E mais uma noite em Bratislava

(Pô, se tem gente que ganha dinheiro tocando viola no meio da rua, porque eu também não podia fazer um pouco de dinheiro dançando samba? É infelizmente não deu pra fazer muita grana…)
No outro dia, como falei, o mais difícil foi acordar e pensar que eu precisaria ter que sobreviver a mais uma noite em Bratislava. Acordei cedo, ocorreu a cena do post passado que falei e fui dar uma volta pela cidade. Pela noite marcamos um meeting com a galera da cidade e saímos pra jantar e tomar umas cervejas com os couchsurfers de Bratislava. No caminho a gente tava meio que percebendo que a grana que tínhamos era bem baixa, então arrumamos uma maneira de tentar fazer um pouco de dinheiro. Que infelizmente acabou não dando certo…

Chegando no lugar combinado, eu estava achando que ia aparecer aquele MAR de gente pra poder encontrar a gente, mas no final apareceram só umas três almas penadas. Até nosso grupo com quatro pessoas era maior. Dentre essas três pessoas, apareceu uma norueguesa muito gente boa e que se juntou com a gente no nosso caminho para a balada.

Fomos para uma boate nada demais. Lugar agradável, som legal, teve até uma hora que as garçonetes fizeram meio que uns malabarismos com as garrafas (não isso que você está pensando, seu mente poluída), mas nada que merecesse uma postagem no blog.

Então porque eu estou escrevendo sobre essa balada? Bem, cara, você nem acredita! Teve uma hora que eu fui ao banheiro e quando eu saí, veio um cara me olhando e foi me apontando com aquela cara de “Você é brasileiro?”. Bem, até aí tudo bem, já que eu estava vestindo um agasalho do Brasil, era fácil perceber que eu era definitivamente brasileiro. Fui andando e ele veio realmente falar comigo. Ele veio, me apontou e gritou “Você é…”. Eu já fui esperando. Ele ia gritar “Você é brasileiro!”. Qual não foi a surpresa quando ele completou com um “Você é…”, “Você é MARANHENSE!!”
ÃHN? Que porra é essa? No meio de uma balada EM BRATISLAVA, vem um cara me apontando e gritando que eu sou MARANHENSE? WTF? Fiquei meio sem entender a situação e quase que perguntei um “Caraca, que DIABOS mais você sabe de mim?!?!?”. Não é uma situação meio comum você encontrar com alguém no meio de um país incrustado na Europa Central que sabe quem você é.
Isso se chama olhar sexy. Diz aí, meninas, já viram um cara mais bonito que esse?
Fui lá conversar com o figura. Sim, ele me conhecia. Ele se chamava Jorge e havíamos nos encontrado uma vez num encontro de Empresários Juniores em São Paulo e trocado uma ideia. Ele era formado no ITA e estava viajando pela Europa Central também. Sim, ele também lia meu blog. Pior que nem deu pra gente conversar bastante, já que as meninas estavam com pressa pra voltar pra casa e me puxavam pra ir embora. Despedi-me do cara e mais uma vez contabilizava um encontro inusitado com algum leitor do blog. Pena que, mais uma vez, tinha sido macho que tinha me encontrado, o que me leva a crer que só homem lê isso aqui.

EM DIREÇÃO A BUDAPESTE

No outro dia, nada demais a fazer. Apenas levantar, tomar café com as meninas e seguir em direção à nova parada, Budapeste, capital da Hungria. Hugo também estava indo pra lá e combinamos de nos encontrar pra tomar umas cervejas quando chegássemos. Conversando com a Suzana, ainda me foi confidenciado algo bem interessante. A Suzana tinha quase 30 anos e nunca tinha viajado para fora da Eslováquia na vida INTEIRA dela, dá pra acreditar? Cara, isso eu achei muito irreal. Pô, pense, ela mora num país do tamanho do estado do Espírito Santo e NUNCA pisou o pé fora do país. Isso em um continente em que tudo é conectado por trem e há empresas aéreas que fazem voos quase que de graça de uma cidade para outra.
Ela me explicou que havia crescido em um país comunista, onde pra realizar qualquer tipo de viagem era necessária uma autorização especial do governo com uma boa justificativa. Não turismo não era uma justificativa para o regime comunista. Depois ela disse que foi crescendo, começou a trabalhar e no final acabou ficando por ali mesmo. Não adquiriu essa vontade ou curiosidade de viajar que todos nós que nascemos em países livres podemos experimentar. Achei uma parada meio triste isso. Imagina? Nunca nem ter viajado pra Áustria que ficava a 40 minutos de ÔNIBUS de Bratislava. Tenso…
É por essas e outras que eu sempre digo, gostas de comunismo? Vai morar na Coréia do Norte…

Depois do café foi seguir pra Budapeste e esperar o que a cidade tinha pra me oferecer…
Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

8 comentários em “E mais uma noite em Bratislava

  1. Eu acho que tu é que não sabes sambar muito bem …eheheh lol estou a brincar =D

    Em relação a só encontrares rapazes que leem o Blog…pura coicidência. Pois também tens raparigas que o leem eheh.

    Também fiquei curiosa por saber o que era aquele fogo todo =P

    Beijos

    Curtir

  2. Nossa, tenso nunca ter viajado pra fora do país. Mas pra falar a verdade, pouca gente vai sentir essa urgência de viajar se não tem costume (as vezes a família da pessoa não era de viajar, as vezes se nasceu num regime comunista rs)
    Ainda assim é intrigante que uma pessoa que não tem interesse em viajar para lugar nenhum tenha cadastro no couchsurfing, não é mesmo?

    Curtir

  3. Faço coro para saber por que o balcão do bar estava pegando fogo.

    E puta merda Cláudio, você está MUITO parecido ao Boça naquela foto “sexy”. ahuahauhauhau

    Puta mundo injusto mew!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s