O robô vira-latas brasileiro

Miguel Nicolelis é o mais destacado cientista brasileiro. Foi considerado um dos 20 maiores cientistas do mundo segundo a Scientific American e o primeiro brasileiro a ter um artigo publicado na capa da revista Science. Fez a sua carreira no exterior, porque, enfim, o governo brasileiro e, principalmente, o mercado privado (que é o principal motor da inovação) não dão tanta prioridade a ciência o quanto deveriam.
Porém, Nicolelis tinha várias ideias. Concebeu e lidera o projeto do Instituto Internacional de Neurociências de Natal. Sim, em Natal, criou um centro de pesquisas em neurociências com referência internacional afastado dos grandes centros científicos do país, descentralizando a pesquisa acadêmica. Lógico, como isso não gera danos, os feitos de um dos maiores cientistas da atualidade no Brasil não foram notícia e ninguém se importou ou sequer sabia disso.
Porém, Nicolelis tinha um plano. Com uma tecnologia digna de filmes de ficção científica, um paraplégico iria caminhar e dar o chute inicial na abertura da Copa do Mundo do Brasil com reconhecimento tátil por eletrodos ligados diretamente no seu cérebro. Lançou a si mesmo a ambiciosa meta de fazer isso em quatro anos. Em um país que se queixa da perda de cérebros para o estrangeiro, isso deveria ser notícia, mas não foi nada comparada ao penteado do Neymar.
Porém, Nicolelis seguiu em frente, obteve avanços no projeto e estava preparado para a exibição na Copa do Mundo. A FIFA havia prometido o pontapé inicial, mas alegou que o exoesqueleto iria danificar o gramado (!!!) e por isso só permitiu alguns segundos de exibição. Lógico que houve a frustação depois disso.
Porém, o pior estava por vir. De repente, todos se tornaram especialistas em exoesqueletos, que a tecnologia era ultrapassada, que não tinha nada demais, que ele reinventou o que já havia sido inventado, que era mais um papelão, que nada no Brasil nunca dá certo mesmo, Imagina na Copa. Porém, ainda havia o pior e mais ridículo. Como Nicolelis recebeu recursos do Estado Brasileiro, que hoje é coordenado pelo PT, a sua ciência era suja, os seus feitos eram ridículos e só podia haver mensalão no meio. Chamem o Joaquim Barbosa!
Porém, nada me enojou tanto quanto esses tweets. Reinaldo Azevedo, Roger e Mainardi são ridículos e isso é um fato. Todavia, o pior é que eles sejam levados a sério por tantas pessoas nesse país e elevados a níveis de pensadores sem nunca terem criado nada, apenas viverem de ataques e achincalhes rasteiros. Que milhões de pessoas nesse país pensem exatamente como ele.
Enfim, menos um cientista de ponta atuando no país. Parabéns, povo idiota!

2 comentários em “O robô vira-latas brasileiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s