Na Austrália, um maranhense mais enfurecido que a turba enfurecida

Esses dias eu vinha pensando o porquê de tanta gente gostar bastante do blog e me confidenciar que ainda dá muitas risadas acerca das minhas trapalhadas e desilusões aqui na Austrália apesar do tamanho cada vez maior das postagens. Certa vez li em algum lugar que não lembro (caramba… esse trecho não ficou nada superficial, uhaeuhu) e tive conhecimento de que o que povão gosta mesmo é de sacanagem (senão o Gugu não faria tanto sucesso) ou de ver neguinho se dando mal (haja vista o sucesso das vídeo cassetadas). Como não posso propocionar muitos momentos de sacanagem (afinal não sou nenhuma Fernanda Lima) só me resta é contar as minhas histórias se estrepando… Mas tou curtindo bastante, ver gente que eu nunca vi na vida, postando e falando que esta lendo meu blog… se puderem continuar, seria legal…
E pra começar o nosso blog dessa semana, vou contar uma notícia QUE NUNCA CONTEI ANTES!! O QUE??? O QUE??? MUDEI DE EMPREGO DE NOVO!!! ISSO!!! Mas, agora, ao contrário da nossa amiga almôndega gorda, dessa vez o cara foi mais rápido que o Alonso e já me jogou na rua antes mesmo que eu pedisse a minha demissão. Dá pra acreditar? O mais engraçado dos meus blogs é que os posts são como um gráfico de Seno ou Cosseno.. uma hora eu tou lá em cima, outra hora eu tou lá em baixo… Esses dias eu tava achando que eu sou que nem lombriga, se eu sair da merda, eu acabo morrendo… mas vamos logo a como foi a minha demissão…
Chego segunda no trabalho, mais feliz que criança em fábrica de chocolate e já vou cumprimentando a peãozada… Começo meu trabalho de boa, conversando com a galera e, claro, como de costume, tacando aquela zona. Depois de carregar caixas e caixas de sofás sou destacado pra trabalhar na zona do Jeff e do Michel, aqueles caras que eu falei que são super gente boa.. aí não deu outra, eu fui chegando, já fui tacando aquela zona com os caras, brincando e fazendo graça a todo tempo.. só duas coisas que eu deveria ter pensado antes de fazer isso: primeiro, aqueles caras são contratados e são empregados fixos do armazém, imprescindíveis para a produção da mesma, enquanto eu era só mais um maranhense; segundo: a zona que eles trabalham é justamente a zona que trabalha o CHEFE MOR do armazém, o coordenador-geral da bagaça. Beleza, eu cheguei lá e comecei a ficar zuando e conversando com os bichos, mas claro, sempre fazendo o meu trabalho, de repente eu só escuto o brasileiro falando comigo… maranhense, se liga que hoje o dono do armazém chegou aí e desceu uma esculhambação federal no coordenador.. hoje ele não tá flor que se cheire… eu falei: Beleza cara, valeu pelo toque. Fiquei me policiando um pouco quando ele me falou isso, mas depois logo desencanei, pelo fato do coordenador ser um dos caras mais gente boa lá de dentro.. Rapaz, não deu outra.. tava eu trabalhando com o Michel, tacando maior zona, o coordenador só veio lá de trás, bufando que nem um touro e só mandou um “GO OUT!!” pra mim.. rapaz, o bicho foi muito rápido, mais rápido que o Rubinho, eu só mandei um “por que?” muxoxo e o bicho só me manda um “PORQUE EU NÃO AGUENTO MAIS OUVIR SUA VOZ!!!”. Rapaz.. na hora deu uma vontade de rir do bicho, ainda tentei dar uma desdobrada: Então beleza, cara, tá bom por hoje, né? Ele só responde: Por hoje não, FOREVER (para sempre)!! Eu só pensei… FUDEU!! Só virei as costas e voltei pra casa mais murcho que alface no fundo da geladeira pensando na velha máxima de sempre: Chapéu de otário É MARRETA!! Voltamos a vida de DishWasher de Luxo e de King of the Junk Mail.. Pelo menos agora eu vou poder falar a vontade enquanto entrego os panfletos nas caixas de correio.. eu nem gostava de trabalhar lá mesmo.. uhaeuha
Eu esqueci de postar no blog passado.. Tommy, o chinês emanuelzinho, capou o gato, juntou as coisinhas, foi embora… Domingo quando eu cheguei de mais uma balada destruidora eu dou de cara com um bando de chinês folheando uma revistas de mulher pelada.. Na hora eu só pensei “QUE PORRA É ESSA?”.. caraca.. uma cena muito engraçada, o Penny babando olhando as meninas do jeito que vieram ao mundo e o melhor de tudo: O COREANO BABANDO, OLHANDO AS HISTÓRIAS E TENTANDO TRADUZIR OS CONTOS ERÓTICOS.. UHAUEHUhuaheuheauahuHUHAUEH.. rapaz.. depois desse bicho bater na porta do Tommy pedindo “Rice cooker” eu não achava que nosso pobre amigo inocente ia me propocionar mais risadas novamente.. rapaz.. muito engraçado.. eu só cheguei e o vi com os olhão esbugalhado (imagina aqueles olhos puxados esbugalhados que nem Anime?) e com o dicionário do lado tentando traduzir a revista de sacanagem.. Menino aplicado, né? Tentando melhorar o inglês dele… Rapaz eu ri muito.. eu só perguntei: Jun, WHADA FUCK ARE YOU DOING? E o bicho responde: Improving my english (melhorando meu inglês) uhauehae… eu ri muito, não contente, passa um tempo e o bicho me chama no quarto querendo saber qual era a tradução de “fuck my Pussy” porque não tinha no dicionário dele.. uhauhaee.. imagina eu tentando explicar isso pra ele? As revistas de mulher pelada o Tommy supostamente deixou pra mim como “recordação”.. o bicho foi embora e nem me despedi dele… No lugar do Tommy chegou um sueco que parece ser gente boa, mas é meio que na dele, não conversa muito com a galera não e só vive trabalhando…

