Comentarios comentados

Galera, o post sobre o Vietnã já está escrito, revisado e pronto para ser postado. Não vou postar hoje porque, como falei, preciso fazer uma sessão de comentários comentados e já está acumulando. Se vocês gastarem um tempinho de vocês, acho que vale a pena dar uma lida aqui, tem várias dúvidas que as pessoas sempre tem e também algumas respostas que são interessantes para os amigos entenderem melhor a viagem em si e pegarem algumas dicas.

1 – O Anderson comentou:

-E ai Claudiomar, blz? Estou lendo o seu blog pela primeira vez, vim através do jacaré banguela. Estou gostando muito das suas histórias e fiquei com algumas dúvidas.
1ª Como surgiu a idéia de fazer a volta ao mundo ?
2ª Está viagem é patrocinada, ou você simplesmente caiu no mundo na cara e na coragem ??

R – Cara, resumindo: A viagem surgiu devido a um ensejo que eu tinha de fazer uma viagem logo após me formar. No começo eu estava planejando viajar para a África e ficar lá por seis meses fazendo trabalho voluntário num programa indicado por um sueco que conheci quando estava na África do Sul há dois anos atrás (pra quiser mais detalhes http://www.humana.org). Pesquisando sobre passagens, acabei chegando numa reportagem da Folhaonline que falava sobre tarifas de volta ao mundo. Comecei a namorar essa idéia e depois que descobri que poderia conseguir um visto de trabalho pros EUA no final do ano, não tive dúvidas, decidi fazer uma viagem de volta ao mundo. No começo eu tava planejando ficar só nas 15 paradas que a passagem me dá direito, sem me deslocar para outros países, pois isso iria aumentar e muito o custo. Seria uma viagem mais rápida e mais “light”. Depois que conheci o couchsurfing.com minha vida mudou completamente. Sem custos de moradia, as minhas possibilidades de viagem com custos menores se fizeram realidade, já que com a grana que eu economizaria, poderia gastar comprando mais passagens aéreas e terrestres. Logo, aqui estou, escrevendo a sessão de comentário comentados na milenar cidade de Orchha na Índia central.

Segundo ponto. A viagem ainda não é patrocinada. Meu pai me emprestou uma grana massa e também eu juntei uma grana fazendo uns bicos pelo Brasil. Os quatro meses de trabalho nos EUA também me deram um bom pé-de-meia.

2 – Meu pai perguntou:

o que aconteceu hoje? Dispararam as visitas! São 16 horas e já tem 366 visitas.

R – Isso é o que eu apelidei de “efeito banguela”. É engraçado ver a curva de acessos do site em um mês em que eu tenha aparecido no jacarebanguela.com. Vê como ficam os acessos.Essas “pontadas” são as aparições no jacarebanguela. Atente para o fato de que elas crescem absurdamente, mas depois também caem absurdamente. Essa “ascensão e queda” do blog é devido ao fato de que o endereço do blog acaba saindo da sessão principal do site, o que diminui a visibilidade do blog e faz cair o número de acessos. Mas atente também que, apesar da queda brusca, a média de acessos diários aumenta um pouco (já que novas pessoas passam a ser leitoras diárias).

Hahaha. Mas de boa, meu pai também já aprendeu a diagnosticar o “efeito banguela”.

3 – Anonimo perguntou:

eu também queria saber qual foi o motivo que fez vc se arrepender de comprar as passagens. já perguntaram isso aqui no blog milhares de vezes, não entendo pq vc sempre ignora esta pergunta 😦

R – Ok. A parada é a seguinte. Eu estava propositalmente ignorando essa pergunta porque eu estava, digamos, ficando “de bem” com a Staralliance e principalmente com a United. Após a minha desastrosa viagem pra Los Angeles (desastrosa pra mim, divertida pra vocês) eu comecei a odiar a United. Resumindo. Devido ao atraso de mais de 6 horas do meu vôo, a United me prometeu pagar um hotel quando eu chegasse em Los Angeles, pois chegaria numa cidade imensa e totalmente desconhecida pela noite e ainda teria que pegar um outro busão para Santa Bárbara. Achei que foi (e continuo achando) um grande desrespeito me prometer algo no Brasil e quando eu cheguei nos Estados Unidos, me falaram que não ia me dar porra nenhuma. Fiquei a ver navios (ou aviões, já que estava no aeroporto).

