Brasília, 09/12/09 – O dia em que o DEM voltou a ser Arena

Direto do blog de um velho amigo, Rogério Tomaz Jr.


http://brasiliamaranhao.wordpress.com/2009/12/09/o-dia-em-que-o-dem-voltou-a-ser-arena/

Pra quem mora em Brasília, está indignado e não quer ficar vendo só tudo pela televisão, vamos participar, galera. Hoje há um carnaval fora de época na Rodoviária do Plano Piloto às 18h. Eu não vou estar lá pq meu concurso já está aí, mas vou acompanhando as informações…

Brasília, 9 de dezembro de 2009. Dia Mundial de Combate à Corrupção.

Milhares de pessoas se reúnem na Praça Buriti, em frente ao Palácio do mesmo nome, antiga sede administrativa do Governo do Distrito Federal, no Eixo Monumental (no mapa, o “corpo” do avião).

Estudantes, sindicalistas, militantes e profissionais de todas as áreas, aposentados, crianças acompanhadas dos pais, parlamentares e lideranças populares.


Ato pacífico. A única “ousadia” dos manifestantes foi retardar por alguns minutos o tráfego, como forma de chamar a atenção para o ato e mostrar à população que os escãndalo do Panetonegate não vai ficar sem resposta do povo. Aliás, a maioria dos motoristas e passageiros nos ônibus buzinava e acenava em sinal de apoio à manifestação que expressa a indignação contra a máfia que ocupa o GDF.

Até que a Polícia Militar do governador José Roberto Arruda – aquele que violou o painel de votação do Senado em 2001, quando era do PSDB – resolve rasgar a Constituição e mostrar com quantos porretes, balas, bombas, gases e cascos se faz uma democradura.

– Rodoviária, não! De jeito nenhum!, foi a ordem que ouvi o Tenente Coronel Silva Filho, comandante da operação, passar ao telefone para algum subordinado.

A essa altura, a cavalaria da Tropa de Choque da PM já havia promovido duas investidas contra os manifestantes (víde abaixo). E o BOPE (sim, o BOPE!) já havia bloqueado a caminhada que os manifestantes faziam pelo gramado central do Eixo Monumental (vídeo abaixo também). Foram, literalmente, acuados e empurrados para a pista do Eixo no sentido Leste-Oeste, por onde o trânsito já fluía normalmente.

Silva Filho é um oficial extremamente experiente (os cabelos brancos atestam) e extremamente preparado emocionalmente, como se vê nesse vídeo:

No Dia Mundial de Combate à Corrupção, o único governador do Democratas no Brasil fez o seu partido deveras orgulhoso ao permitir uma rememoração real dos gloriosos tempos em que eles, com o nome de Aliança Renovadora Nacional (Arenaclique aqui), mandavam e desmandavam no país.

Por algumas horas, Brasília voltou à década de 1960, quando a Universidade de Brasília fora invadida pelos militares e as manifestações políticas estavam proibidas.

Curioso que o argumento utilizado por outro oficial (na matéria do Jornal Nacional, abaixo) para descer o porrete e os cascos nos manifestantes foi que estes (“um pequeno grupo”) estavam ameaçando o direito de ir e vir da “sociedade brasiliense”… não impediu que a Polícia Militar impedisse o direito de ir e vir dos manifestantes que pretendiam ir à Rodoviária do Plano.

Esse é o governo Arruda. E só agora entendemos o real motivo que o fez transferir a sede do GDF para bem longe do Plano Piloto.

E esse é o tipo de mentalidade que predomina nesse grupo protofascista que se organiza na forma de partido e tem saudades da ditadura civil-militar por meio da qual tanto se lambuzaram com o doce poder.

Esse é só o começo. Ocupação na Câmara Legislativa e primeiro ato público. Brasília não vai parar enquanto Arruda e sua máfia não for varrido!

Mais informações:

http://foraarrudaetodamafia.wordpress.com

http://www.foraarruda.com

http://www.brasilialimpa.com.br

Matéria do Jornal Nacional mostrando o alto grau de preparação da PM-DF

Fotos: Rogério Tomaz Jr.


3 comentários em “Brasília, 09/12/09 – O dia em que o DEM voltou a ser Arena

  1. Opa, desculpe a demora aí filho. Final de semestre é soda!

    Mas então, discordo um tantão desse texto aí.
    Claro que esse escândalo Arruda não é e não pode nunca ser esquecido! Claro que tem que existir pressão por parte da sociedade para que isso assim ocorra.

    Mas veja bem, da SOCIEDADE!! E ela não é composta em sua maioria por “Estudantes, sindicalistas, militantes …”.
    O texto menciona que haviam outras pessoas? Sim. Mas não sejamos hipócritas: a grande maioria de qualquer manifestão sempre será esses três grupos.
    Assim como históricamente sabemos, que esses grupos, em sua grande maioria, são formados por simpatizantes de ideologias mais de “esquerda”.

    Esses mesmo simpatizantes da “esquerda” que, por muito menos, promovem arruaças generalizadas na cidade. Não trat-se de 'apenas' parar rapidamente o trânsito. E si de complicar (e muito) a vida de pessoas que optaram por não estar ali. Pessoas que, a exemplo do Claudiomar, tinham outras prioridades em sua lista.
    Não precisa f*der com o trânsito para chamar a atenção na manifestação. Ela chama a atenção por si.
    Para o trânsito é manobra típica para instigar a polícia, gerar um conflito, e depois o pessoal sair pagando de coitado. Com se bater em estudante e sindicalista fosse pecado. Coisa da ditadura.

    E pelo amor. Essas comparações com a época da ditadura, e esses rachas partidários babacas já deram no saco não?

    E fica aquele abraço!! \o/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s