Falando em ir embora, outro que foi de mala e cuia pra casa foi um dos nossos mais assíduos parceiros de balada.. O arthur capou o gato dele… foi embora o nosso parceiro.. E como não poderia deixar de ser, antes de ir embora ele chamou a galera inteira pra descer pra casa dele pra gente fazer uma despedida. Mas só

Um detalhe… ERA UMA QUARTA A NOITE!! Eu no outro dia tinha meu trabalho de Donkey maranhense e teria que acordar às 5:30 da manhã pra poder ir trabalhar, mas como brother é brother, resolvi que só uma noite dormindo umas 5 ou 6 horas não ia ter tanto problema. Descemos todo mundo em peso pra casa dele e começamos a fazer a despedida, na hora comecei a ficar animado, apareceram as já famosas brasileiras, TCHECAS (essa menina da foto, e’ uma delas… a que eu fiquei bandeando, mas infelizmente so ganhei beijo no rosto) e a nossa famosa amiga polonesa (que sabendo que eu ia pra festa, dessa vez, sabiamente, se vestiu de preto). Chegando lá a galera começou a curtir e, claro, todo mundo a encher a cara.. eu preferi ficar mais de boa e comecei a bandear a TCHECA (que por esses dias anda mais bandeada que Porco em época de feira). De repente, Arthur (já devidamente alcoolizado) resolve que quer de qualquer jeito descer pra praia pra tomar o seu último banho de mar em Sydney antes de ir embora.. Depois de muitas rodadas de negociação, resolvemos descer em peso pra praia. Não sei se já postei isso no blog, mas Sydney é uma cidade em que não se é permitido beber no meio da rua, você só pode beber em sua casa ou em locais fechados com a licença para tal. Beleza, acha que neguinho tava ligando pra isso? Desceu foi aquela turba enfurecida pra praia empunhando as suas garrafas de cervejas. Chegando na praia, um FRIO DE LASCAR, neguinho começou a se jogar na água.. Eu claro, ainda treinando meu inglês com a TCHECA, preferi ficar mais de boa… Muito engraçado a galerinha saindo de dentro d’água tremendo mais que vara de bambu verde.. uhauehahe… Depois a galera resolveu se empolgar e todo mundo se abraçou e começou a pular e a cantar Chico Buarque “Apesar de Você” (música tema que escutamos sempre que vamos sair pra balada). Não é que, do nada, só escutamos aquele alerta: POLÍCIA!!!! Rapaz.. quando vimos a polícia, todo mundo tacando zona, com garrafa de cerveja na mão, os bichos ainda estavam BÊBADOS… Eu só pensei “volto encaixotado pro Brasil amanhã “. A galera no desespero começou a CAVAR NA AREIA (!!!!) pra poder enterrar as cervejas no afã de não ser multado, depois daquela cena ridícula, de uma galera cavando na areia, veio o alívio, a polícia tava só fazendo ronda e preferiu não descer pra conversar conosco.