Como ia dizendo, comecei a odiar a United por causa disso. Apesar dessa sacanagem que fizeram comigo inicialmente, no decorrer da viagem a United vem me ajudando sobremaneira e até agora não tive mais problemas. Pelo contrário, a minha relação com a United vem apenas melhorando. Diria hoje que não odeio a United, mas também não amo de paixão. Hoje não mais me arrependo de ter comprado com a United.

Me arrependo sim de ter ido fazer o programa de trabalho temporário com a Intercultural, mas isso já é outra história. Vou esperar o site aumentar um pouquinho mais o número de acessos e posteriormente escrever a profunda falta de respeito que Intercultural nacional fez comigo. Tou pensando até em fazer um banner escrito “Não viaje com a Intercultural”e colocar no topo do site. Eles tão achando que eu esqueci, mas eu ainda não esqueci não, infelizmente sou uma pessoa rancorosa.

Gente, em tempo, se você for de Brasília, aconselho piamente fechar com a Intercultural de lá, as meninas de Brasília são minhas amigas da UnB, pessoas super-doces e atenciosas. Sempre que precisei de ajuda e orientações de Brasília, nunca tive problemas, pelo contrário, elas sempre se colocaram a disposição, meu problema é com a Intercultural nacional mesmo. Portanto vamos deixar em panos limpos, se você for de Brasília, feche com a Intercultural, se não for, feche com qualquer outra. Até com a CI.

4 – Mike Weiss começou me sacaneando, mas depois perguntou algo interessante:

Faaaala Garoto Cartao Postal! eheh
Seu blog é incrível, estou fechando minha RTW (inicio em outubro) e sou leitor assíduo 🙂
To fechando meu roteiro com a Oneworld, do sudeste asiatico vou fazer de Singapura a H.Kong por terra… to ferrado hein?! rs
Falando em ferrado, seus cartoes bancarios estao funcionando tranquilo aí? E o fuso horário, tá te deixando panaca??? eheheheh
se cuida aí, SORTE

R – Rapaz, o cartão de crédito aqui funciona sossegado. Tanto o meu cartão dos EUA, quanto o do meu pai tão funcionando perfeitamente bem. O único detalhezinho é que pelo sul da Ásia NINGUÉM aceita cartão, seja de débito, seja de crédito. Cara, em Bangkok você ainda acha alguns lugares que aceitam cartão de crédito, mas cidades com menos de 500.000 habitantes, eu ainda não vi. Portanto, sempre carregue dinheiro vivo. Na minha carteira, sem brincadeira, hoje tem quatro moedas: Dólar, Rúpias (Índia), Rúpias nepalesas e Baths (Tailândia). Se for viajar na Ásia lembre desse toque. Pegue uma boa quantia em dólares ou euros de dinheiro vivo e vá trocando nos países por moeda local ou então fique pagando taxas nos caixas eletrônicos toda vez que for sacar.

5 – A Adriana Jansen, ao ler o post sobre a Guerra do Vietnam, me deixou um scrap em ingles no orkut (gente chique e’ outra coisa). Como sei que muita gente nao entende ingles, vou resumir o que ela comentou.

Adriana comentou que curte le o meu blog, mas que ficou triste ao ver que eu parecia comemorar e gostar das mortes dos soldados americanos na Guerra do Vietnam. Ela perguntou se era impressao dela ou eu estava sendo anti-estadunidense. No final ela faz um pedido pra que eu seja mais cauteloso quando for escrever, porque o que eu escrevo influencia varias pessoas.

