American Way of Life – como o padrão de vida estadunidense está afetando todo um país

Galera, acho que não escrevi nada ainda sobre como é o dia-a-dia do famoso “American Way of Life”, experiência em que estou envolvido.
Uma das mais famosas características da vida americana, é a sua sede por consumo. O consumo é desenfreado aqui neste país! Cara, eu fico impressionado como é fácil consumir aqui! Quase todo estabelecimento, seja lanchonete, seja loja de roupas, tem um “cartão fidelidade” que te dá crédito pras compras. Os caras te dão crédito sem pedir quase nada. Não checam sua renda, não checam os seus antecedentes nem nada, pegam só algum documento de identificação e pedem o seu endereço. Sempre há vários tipos de promoções e descontos diferentes para fazer com que você gaste até o seu último centavo comprando alguma coisa. Até aí tudo bem. Isso não é o mais grave! O grave aqui mesmo são, como eu já tinha dito quando tava na Austrália, a impressionante quantidade de “outlets” que pululam por todos os cantos em todas cidades que visitei, sejam pequenas (como Santa Bárbara) ou gigantes (como Los Angeles). Só pra vocês se situarem, “outlets” são lojas responsáveis por vender produtos que demoraram muito tempo pra poder sair da prateleira de alguma loja, seja porque estava fora de moda ou estação, seja só porque ninguém quis comprar mesmo. A loja vendo que não vai conseguir vender pelo preço normal da etiqueta, manda pra alguma outlet que vende a preços ridículos pra quem quiser comprar. A pior coisa no mundo aqui em Santa Bárbara é quando eu preciso comprar alguma roupa. Sei lá, tou precisando comprar um agasalho. Vou na outlet pra comprar APENAS UM CASACO e volto com o carrinho cheio de coisa pra casa. O que você economiza no preço você acaba gastando em outras coisas. Só pra vocês terem uma idéia, já comprei um agasalho brasileiro da Adidas por vinte dólares, Nike Air por 30 dólares, camisa social Pierre Cardin por 9 dólares e por aí vai. Você tem que ter um freio muito forte, porque senão acaba indo na onda dos americanos e acaba virando um consumidor voraz também. Grande parte dessa facilidade ocorre devido a impostos muito baixos pagos nas mercadorias finais (de prateleira de lojas), baixa taxa básica de juros e, claro, a uma justiça absurdamente eficiente (os caras podem te oferecer toda essa facilidade porque sabem que se você “calotar” você vai pagar de um jeito ou de outro, seja vendendo seu carro, seja vendendo sua filha).

OS BIGMACs MÁGICOS

Mas a característica mais marcante do American Way of Life, com certeza está relacionado à alimentação. Bicho aqui você tem que ter MUITO cuidado com a alimentação que você está levando. A facilidade de comer porcaria está diretamente relacionado à facilidade de consumo. Só pra vocês terem uma idéia, em todo o fast food que você vai, e eu disse em TODO, você paga uma mixaria e recebe um copo. Sim, um singelo copo, mas que te dá direito a beber refrigerante até explodir. Aqui é a pátria do “refill”. Chega a ser uma loucura isso! Você vai, aproveita que o fast food é barato e rápido, entra pra poder fazer uma boquinha e se depara com aquela máquina de encher refrigerante. Dá uma mordida, bebe um copo de coca, dá outra mordida, bebe um copo de Sprite, dá uma outra mordida, bebe mais fanta e termina o Big Mac. Pra não deixar barato, ao terminar o lanche, você vai na máquina e enche o copo de novo pra sair bebendo na rua. Quando você menos se espanta, já bebeu uns 3 litros de refrigerante. Centenas de gramas de açúcar direto para o seu sangue, perfeitos para “adocicar” o seu coração. Além de refrigerante a vontade, pra melhorar ainda mais, existem as promoções malucas que os bichos fazem. Segunda feira é dia de Big Mac. O que isso significa??? Big Mac a um dólar. Resultado?? Geladeira de lá de casa entupida de Big Mac às terças e quartas. Não, não sou eu quem entope a geladeira. O problema é que na segunda feira 20 pessoas resolvem ter a mesma brilhante idéia, VAMOS ESTOCAR BIG MACS!! Ixi cumpade, aí é Big Mac demais, você pode chegar qualquer hora lá em casa numa segunda que você vai encontrar alguém de caneta em punho escrevendo seu nome em mais uma caixa de Big Mac, haeuhaeuhaeuhe.
Isso sem falar nos outros fast-foods, que pra não ficar pra trás, vendem combos por metade do preço e tudo que você imaginar, além, é claro, de SEMPRE ter refrigerante pra beber que nem um bicho. Ficou preocupado? Calma, agora falta a melhor parte. Não é só nos fast-foods que rola essa farra do refrigerante!! Adivinha aonde tem mais? No cinema? No restaurante?? Não, meu amigo, NO MEU TRABALHO TAMBÉM!!! Brother, colado aqui na recepção tem um restaurante que fica fechado durante a noite, enquanto estou trabalhando. Mas, adivinha, REFRIGERANTE DE GRAÇA TAMBÉM!! Meu amigo, eu posso ir na maquininha de refrigerante e beber quantas vezes quiser, quantos copos quiser de qualquer refrigerante que quiser. COISA DO DEMÔNIO, AMIGO!!
No começo eu pirava com essa farra de gás carbônico aqui no trabalho. Mas depois de um tempo vi que já estava começando a exagerar e simplesmente, parei de beber refrigerante aqui. Cara, se você não prestar atenção e só ir bebendo, você pára de beber água e fica bebendo refrigerante o dia inteiro, é perfeitamente possível e barato. Uma amiga minha fez o mesmo programa que eu e trabalhava em MacDonald’s. Se encantou com essa realidade de “free açúcares” (Friedman falava que não existia almoço grátis, não falou nada sobre refrigerante) e saiu endiabrada bebendo mais que uma Belina quatro portas. Segundo ela, ela só bebia light, porque tinha medo de engordar. Assim mesmo que deve ser, alimentação consciente. Pois é, sem perceber ela parou de beber água. Chegando em São Luís ela trouxe mais que um notebook na mala. Trouxe uma pedra no rim de presente também, segundo alguns comentários, uma das piores dores que o ser humano pode sentir. Por isso que tou evitando ao máximo beber refri por aqui e, ainda assim quando bebo, coloco mais da metade do copo de gelo. Tá doido, mermão, ficar doente viajando pelo mundo?
Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

5 comentários em “American Way of Life – como o padrão de vida estadunidense está afetando todo um país

  1. Boizão, sério: ótimo post, mas esse seu cabelo está simplesmente uma tosqueira. Pelo amor de Cristo, corta LOGO essa coisa horrivel que voce leva na cabeça!!

    Curtir

  2. Otimos postsTanto esse, quanto o da visao politica. Vc explicou de uma forma leve e interessante. Mesmo para quem nao gosta de ler sobre politica acho que vc conseguiu passar de uma forma interessante. Bom hoje ja sabemos os resultados e em breve o presidente.Sobre esse post foi assim que eu voltei para casa depois do primeiro intercambio com 10kg a mais e com muitas roupas, sapatos e bugigangas, dos quais nunca usei.bjssss

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s