A caminho da China – Coréia do Norte – a emoção já começa no aeroporto!

Vamos lá, todo mundo ensaiando direitinho para o titio Kim Jong-Un poder ficar orgulhoso.

Minha primeira passagem aérea fazia o singelo trecho Brasília – São Paulo- Washington – Nova York – Pequim. Tranquilinho, 35 horas entre conexões e horas de voo pela United Airlines. Trinta e cinco horas não dão nem para sentir a viagem, quanto mais ficar cansado. Vida loca!

Tudo o que você menos quer quando está em um verdadeiro périplo mundial como o meu, é dor-de-cabeça. É lógico que isso é pedir demais quando se viaja por United Airlines.

Eu já estava esperando dar algo errado no meu voo, afinal eu voava pela United Airlines. Não imaginava que seria logo na minha primeira parada: Estados Unidos. Assim que eu cheguei ao aeroporto de Washington já tenho a primeira surpresa. Meu voo de Washington para Nova York estava atrasado em mais de quatro horas e muito provavelmente eu não conseguiria chegar a tempo de pegar o voo Nova York – Pequim. Qual o problema disso tudo? Bem, deixa o tio te explicar.

Oktoberfest alemã acima e Oktoberfest coreana abaixo

Eu chegaria a Pequim num domingo, na segunda feira encontraria o pessoal da agência de viagem e pagaria o meu pacote da Coréia do Norte a vista (como sei que todo mundo é curioso com o preço, deixa eu dizer logo quanto foi. Pacote para Coréia do Norte me custou exatos 1050 euros. Tudo incluso: passagem China-Coréia-China, hotel que parecia cinco estrelas, três refeições diárias, guias, ônibus, entradas nas atrações… No final acho que não foi caro. Quanto da isso em reais? Ah, larga de ser preguiçoso e vê no Google). Captaram o tamanho do problema? Se eu perdesse um dia de viagem, minha viagem inteira para a Coréia poderia ir para o saco. United, United, you broke my guitar. Sempre me dando novas surpresas.
Para quem não está por dentro do meu histórico de amor e ódio com a United, o primeiro trecho da minha viagem de volta ao mundo em 2008 foi pela United e eles, além de cancelarem o meu voo e só me mandarem no outro dia, ainda me largaram tarde da noite em Los Angeles quando eu na verdade deveria chegar pela manhã. Mais detalhes nesse post aqui. Não satisfeitos, resolveram me presentar com mais essa.
Bem, não havia o que fazer. Sentar e chorar? Não, vamos tentar resolver! Fui desesperado falar com a mulher do balcão e já recebo a primeira resposta animadora.
– Senta ali e espera seu voo daqui a quatro horas
– Mas eu tenho uma passagem para China
– Senta ali e espera seu voo daqui a quatro horas
Isso a gente chama de boa vontade. Falem o que quiserem dos nossos aeroportos, mas no Brasil com quatro horas de atraso, pelo menos para um hotel eles teriam que me mandar! Famosa resolução 141 da ANAC.
É impressionante como as construções em Pyongyang arecem estar caindo aos pedaços depois de alguns dias de chuva.
Contrastando, lógico, com o hotel Ryugyong, que se destaca novo em folha, imponente, no meio da capital.

Para não arrancar a goela da atendente, resolvi me sentar em um dos bancos e pensar o que eu poderia fazer. De repente tive uma ideia: “E se ao invés de voar de Washington para Nova York e depois para Pequim, eles me mandassem pra Pequim direto de daqui de Washington?”. Sim, eles tinham voos direto. Procurei um atendente que parecia mais latino (por isso, esperava eu, mais amigável) e expliquei meu drama, a minha viagem para Coréia do Norte e coisas assim. O cara foi bem mais amigável (fica a dica, sempre procurem os latinos) e ficou de ver isso pra mim. No final falou que era possível e que provavelmente me colocaria na cabine executiva como um pedido de desculpas da United. Bem, não rolou a desculpa da United e nem a cabine executiva, mas pelo menos o voo para Pequim partiria em três horas. Iria chegar uma hora mais tarde, mas, enfim, vinte vezes melhor que chegar no outro dia. Viagem para China e Coréia resolvida, era chegada a hora de tratar de um problema BEM MAIS SÉRIO.

