PERAMBULANDO POR CABO HAITIANO (CAP-HAÏTIEN)

Depois de fazer o passeio pela Citadela, resolvi dar uma volta pela cidade de Cabo Haitiano a pé. A primeira coisa que me impressionou foi o TANTO de lixo que tem pela cidade e principalmente nas praias, o que era bem triste. Parei em um lugar para comer uma pizza (não sem antes conferir no tripadvisor.com se o local era confiável). De repente começou a parar um bando de carros, começou um furdunço, veio um bando de segurança, um bando de fotógrafo e foi aquela comoção no restaurante. Sério, eu pensei que era até o presidente do país que tava chegando.

Depois me disseram o nome do cara lá, era um cantor, até famoso nos Estados Unidos, mas que eu nunca ouvira falar. Jason Derulo. Enfim.

Comi minha pizza e saí pela cidade procurando alguma coisa que parecesse interessante para fotografar. Quando estava batendo foto de uma pilha de lixo no meio de uma praça da cidade, me para um carro do lado e me desce uma tia que começou a me ESCULACHAR! Siô, mas ela gritava comigo. E gritava. GRITAVA. Acho que ela tava meio brava de eu estar batendo foto de pilha de lixo, de forma que eu simplesmente botei a câmera no lixo e dei no pé. Depois de um tempo andando pela cidade, percebi que eu chamava bastante a atenção já que eu era virtualmente o único não-negro (tá, não sou branco, cara, mas também não sou negro) andando pelas ruas. Para piorar, tava meio que deserto, pois era um sábado a tarde. Quando comecei a pensar em voltar pro hotel vi que estava um tanto quanto perdido. Eis que DO NADA, como uma verdadeira cavalaria de um filme de faroeste, me para o carro do hotel do meu lado e o motorista me convida para entrar. Enfim, fui voltar pro hotel para me preparar pra voltar no outro dia.

616263

65
Esse era o ilustre desconhecido. Um tal de Jason Derulo. É filho de pais haitianos e já gravou até com Snoop Dog e Lady Gaga. Eu nunca tinha ouvido falar dele

6466

67
Essa foto foi o motivo do esculacho

6871

31
Comparem essa orla com a orla do Rio de Janeiro abaixo. Elas não são parecidas? Porém uma gera empregos e é um dos principais pontos turísticos do mundo, enquanto a do Haiti é um grande depósito de lixo a céu aberto. Muito triste

aterro flamengo

Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
 
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
 
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
 
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

VIAJANDO A CABO HAITIANO (CAP-HAÏTIEN) – A CITADEL LAFERRIERE

Quando estava planejando minha viagem ao Haiti, imaginava que a única atração seria visitar o Haiti em si, porém, como sempre ocorre quando vou visitar países não tão conhecidos, fui surpreendido.

O Haiti foi uma daquelas gratas surpresas que a gente tem viajando para países no qual se houve muito pouco falar. Sim, é pobre como eu imaginava, mas não foi tão caótico ou perigoso quanto eu esperava (pelo menos a parte Norte). Ainda que eu só tivesse um fim de semana para dar uma escapada, descobri que seria possível conhecer a maior fortificação já construída nas Américas: A monumental Citadel Laferriere, com suas paredes de 40 metros de altura e possibilidade para abrigar um exército de até CINCO MIL soldados, por até um ano, em caso de cerco. Foi construída após a independência do Haiti para se proteger de uma invasão francesa que nunca ocorreu. A cidadela levou 15 anos para ser construída e hoje é patrimônio mundial da UNESCO. Continuar lendo “VIAJANDO A CABO HAITIANO (CAP-HAÏTIEN) – A CITADEL LAFERRIERE”

VIAJANDO PARA PRIMEIRA REPÚBLICA NEGRA DO MUNDO – HAITI

Como já estava ali mesmo na Ilha Hispaniola e o Haiti era só ali do outro lado, decidi em um fim de semana pegar um busão para lá e conhecer ao menos uma cidade, Cabo Haitiano, uma das cidades mais ricas do país.

É um choque absurdo quando você cruza a fronteira da República Dominicana pro Haiti. Sério. A República Dominicana não é um país lá tão rico, mas é muito parecido com a gente. Alguns lugares pobres, outros ricos, alguns limpos, outros mais bagunçados, porém por onde você passa você nota uma certa presença do Estado.

Rapaz… quando você chega no Haiti. Parece que você entrou em outra dimensão! É aquele Deus nos acuda, aquele Salve-se quem puder e aquela sensação de total ausência de qualquer tipo de Estado ou organização social. O que é triste, já que a ilha Hispaniola é um lugar lindo e, conforme falei, a República Dominicana é um dos países mais visitados do mundo por isso.

O Haiti é famoso por ter sido o primeiro país das Américas a conquistar a independência, antes mesmos dos Estados Unidos da América. Porém, ocorre que a sua independência foi ao mesmo tempo a sua benção e a sua maldição, já que foi a principal responsável pelo estado de miséria que hoje está o país. Continuar lendo “VIAJANDO PARA PRIMEIRA REPÚBLICA NEGRA DO MUNDO – HAITI”