Couch em Estocolmo

             Cara, vou te dizer, tive sorte, viu?

O meu couch em Estocolmo foi aquilo que chamo de “couch cinco estrelas”. Magnus, o cara que me hospedou em Estocolmo, era novo no couchsurfing (isso é muito bom, porque geralmente as pessoas que estão começando são mais atenciosas) e MUITO gente boa. Além de tudo, como se já não bastasse, a casa do cara parecia mais era um hotel!

Pra começo de conversa, tive um quarto só pra mim! Uma cama limpa, com lençóis limpos e um travesseiro que não cheirava a mofo. Pode parecer pouco, mas é bom lembrar que eu estava chegando da Índia, né parceiro? A casa do Magnus era tão high-tech que no quarto dele tinha uma TV de plasma só pra ele e na sala uma outra de plasma IMENSA pra galera! E EU NÃO ESTOU EXAGERANDO! Pra melhorar ainda mais a história, possuía um Nintendo Wii, com mais quatro controles e Mario Kart! Preciso de mais alguma coisa, brother?

Tvzinha de plasma da sala

Mas tem mais! Quando cheguei à casa dele, ele conversava com um amigo na varanda que estava sendo hospedado na casa dele também. Foi só eu chegar, largar minhas coisas no quarto que ele mostrou que eu iria dormir pro cidadão me perguntar o que eu queria comer. A resposta não foi outra, né? – Brother, eu ACABEI de chegar da Índia. Me dá um pedaço de carne pelamordedeus! Fomos para o supermercado e lá já comecei a sentir o choque do “efeito Suécia”: O quilo de carne custava mais de dez dólares! Quando ele me viu na sessão de carnes, tentei desconversar e falar que queria comer frango (pombas, brother! Carne era muito caro! Eu não ia ter dinheiro suficiente pra poder rachar o supermercado com ele). Ele nem quis conversa, falou que agora que eu tinha falado que queria comer carne, deu vontade nele de comer também e o bicho acabou pegando um pedaço IMENSO de um dos cortes mais nobres (parecia ser picanha) e jogou dentro do carrinho de supermercado. No caminho para o caixa, o bicho não parava de jogar coisas dentro do carrinho: chocolates, legumes e verduras, cervejas, guloseimas e o caramba! Comecei a pensar que foi uma péssima ideia ter ido para o supermercado com ele, haja vista que se eu fosse sozinho, ainda que não tivesse alguém pra rachar a conta, eu iria gastar MUITO menos! Malditos suecos, acham que só porque são ricos podem sempre humilhar os pobres mochileiros latinos! Quando chegamos na fila do caixa, Magnus, não satisfeito, num golpe de misericórdia, ainda pegou uma pancada de caixinhas de “Tic e Tac” (ao valor de US$ 1, cada) e jogou em cima da esteira do caixa. Eu sei que não foi muita coisa, mas foi o último prego no caixão de um maranhense que agonizava sem grana.

Meu quarto na casa do Magnus

Quando tudo passou e veio a conta (não lembro quanto foi, só sei que foi cara pra cacete!), Magnus só tirou o cartão do bolso dele e falou: – Crédito, por favor! Ãhn? Como assim? Ele ia pagar tudo SOZINHO? Sim, cumpade! Nem acreditei, o cara pagou a conta e falou que não era pra eu me preocupar, já que “eu era seu convidado”! Diante do preço da conta, nem me animei a fazer aquele joguinho do “não, amigo, mas me deixa pagar ao menos uma parte”. Tá louco? Resolvi nem arriscar, hahahaha.

Só sei que quando chegamos em casa ele falou que eu poderia comer o que quisesse. Que comesse sem pena! Cabra safado esse!

Pombas, o couch do Magnus foi um dos melhores que pude experimentar. O cara era gente boa demais e, acima de tudo, me serviu de comida o máximo possível em um dos países mais caros do planeta. Se não fosse ele, com certeza essa Suécia teria sido muito mais difícil do que foi.

Magnus (o gordinho de camisa rosa), eu e um brother que ele hospedou enquanto estive lá momentos antes de eu ir pegar meu avião para a Polônia

Galera, vou parando por aqui. Hoje, mais uma vez, ocorreu uma série de imprevistos e não consegui terminar de escrever tudo. Mas podem ficar tranqüilos, amanhã termino de escrever sobre Estocolmo e posto as presepadas 🙂

Abraços maranhenses

8 comentários em “Couch em Estocolmo

  1. Maranhão rapaz, quando a esmola é demais, o santo desconfia!

    Conta essa história toda direito :X
    dashudashud

    Primeiro \õ

    Luis- maceio

    Curtir

  2. Esse tal de Magnus tem cara de tarado. Oferece um quarto só para vc, paga toda a conta do supermercado e ainda por cima gente boa demais? Medo o.O

    Curtir

  3. E eu pensando horas que o Magnus fosse o carinha novinho de azul!
    Aff, ficaria MUITO desconfiada desse de rosinha viu?! hauahuahuahauhauahaa

    Giselle Travassos

    Curtir

  4. Magnus tem cara de pedófilo da peste…maranhao não esqueça de pedir para ele passar vaselina antes….pq tá com cara que vai doer huahuahuahuahua…

    Curtir

  5. Caramba! o sueco é feio, mas foi super simpático. Pensei que era aquele gatinho do seu lado…rsrsrsr
    Mas, esse negócio de hospedar e pagar a comida, que coisa mais gentil, dá para desconfiar mesmo.

    Curtir

  6. <><>Desculpa aí filho. O cara pode ser gentil, delicado, inteligente, rico, dar flores, bombons e até ligar no dia seguinte….

    Mas que ele tem uma PUTA cara de trarado/pedófilo, isto é inegável…

    hehehehehe<><>

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s