Depois de uma broxada dessa a praia ficou sem graça, resolvemos que teríamos que ir para outro local… Pensamos.. porque não irmos para o Beach Road (uma boite que tem aqui na praia)? Só um detalhe.. da galera que tava andando METADE tava de chinelo e METADE estava SIMPLESMENTE DESCALÇO. Ninguém saiu do apartamento do Arthur com o intuito de ir pra balada, nós saímos com o intuito de ir praia e voltar, tá explicado agora, né? Pois é, vamos voltar à balada. Na hora veio o questionamento, como fazer para entrar descalço numa balada que os caras enchem o saco quando você quer entrar de bermuda?
Começamos a refletir e caímos pra fila pra ver o que poderíamos fazer.. na hora não deu muito problema pra galera que estava descalça já que nem a galera de chinelo os seguranças deixaram entrar. Na hora ficamos tristes e começamos a refletir como poderíamos fazer para poder entrar na balada, demos umas voltinhas e olhamos uma gradezinha marota perfeita pra passarmos por debaixo dela, olhamos pra um lado, pro outro… rapaz, não deu outra, todo mundo começou a se enfiar por debaixo dessa grade e na hora que entrava na boate, saía voado pra pista de dança e ficava escondido lá dentro.. uhauehae.. eu na hora fiquei até com um certo receio de fazer isso, mas quando eu vi a polonesa passando por debaixo daquele grade sem nem pensar, eu vi que eu, maranhense, não poderia deixar uma eslava ser mais malandra do que eu.. Diria até que os meus parcos centímetros de altura ajudaram bastante na hora de passar por debaixo da grade.. uauehauh. Quando entramos, sabíamos que mais cedo ou mais tarde seríamos postos pra fora, afinal, descalços e com os pés cheios de areia, chamávamos bem a atenção na balada.. Então, o que fazer? Começamos a zuar GERAL!! Primeiro que a galera que tava de chinelo, se solidarizou com os sem-chinelos e doou um lado da chinela e ficou todo mundo na balada andando com um pé calçado e outro descalço.. uhuahe.. só pegávamos os dois pares quando era hora de entrar no banheiro.. Depois começamos a gritar e a dançar que nem um bando de louco no afã de algum segurança mais mal-humorado aparecer para nos colocar na rua, depois de várias tentativas frustadas de tentarmos ser expulsos ficamos mais de boa e resolvemos nos aquietar e curtir a balada, já que a expulsão não parecia que ia acontecer… A melhor parte da história foi que só fomos chegar em casa às 4 da manhã e no outro dia eu teria que acordar 5 e meia pra poder ir pro trabalho que ainda existia pra mim.. Cheguei na casa dos bichos não tinha nem cama pra eu dormir, acabou que eu tive que dormir mesmo foi no carpete mesmo… Acordei de manhã, 5 e meia, todo moído.. taquei o foda-se e faltei o trabalho.. só liguei lá na agência e falei que tava doente e não teve problema.. no outro dia descemos pra praia eu e a polonesa (a mesma que eu quase matei afogada com tanto café que joguei no vestido dela) e ficamos lá tomando sol, eu claro, fiquei o dia inteiro de primão com ela, já que o nosso amigo Edu não gostou muito de eu ter bandeado a sua peguete na última balada…

E por último.. acho que a galera do Brasil tá por dentro do quebra-pau que tá rolando aqui em Sydney esses dias… Rapaz, tá coisa de louco… Aqui em Sydney tem um bairro de praia que tem uma forte concentração de libaneses e australiano-libaneses. Pois é.. ninguém tem certeza absoluta de como tudo isso começou, mas o que é fato é que vários fatos pequenos e isolados inflamaram os australianos pra ir pra lá, digamos, conversar com os libaneses. Há quem diga que tudo começou porque os libaneses desceram a bolacha em um salva-vidas australiano porque o bicho pediu pra ele saírem da água porque tava muito perigoso, há quem diga que isso aconteceu porque os libaneses começaram a expulsar todos os não-libaneses da praia porque a partir de agora a praia “seria deles”.. Só sei que no domingo, 5000 australianos desceram pra Cronula pra poder fazer um “protesto” já que o governo não fazia nada com esses libaneses marrentos. Mas aqui os protestos são meio diferentes, neguinho desce pra prostestar já com Bastão de Baseball, soco inglês, metralhadora anti-aérea… Parece até que falaram com o Tommy antes dele voltar pra casa pro bicho emprestar os brinquedinho dele. Voltando.. os bichos desceram pra fazer o protesto, mas aí, 5000 australianos, injuriados da vida, com o rabo cheio de cachaça, não poderia dar coisa melhor.. Começaram a protestar de boa empunhando bandeiras da austrália.. Só que depois de algumas horas, a galera encheu demais a cara e começou a mandar mensagem de celular um pro outro falando pra bater em qualquer um que tivesse aparência de ser do Oriente Médio.. aí foi que a merda comeu feia.. neguinho saiu batendo em tudo que via pela frente.. Esfaquearam um cara, derrubaram uma mulher no chão e começaram a enchê-la de bicudo, bateram até em mulher grávida (devia valer cem pontos, né? Tá batendo em dois ao mesmo tempo).. O negócio lá ficou feio pra cacete.. os bichos ficaram tão pirado que começaram a quebrar os vidros de todos os carros que apareciam pela frente… quase 50 carros foram destruídos, parecia a França alguns dias atrás…

