, a mulher tava dando em cima de mim loucamente e eu já tava era ficando sem graça! Brother, mas era uma coisa louca, eu fiquei até com medo dela me atacar quando entrássemos no busão ou algo assim. Mas era um tornado a mina!! Acho que eu revivei o espírito heterossexual reprimido que havia dentro dela de uma maneira que a mina ficou louca!! Pombas, às vezes é complicado ser um pedaço de mal-caminho…

Depois de um tempo fui deixá-la na rodoviária para ela pegar o busão dela e comprar a minha passagem do meu busão pra Polônia. Era chegada a hora de voltar para um dos mais abençoados países desse planeta e curtir uma das mais loucas aventuras que tive por toda a Europa ou pelo mundo…

Depois de um tempo eu fiquei até pensando comigo mesmo. Vê se não tem lógica o que eu vou falar. A mina era lésbica, ok? Se ela era lésbica ela sentia atração pelo lado feminino das pessoas. Se ela ficou a fim de mim, isso quer dizer o que? Quer dizer que eu tenho o lado feminino muito, digamos, protuberante? Seria o meu lado feminino maior que meu lado masculino? Mermão, SERIA EU VIADO!??!?! Sim? Não? Talvez? Não sei, mas juro que fiquei uma noite no ônibus refletindo sobre isso…

24 comentários em “Claudio, Claudio, acorda!

  1. Maranhão!

    Tu perdeu a chance de pegar uma lésbica!

    Sei lá! Vai que seus netos, daqui a algumas décadas tão tomando uma com os amigos, e tocam no assunto: Vc poderia chegar lá e falar.

    Maas é a vida né?

    Tu tem algumas outras histórias pra contar!
    dhuashduashudashu

    Curtir

  2. Claudiomar
    acho que essa norueguesa fingia que era lésbica, é não?
    por acaso vc. viu ela beijando outra mulher?

    Curtir

  3. “TU ia ganhar um fio terra que ia esquecer de vez do Kanguru ingrato, kkkkkkkk………..”

    ahsduasdasdhuasdhuausdhusudusudaas

    Curtir

  4. Uma vez eu fiquei com uma menina e depois descobri que ela era lésbica. Fiquei com o mesmo dilema filosófico na cabeça: bixo, ela gosta de mulher e ficou comigo? WTF????

    Mas depois eu lembrei que eu sou um pedaço de mal caminho ai tudo ficou fez sentido hahha, pena que não é verdade no seu caso… hhehehe

    Abraços maranhenses

    Curtir

  5. PQP Claudiomar!!!
    Como tu foi deixar a norueguesa passar dessa forma!!! Tava ali de bandeja…sem enforco!!
    DE GRATIS ate pingo de Colirio!!! hhehe

    Vai que a mule gostou tanto do seu arroz de Cuxa que voltaria a gostar de homem!! Imagine o bem que voce estaria fazendo a populacao da Maioba!!

    Mas eh isso aeh… valeu a estoria!
    Abracao!!!
    Mando um abraco pra Tio Alberto e familia!! hehe

    Curtir

  6. Claudiomar, convertendo lésbicas desde 2009 AEUAEUHAUAEHAE

    meu, tu é muito foda veio, tu é o primeiro cara que eu vejo a conquistar uma lesbica

    Curtir

  7. “cês não perdem uma chance de tirar onda da minha cara, né?”

    não é o caso de gostar tirar onda com sua cara,

    é pq nós ja paramos de acreditar em papai noel, ou esse ma~ranhão ae ta mais pra paraiba ou rio grande do sul xD~~

    abraços brow

    Curtir

  8. MERMAO MARANHENSE, TU EH MTO VACILAO
    ERA PRA TER TRAÇADO A MINA CARA
    TA DESMORALIZANDO OS NORDESTINOS CARA
    KKKKKKK

    Curtir

  9. I'm back!!!

    \o/

    Velho, de boa, eu tenho várias teorias mal formatadas sobre essas preserpadas envolvendo pessoas com dois cromossomos X:

    i) Todas essas paradas aconteceram de verdade, mas você não publica no teu blog para não ficar veio para (ou com a ) tua patroa [sendo que ela sabe das histórias];

    ii) As paradas aconteceram, tu pegou as minas, mas fica de bico fechado para a sua moça não descobrí-las;

    iii) As paradas não aconteceram p. nenhuma e tu só faz graça aqui com os leitores para pagar de maranhense sexy latino…

    iv) Tu narrou os acontecimentos exatamente como ocorridos (há!), demonstrando assim ser um homem de grande caráter, mas cujo saco deve estar latejando de dor desde então…

    hehehehehe

    Sério, por mais que tu não quisesse nada, teu organismo responde de uma maneira pré-programada e qualquer homem sabe qual a sensação (biológica) de ficar numa belo vácuo, no sentido depravado da palvra.

    Eu pessoalmente acredito mais na teoria 4. 😉

    Abraços fia.

    Ps. postei na tua comu do orkut.

    Ps2. O retorno triunfante aos comentários pede comentários gigantes. ^^;

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s