PERAMBULANDO POR CHISINAU, CAPITAL DA MOLDÁVIA.

Cara, a primeira coisa que mais me impressionou quando eu cheguei à Chisinau é que parece que você está o tempo inteiro em uma cidade pequena do interior do Brasil. Uma ou outra avenida ainda é mais bem arrumada, mas a cidade em si parece bem pobre e não tem muita coisa para se fazer por lá.

Ainda dei uma passada no museu nacional da Moldávia e o achei bem bacana. Ele começa com exposição de peças escavadas na região desde 200.000 antes de Cristo e vai fazendo um desencadeamento histórico até os dias atuais. E, ainda por cima, quase tudo no museu tá em inglês, o que não ocorria nos museus da Ucrânia ou de Belarus, por exemplo.

Outra coisa que me chamou a atenção andando pela Moldávia é que a língua dos bichos realmente tem muitas coisas em comum com a nossa língua, como é possível ver inclusive nessa foto abaixo:

1

Continuar lendo “PERAMBULANDO POR CHISINAU, CAPITAL DA MOLDÁVIA.”

MOLDÁVIA, O QUE SERÁ QUE TEM POR LÁ¿ BRASILEIRO PRECISA DE VISTO PARA IR PARA LÁ¿

A Moldávia é um país europeu o qual poucos já ouviram falar ou sequer sabem que existe. Na verdade, na verdade, a primeira vez que eu ouvi falar da Moldávia foi quando vi uma paródia que alguns moldavos fizeram àquela famosa propaganda do Van Damme com as duas carretas Volvo onde ele vai abrindo as pernas:

Original

Paródia

Pelo vídeo dava para perceber que era um país europeu, provavelmente ex-soviético e rural.

Efetivamente a Moldávia é um país bem pobre, sendo o único país europeu com nível médio de IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), possuindo um nível de desenvolvimento semelhante ao da República Dominicana. Por que isso¿ Bem, devido em grande parte à história do país. Continuar lendo “MOLDÁVIA, O QUE SERÁ QUE TEM POR LÁ¿ BRASILEIRO PRECISA DE VISTO PARA IR PARA LÁ¿”

A CAMINHO DA MOLDÁVIA, ENCONTRO INUSITADO NO AEROPORTO

Estava eu no aeroporto de Kiev esperando minha conexão e me senta um cara do meu lado. Ele me pergunta, em inglês, se pode usar o meu laptop. Pergunto o motivo do pedido inusitado e ele me responde que é para fazer check-in já que não estava conseguindo fazer no celular dele. Conversa vai, conversa vem, descubro que ele é mexicano e começamos a falar em espanhol e logo ficamos amigos.

Ele estava a caminho de Sochi para ver a partida de Portugal e Espanha (o melhor jogo da Copa na minha opinião) e tinha conseguido um ingresso com o tio dele, o ex-goleiro da seleção argentina Goygochea. Continuar lendo “A CAMINHO DA MOLDÁVIA, ENCONTRO INUSITADO NO AEROPORTO”