R – Adriana, certa vez, assistindo Chaves, eu aprendi que so os idiotas respondem uma pergunta com uma outra pergunta. Hoje vou dar ao luxo de ser idiota:

Os americanos, que nao tinham nada a ver com a historia, mataram diretamente mais de um milhao de pessoas e indiretamente mais uma galera, ja que os bombardeios americanos no Sudeste Asiatico contribuiram sobremaneira para a desastabilizacao da regiao. A subida ao poder do Khmer Rouge no Camboja que matou mais que 10% da populacao do pais (por volta de um milhao de pessoas mortas), assunto que vou tratar no post sobre o Camboja, conta como mortes indiretas na minha concepcao. Porque ninguem parece se importar com esse povo?

Serio, eu achei lindo eles terem pegado um pau no Vietnam e hoje “sentarem de ladinho” como falei, assim como achei lindo os franceses pegarem um pau na Argelia, os russos no Afeganistao e por ai vai. Numa guerra, dificilmente temos um lado “certo” e outro “errado”, mas nao tem ninguem que coloque na minha cabeca que ha algo mais legitimo do que o de um povo lutar pela sua independencia (como Argelia e Vietnam) ou por sua integridade territorial (como o Afeganistao). Serio, eu acho que seria muito bonitinho se todo mundo pudesse dar as maos e cantar “Imagine” do Jonh Lennon, mas isso, no contexto internacional e’ algo impossivel. Viva a brava batalha do povo vietnamita.

E ah sim, prometo ser mais cauteloso depois do seu comentario 🙂

Abracos maranhenses

19 comentários em “Comentarios comentados

  1. Oi Claudiomar!Acompanho religiosamente o seu blog e, obvio, dou boas risadas com ele. Vc pretende passar pela Europa durante a sua viagem? Quando? Para quais países? Bom, se vc for passar no sul da Alemanha, perto da fronteira com a Austria dá um aviso que eu te arrumo um sofá. Me mudo para lá mês que vem.Abs, Marla.

    Curtir

  2. em primeiro lugar:obrigado por comentar meu comentario!ri muito com a resposta sobre a africa, hahaha, vou até anotar pra proxima vez que jogar warquanto ao comentario de voce sair do pais e tudo dar certo…pense por outro lado, pouco depois de voce sair dos eua a economia de lá começou(se é que se pode falar que isso é de agora)a desabartalez essa diferença entre sorte no brasil e azar nos eua tenha a ver com a inversão de polos e o lado para o qual a descarga desce…alias, voce já viu se no emisferio norte desce para o lado oposto do emisferio sul mesmo?pode sanar a duvida de muitas pessoas(tipo eu)abraço!

    Curtir

  3. Interessante seria, às vezes, colocar uns screens shots tipo do google earth ou até mesmo links ilustrando a localização atual da sua volta ao mundo!valeu

    Curtir

  4. o motivo que eu escrevi em ingles, e pra nao criticar seu blog publicamente, e obvio que eu sabia que muitas pessoas nao iriam entender 😉Eu so nao acho legal espalhar mais odio pelo mundo. E e claro que eu sei que os EUA fazem muita coisa errada…como por exemplo o garoto de 16 anos que esta em guantanamo bay. E que tal nosso pais, ai sim precisamos de uma revolucao hein? O fato e que ha desigualdade e injustica no mundo todo e se revoltar contra uma nacao nao ajuda, ja que quem causa os problemas sao os politicos. Ja que o governo brasileiro e corrupto podemos assumir que todo brasileiro e ladrao?? Esse e meu ponto…Eu voluntario com os direitos humanos, e acredite eu sei como e dificil lidar com isso. A melhor forma de melhorar o mundo e passando informacoes, nao odio, repassando informacoes, fazendo as leis serem cumpridas e acordos entre paises, como o de Geneva, direitos humanos, direitos das criancas e assim por diante… Sera que nos entao como cidadoes Brasileiros estamos fazendo nosso devido papel, assistindo passivamente governo apos governo roubar, fazer fraudes, nao cumprir com seus planos? Talvez somos iguais, mais um povo passivo que ver injustica apos injustica e nao ajudamos a mudar o rumo do pais? Podemos dizer que tambem somos culpados pelo estado do nosso pais e o sofrimento da classe pobre e trabalhadora. E a quem achar que nosso pais serve de exemplo, viaje pra peqeunas cidades do nordeste, ou veja as favelas de grandes metropoles, ou leia as estatisticas de roubos, homicidios e sequestros.

