Trabalhos e trabalhos


Cara, trabalhar pela madrugada é bom, pena que passa rápido! É engraçado como às vezes eu passo sete, oito horas, sentado aqui e parece que foi meia hora! Acho que é porque eu já tou acostumado.
O mais engraçado é que aqui parece o banco da Praça é Nossa do Manuel de Nóbrega, cada vez vem uma figura diferente pra poder fazer o check-in ou o check-out. Outro dia troquei uma idéia com um cara que foi, nada mais, nada menos, que o médico particular do rei saudita, ou seja, o cara tinha grana pra dar a rodo! Interessante que ele ligou aqui pedindo um café e enquanto eu falava com ele, ele me perguntou se eu era brasileiro, por causa do sotaque. Ele foi a primeira pessoa que me perguntou isso desde que cheguei aos EUA, já que geralmente as pessoas escutam meu sotaque e acham que eu sou mexicano (até porque eu tou parecendo um, com esse cabelo comprido). Quando fui levar o café pra ele, ele falou que reconheceu meu sotaque porque ele tinha um escritório em Porto Alegre e trabalhou durante muito tempo por lá… Ficamos conversando um tempão, principalmente sobre a Arábia Saudita, um país que sempre quis visitar, mas que é impossível, dado que dificilmente eles liberam vistos de turistas.
Enquanto a gente conversava, ele me contou uma vez sobre uma conversa que ele estava tendo com o rei saudita. O rei foi lá e perguntou pra ele se dava pra fazer muito dinheiro trabalhando com medicina aqui nos EUA (o cara é especialista em coração), ele falou que se faz menos dinheiro com medicina do que com petróleo. O saudita, foi lá e perguntou quanto que ele cobrava pra poder abrir um peito de uma pessoa doente, no que o médico prontamente respondeu “cinco dólares”. Cinco dólares? Perguntou o rei. Mas como é que vocês fazem dinheiro lá? O médico respondeu: – Uai, a gente não faz dinheiro pra abrir, mas sim pra fechar! Pra fechar é um milhão de dólares! Se não quiser pagar, não tem problema, largo aberto!! Hahahaha. Contando assim parece ser sem graça, mas na hora foi muito engraçado. Segundo o médico, o rei falou que não ria de uma piada como essa há anos.
Já a lua-de-mel com o meu outro emprego está acabando. Primeiro que, pra começar, a gerente iraniana agora deu pra, no final do expedientem quando tou lavando o chão, ficar gritando “Mais rápido, mais rápido!!”. Ela só pode ir embora quando eu terminar o serviço! A doceria fecha, todas as doceiras vão pra casa e acaba ficando só eu e a gerente na doceria, eu limpando e ela lixando as unhas e gritando “mais rápido”! Não sei vocês, mas não há algo que me deixe com mais raiva na vida do que eu estar limpando o chão ou varrendo e alguém ficar do lado sem fazer nada, mas dando palpite. Dá vontade de esfregar o cara junto! Agora, imagina, você depois de uma jornada de trabalho de oito horas, todo molhado e cansado, ainda tem que ficar ouvindo uma rapariga gritando “mais rápido”? A vontade que eu tinha de fazer era chegar pra ela e falar:
– Olha, só tem nós dois aqui! Se tu continuar a gritar “mais rápido, mais rápido” eu vou ali à cozinha, pego uma faca, corto tua garganta e depois vou embora pro Brasil. Não vai dar nem tempo pra poder achar teu corpo!
Eu acho que assim ela parava de gritar enquanto fica lixando as unhas (isso sim dá raiva de ver!).
A outra foi que, preocupado com a dona da parada, eu fui lá e avisei com mais de três semanas de antecedência que estava indo embora. Só pra vocês terem uma idéia, aqui no hotel, que eu tenho medo dos caras não aceitarem muito bem a minha saída, vou avisar com uma semana de antecedência. Por que eu avisei bem antes? Porque eu tava preocupado com a mulher, de como ela ia fazer pra poder conseguir outro lavador de pratos e por isso decidi avisar antes, pra dar tempo de ela procurar outra pessoa.
Ela também não se fez de rogada, arrumou outro cara e me cortou a última semana inteira de trabalho que eu esperava trabalhar por lá. Resultado? 170 dólares a menos pra viajar! Sem vergonha ela, bicho… Isso é que dá se preocupar com as pessoas! Eu também não me fiz de rogado. Vai me jogar na rua? Então agora eu quero é mais que se foda! Chego ao trabalho 15 minutos atrasados e coloco que cheguei na hora! Vou embora um horário e escrevo na minha tabuazinha de horários que trabalhei meia hora a mais (não tenho uma carga horária fixa, como o hotel, portanto fica difícil eles controlarem!) e assim vou indo! Se todo dia eu roubar 45 minutos, no final recupero parte dessa grana! Só não pego as colheres e esfrego no traseiro porque eu sei que quem vai pagar vão ser os pobres dos clientes que não tem nada a ver…
Se alguém tiver alguma idéia de como eu posso zoar ainda mais a cozinha da mulher sem correr o risco de ser preso, estou aberto a sugestões!

3 comentários em “Trabalhos e trabalhos

  1. hi every person,

    I identified claudiomar.blogspot.com after previous months and I'm very excited much to commence participating. I are basically lurking for the last month but figured I would be joining and sign up.

    I am from Spain so please forgave my speaking english[url=http://rowhatweknow.info/].[/url][url=http://latestnewsea.info/forum].[/url][url=http://telatestnews.info/].[/url]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s