Novinho
País estranho com gente esquisita, eu não tou legal, não consigo achar uma TV
Estava para começar a final olímpica do futebol e eu só queria sentar e assistir a vitória fácil que o Brasil ia conseguir em cima do México. Três gols de Neymar, no mínimo. Agora era só achar um bar, dentro de um dos maiores aeroportos do mundo, que estivesse transmitindo a final DO ESPORTE MAIS POPULAR DO MUNDO! Lógico que não seria difícil, o aeroporto é CHEIO de bares. Cara, se eu estou contando a historia é porque, logicamente, não deu certo.
Dá para acreditar que havia varias TVs transmitindo golfe, eliminatórias do remo, DISPUTA DA MEDALHA DE BRONZE DE VOLEI FEMININO, mas não havia ninguém transmitindo A FINAL DO FUTEBOL OLIMPICO!?!?!?! Cara, serio, eu não acreditava que isso fosse possível de acontecer, aquilo era mundo real? O que será que esses americanos tem na cabeça? Bem, quem não tem cão, caça com gato, vaca, porco-espinho, o que for, resolvi apelar para a wireless do aeroporto.
Liguei a wireless do meu celular e fiquei uns vinte minutos caminhando pelo aeroporto para poder achar o melhor sinal, até que consegui. Mais problemas (cara, tem tanto drama aqui que esta parecendo novela mexicana…), a wireless não deixava assistir vídeos! Juro que nessa hora, parei, olhei para cima e perguntei “o que eu fiz para merecer isso?!?!?! Porque o senhor faz isso comigo? Já não basta eu ter nascido maranhense e ter que ficar a vida inteira ouvindo piada sobre ser filho do Sarney e além disso ser parecido com o Zacarias??”.

Rapaz, você sabe o que é você ter que acompanhar a final olímpica por narração escrita em tempo real? Globoesporte.com?  Enfim, foi o melhor que eu consegui. Começa o jogo, um minuto do primeiro tempo, gol do México (bicho, aquele não era o meu dia mesmo!!!). E lá vou eu ficar lendo o jogo. Começa o segundo tempo, chamada do meu voo!! E agora? Vou ou não vou? Resolvi enrolar o máximo possível e ficar na fila acompanhando pela wireless do celular antes de entrar no avião. Vinte minutos do segundo tempo escuto um “ou você entra no avião agora, ou o avião vai te largar aqui!” e tive que embarcar. ONZE HORAS DE TENSAO no avião sem saber como terminou o jogo.

O final da historia vocês já sabem, chego na fila de bagagens e fiquei mendigando para as pessoas com smartphone, procurando um que tivesse 3G e tivesse a piedade de deixar eu ver o resultado. Um inglês que morava na China se predispôs a me ajudar. Pela risadinha na cara dele, eu deduzi a surpresa que o Mano Menezes havia me preparado. Fiquei tão baqueado que nem fiquei tão chateado quando descobri que minha mochila havia sido extraviada. É, Pequim realmente estava sendo emocionante!

Caraca, isso sim merece uma foto! Se liga no que achei na Coréia do Norte! QUILMES!! Para quem não sabe Quilmes é a cerveja mais popular da Argentina. Conta como sul-americano, vai…
Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

4 comentários em “A caminho da China – Coréia do Norte – a emoção já começa no aeroporto!

  1. Boa Claudiomar ! virei fa do blog ha pouco tempo e ja faço leitura diária desde o começo ! encontrei por um acaso pesquisando sobre o Líbano hahahaha ! mas ja vou fazer uma cobrança ! onde esta o resto da viagem da India hein?? hahaha a parte do norte e a parte sobre a religiao sikh ? estou curioso ! um grande abraco aqui de Curitiba !!!

    Curtir

  2. Maranhão, o link para o post do vôo da United na viagem de volta ao mundo tá bichado e a parte que vc descasca o Mano tá fora de ordem. Esse blog já foi melhor, viu!!! Huahauhauha

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s