Enfim, o post sob Varanasi

Varanasi é uma cidade fantástica! Poucas são as cidades por onde passei que eu poderia dizer que carregam tanto aquele estereótipo de Índia como conhecemos. Cara, a cidade é impressionante com suas ruas milenares, finas e com suas vacas andando pra cima e pra baixo. Sim, porque se em Delhi era possível ver algumas vacas andando pelas ruas e às vezes parando o trânsito, em Varanasi isso era via de regra. Por quê?

Mimosas descansando um pouquinho

Varanasi é a cidade mais importante para religião hindu. Seria como uma Meca, Jerusalém ou então o Vaticano. Ela é cortada de cima a baixo pelo rio Ganges, rio sagrado, que, como já expliquei neste post, acredita-se que ele flui diretamente do Deus Vishnu. Milhões de indianos vão para lá para poder se abençoar nas suas águas sagradas. O Rio é tão sagrado, cara, que nos restaurantes a menos de cem metros do Rio não é permitido vender carne de qualquer tipo, seja peixe ou galinha! Além de que se você quiser ter uma morte sumária sendo espancado por uma turba enfurecida, basta apenas abrir uma garrafa de cerveja e começar a beber às margens do Ganges! Meu amigo, eu não consigo nem imaginar uma situação dessas. Acho que até eu ia lá pra descer o cacete em um gringo desavisado se eu visse bebendo.

No Ganges é comum ver pessoas por todos os locais se banhando, escovando os dentes, bebendo a água, limpando os seus búfalos, em suma, uma beleza! A água… Meu amigo, limpa que só chão de oficina! Antes de chegar a Varanasi e ver o Rio Ganges em si, eu estava planejando tomar banho e ficar nadando em suas águas. Depois de alguns relatos de viajantes mais experientes, fiquei mais cauteloso e falei pra mim mesmo que iria apenas dar um pulo e sair correndo. Depois, quando vi o Rio, tive que tomar uma bela coragem só pra encostar o dedinho do pé lá, viu? Meu amigo, que água suja!! Eu nunca tinha visto nada igual! A água do Tietê parece água mineral comparada com o Rio Ganges e EU NÃO ESTOU EXAGERANDO!

Outro fator interessante e que faz Varanasi ser umas das cidades must see (que você tem que ver) da Índia deve-se ao fato das Gaths. Todos os indianos que possuem algum poder aquisitivo têm como último desejo ser cremado às margens do Ganges! Agora, imagina um país com um BILHÃO de habitantes com o mesmo desejo? Cara, diz que é um espetáculo ver as milhares de pessoas sendo cremadas às margens e um das maiores demonstrações de fé que um ser humano pode presenciar. Infelizmente não pude presenciar porque fui na época da cheia do Rio, quando não há tantas cremações 😦

Macaquinhos passeando no meio de uma das principais avenidas de Varanasi

Mas e as vacas? Enrolei, enrolei e acabei não falando. Por ser uma das cidades mais sagradas e religiosas, Varanasi realmente venera as suas vacas. Para ilustrar o que eu estou falando, os donos de restaurantes quando têm restos de comida, os jogam em frente aos seus estabelecimentos pra dali a pouco vacas errantes comerem o que ele colocou. Agora cara, é MUITA gente fazendo isso, MUITO restaurante jogando comida na frente da porta. Logo a cidade ENTOPE de vacas procurando por comida farta e fácil. Meu amigo, por onde você anda é vaca e gente jogando comida nas ruas, coisa de louco! Sem brincadeira, Varanasi foi uma das poucas cidades na Índia que eu pude me sentir realmente como em uma era medieval, dada a religiosidade do povo, à sujeira da rua devido à comida que os caras jogam na porta dos restaurantes, às vacas passando e às ruas sinuosas. SENSACIONAL!