    Curtir

  5. Meu querido Maranhão, teu blog tá famoso entre nos, ex-graduados de Rel. E Com o tempo, vai acabar virando leitura obrigatória em alguma matéria tipo ‘Geopolítica Aplicada’ ! Então, se por acaso você passar pela Africa, não deixe de visitar Camarões, pois provavelmente você será o PRIMEIRO maranhense em pisar na terra do Eto’o! Abraços Magalhães dos tempos modernos!

    Curtir

  6. Pô, obrigado por me parabenizar por ter passado no vestibular da Unb, fico muito grato pela atitude, porém só acho que não era necessário utilizar o blog para isso… hehhehehheheee (obrigado também a Ethianne Erica e Maricotinha pelos parabéns ao “irmão do Claudiomar” hauauau)Após o efeito banguela com o incrível aumento de audiência no blog acho que é muito importante ser bastante cuidadoso para transformar os visitantes do Jacaré Banguela em novos leitores. O blog tava num momento ideal com o post interessante sobre o vietnã e o vídeo em seguida da Tailândia…por isso eu achei que não foi legal você poluir o blog com os parabéns(com um texto de cunho pessoal e sem relação com a temática dos posts) e depois ainda postou aquele meu comentário imenso sobre Guarulhos, que escrevi tudo doido… pô, isso tudo logo após o efeito banguela, um dos momentos mais importantes do blog (em relação a possibilidade de conseguir novos leitores)Mas de qualquer forma valeu pela surpresa, muito boa por sinal, e pelos minutos de fama uahuhauaAbraço

    Curtir

  7. Só um esclarecimento ao nosso amiguinho da África que parece está mais perdido que filho da puta no dias dos pais (essa eu vi no blog e ri muito uahuahua)Claudiomar utilizou um recurso chamado ironia (que me fez rir muito) diante da óbvia reposta que ele seria obrigado a dar em relação ao comentário postado… Como ele não é coca-cola para conseguir está presente em todos os continentes simultaneamente, ele tem que ir em um país de cada vez, por isso ele só vai para a África depois de sair da Ásia, deu para entender?AbraçoClaudio Augusto

    Curtir

  8. Ai, meu… eu não devia falar… mas como essa galera dos direitos humanos é mala!É tão difícil assim entender a diferença entre “espalhar mais ódio pelo mundo” de dizer que sim, quem brinca com fogo pode se queimar e BEM FEITO por isso? Isso não é uma crítica aos indivíduos, e sim à posição do governo e da nação como um todo em determinado momento histórico.Sim, ema ema cada país com seus problemas e cada um colhe o que plantou, inclusive o Brasil.Mas até aí vir com mimimi de vamos nos fazer de cegos (ou não botar o dedo na ferida) pra gerar o amor ao próximo… ah, me poupe.

    Curtir

  9. Oi, Paulistana !!!Concordo contigo, o problema dos EUA é pensar pq tem tecnologia pode dominar o mundo, e esquece q tem povos ( nação )com muita raça e patriotismo, o q pode transformar alguns pequeninos e insignificantes em grandes homens. Um grande exemplo “foi Davi contra Golias”… O Claudiomar está certona guerra nem sempre tem um certo e um errado, mais sim quem procura acha… e as vezes não era bem o q eles queriam achar…rsrs…Abs,Ethianne Lucena

    Curtir

  10. Valeu Claudiomar, por me responder.Estou acompanhando o blog diariamente e fui lá no começo para saber como tudo começou. E agora já estou a par de toda a história. Boa sorte nas viagens, estou aqui aguardando as novidades. hehehehe..Abraço de um mineiro.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s