Mas o melhor era a polícia tentando dar uma acalmada naquela turba enfurecida… Policial aqui não pode descer o cacete que nem no Brasil não, pode dar uma merda danada se policiais ferirem, não digo nem matar, se eles ferirem alguém numa operação policial.. Então já viu, né? Era australiano batendo em libanês, libanês gritando Alá e o policial do lado: Ei, rapá, pára de fazer isso com ele, pára, isso não é legal… O máximo que os policiais faziam era utilizar spray de pimenta pra imobilizar um ou outro.. Ai ai.. nessas horas dá saudade da polícia de Diadema… Se fosse no Brasil, os policiais já chegavam batendo em todo mundo que visse pela frente, australianos, libanês, repórter, maranhense… Melhor foi no outro dia. O negócio começou a ficar feio por aqui, as gangues de libaneses resolveram retaliar, mas felizmente a polícia conseguiu agir a tempo e apreendeu dúzias e dúzias de coquetéis molotov com os cidadãos.. Eu já tou com medo de andar no meio da rua e neguinho sair gritando.. MATA MARANHENSE, MATA MARANHENSE!!! Mas o melhor, O MELHOR dessa história toda aconteceu com o Jonas… Ele tá no supermercado aqui de Sydney, andando com uma camisa azul da Austrália que ele comprou num camelô daqui e vem um Inglês e só pergunta pra ele: Ei cara.. você é australiano? Jonas responde: Não, porque? – Ah não, porque essa sua camisa é a camisa que os australianos tão utilizando pra descer a bulacha nos libaneses, olha a foto aqui no jornal.. Jonas olha e tá só os australianos com cara de raiva e usando a camisa dele… uhauhae… Jonas só me fala que NUNCA mais usa essa camisa de novo aqui na Austrália.. Imagina.. tá dois libaneses andando no metrô.. um só cutuca o outro, olha pro Jonas e dá um sacode no bichinho.. uhauehahe.. ia ser muito engraçado… AH SIM!! CONTEI UMA HISTORIA DO JONAS ANTES DE ELE POR NO BLOG DELE!!! UHAEUHEA… VINGANCA!!!!
sem mais
abraços maranhenses
Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Texto parte do livro que publiquei sobre esta viagem. Quer entrar em contato direto com o autor para comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

3 comentários em “Na Austrália, um maranhense mais enfurecido que a turba enfurecida

  1. Caralho maranhão!!! Tu se mete em cada uma hein!!! Ow escreve um artigo sobre essa confusão ai e manda pros jornais daqui velho, quem sabe to num vira correspondente! haeuiheaiuaehiaeuAh! vai se preparando, o trote dos calouros deste semestre ainda naum saiu, tou sentindo que vai rolar trote no segundo e no primeiro semestre! se vc naum resolver ficar por aí de vez vc vai ter muito trabalho qdo voltar! haeuieheiuheui

    Curtir

  2. Mlq, real…tu esparra demais… olha essa foto de tu, a menina e os dois mlqs na boite… serio mesmo, tu não consegue parar de “arroizar” (hauhauhaua) nem pra tirar uma foto??? Tah parecendo aquela já famosa foto do gorilão no luau do carel ao lado da aline mamede, querendo “bater um papo” com ela! huahuahuahauhuhaa Esparrei mesmo, seu gorila!!!! Abração, meu querido, se cuida!João

    Curtir

  3. Oi Claudiomar!! Vê só soube do seu blog através de uma lista de discussão que participo e por acaso fui perguntar ao Welton se ele te conhecia… Enfim… mta coincidência. heheAh!! E eu sou uma das pessoas que ´passa por aqui pra rir das tuas aventuras por aih heheheAté outro dia..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s