18 comentários em “Enfim, o post sob Varanasi

  1. ae post novo \osuihsuis vei , c eh doido, nem dedinho nem nada, c podia perder a perna so em encostara india eh linda e tudo mais…mas pow vei, higiene eh importante tb…

    Curtir

  2. oi Claudiomar,Que interessante esse post. Não sei como minha amiga brasileira consegue namorar um indiano, diz ela que não sabe o que preparar de comida, já que ele não come carne.Nossa, aquele rio Ganges, deve ser fedido também. O povo indiano tem um cheiro forte também, não é?e as vacas servem para quê? só para dar leite, com certeza…abraços!

    Curtir

  3. hahahapior que o tiete foi brabo!uma duvida claudiomar, tu ainda mantém contato com os loucos que passaram por vc nas viagens, tipo os chineses que moraram contigo na austrália, aquele que matava barata com o dedo e tal?! os caras lá da casa na california que queriam ir pro méxico atrás das maiores prostitutas do mundo?! a coreana, que como vc falou parecia um caminhão, por causa do lance da fumaça do narguile… e por fim nossa amiga coração gelado…tu tem contato comesse povo ainda?!abraço.

    Curtir

  4. Claudiomar, aí vai uma crítica construtiva: seu blog desperta a curiosidade nas pessoas, que ficam ávidas pelas histórias e informações sobre a sua viagem. Como hoje em dia, muita gente tá na internet toda hora, elas entram todo dia no seu blog. Mas a atualização do blog não está acompanhando a rapidez da internet. Sei que vc tem muitas outras coisas a fazer na vida, mas acho que deveria dar um gás e atualizar mais rapidamente, até porque a viagem já acabou e nem começou a contar da Europa. É só uma crítica construtiva, só tô querendo te dar esse toque. Mas o blog é seu, e ninguém melhor do que pra decidir como ele vai funcionar. Abraço.

    Curtir

  5. Claudiomar posta algo no final tipo um post dos melhores prato (com fotos) melhores fotos, melhores praias, tipo top 10 de uma 20 coisas ae..kkkkkkk

    Curtir

  6. E aí Claudiomar, o João disse é verdade…você tem uma média de 350 visitantes por dia, ávidos por mais histórias, e venho todos os dias aqui, pra ver novas histórias, estou curiosa para saber da Europa também…beijinhos

    Curtir

  7. Tenho que concordar com o João e a Má… Nem atualizar todo dia (seria ótimo :p), tbm não precisa, mas manter uma frequencia, pois muita gente que conhece seu blog deixa de ler pois sempre que abre a página num tem nada de novo :/ e, cara… ler teu blog só desperta minha vontade enorme de viajar o mundo oh :p mto foda

    Curtir

  8. Tô passando aqui de novo!snif..snif..snif…nada…de post novo!!!!!Aproveitando, nunca me interessei em conhecer a Índia, depois dessas fotos então, perdi a vontade mesmo!beijinhos

    Curtir

  9. Ê Cláudio, vc e suas estórias…amei isso de vacas pra lá e pra cá!!!!macaco pulando nos prédios…mas heim, essa vaquinha que vc colocou na foto não está um tanto magrela não?com esse tanto de comida era pras bicha tá parrudona, igual aqui nas fazenda do Goiás (Ê trem bão sÔ)!! bjo

    Curtir

  10. “nem dedinho nem nada, vc podia perder a perna so em encostar” [2]pelo o que já li e ouvi sobre o Ganges, concordo com o Marcio!e adorei seu blog! mto interessante! Mal posso esperar para ler as da Europa!beijos

    Curtir

  11. olá claudiomar! adorei ler este post.
    deve ser muito legal.poder viver isso tudo,estar nos lugares,conhecer pessoas diferentes,cultura diferente outro mundo.só de ler seus post fiquei fascinada.te confesso que me deu uma vontade enorme de viajar….
    abraços

    Curtir

  12. olá claudiomar,
    adorei muito este post,assim como tudo que li sob varanasi.sempre tive muita vontade de viver assim como vc.
    abraços!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s