O caso dos créditos de celular fantasmas


<!– /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";} @page Section1 {size:612.0pt 792.0pt; margin:72.0pt 90.0pt 72.0pt 90.0pt; mso-header-margin:36.0pt; mso-footer-margin:36.0pt; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;}

–>

Há vários posts atrás acho que já tinha dado pra perceber o estado de nervos que eu me encontrava ao viajar pela Índia. Por diversas vezes tive alguns problemas de stress formidáveis e impossíveis de se comparar com nenhum outro que eu já tive em toda minha vida. Em Varanasi eu atingi o limite.
Se liga na história, no post de hoje contarei apenas a “introdução” do stress máximo.
A Samanta me deixou numa lan house e foi numa dessas casinhas telefônicas pra poder comprar créditos pro celular dela. Conversa com o atendente daqui, conversa dali, ela foi lá e deu dez dólares pro cara colocar de crédito. O cara pegou o dinheiro e depois de alguns minutos mexendo no celular dela disse que havia colocado os créditos e a mandou ir embora. Ela, desconfiada do figura, testou e viu que o celular ainda continuava sem crédito. Na mesma hora ela foi reclamar pro cara e o bicho falou que era assim mesmo, os créditos iam cair depois e foi colocando ela pra fora da loja. Ela ficou insistindo que os créditos não tinham caído e o cara começou a ignorá-la. Ela falou: – “É? Pois então tá bom. Fica sentadinho aí que eu vou chamar o meu marido”. Quem era o marido dela? Sim, esse mesmo que você pensou, o maranhense aqui, né brother? (Não, gente! Mais uma vez, não peguei!).
A Samanta saiu direto de lá e foi à lan house pra me chamar. Só pra vocês entenderem melhor, fazia menos de dez horas que tínhamos saído do ônibus que eu quase saí no tapa com o cobrador, logo, vocês devem estar imaginando como estava o meu humor, como eu deveria estar um doce de pessoa. Na mesma hora eu já levantei da cadeira, corri pra loja do bicho. Entrei na loja já aos gritos de “Você acha que tem algum imbecil aqui?” e alguns outros impropérios impublicáveis… Quando vi que o atendente era franzino e pequenino, aí mesmo que eu me enchi! Comecei logo foi a ESMURRAR o balcão exigindo a devolução do dinheiro dela.
Gente, mais uma vez, CLARO que eu não ia dar no cara, né? Mas depois de um tempo você aprende que na Índia a única maneira dos caras não te tratarem como um gringo imbecil é você sendo um troglodita!
O cara não tentou nem argumentar, deu o dinheiro, pediu desculpas, falou que tava tudo bem e tinha sido um “engano”. Depois a Samanta ainda ficou comentando comigo: – “Será se esse cara achava que realmente eu era uma imbecil? Será se ele acha que realmente eu não iria testar o celular, ver que ele não colocou créditos e depois não ia voltar lá e pedir meu dinheiro de volta?”. Concordamos que de todas, essa foi a tentativa mais imbecil de nos enrolar que alguém já tinha tentado na Índia.
A Índia é como uma caixinha de surpresas. Os indianos não medem esforços de demonstrar a criatividade deles tentando te roubar. Não nego que ser roubado na Índia é uma atração a parte.
Mas essa não foi a melhor parte. Próximo post publico sobre como cheguei ao limite de stress na Índia. Esse sim vocês vão ficar impressionados…

4 comentários em “O caso dos créditos de celular fantasmas

  1. Claudiomar, vale a pena visitar a Índia, mesmo sabendo que você será roubado a cada 5 minutos e que vc terá que estar sempre atento a tudo? Não sei se vale a pena viajar pra ficar stressado…

    Curtir

  2. CARAAALHO QUE VIDEO É ESSE? HAUHAUHA pela merda do toque do celular da menina, já se esperava a reação do professor…

    Curtir

  3. ahahaha, esse vídeo é legal!Caramba, que stress você passou na Índia, hahaha…quem diria Claudiomar defendeu a “esposa”, por isso acho que viajar sozinha é por demais perigoso em certos países.bjs

    Curtir

  4. ei espera aew man .. aqui no brasil pel menos meu cell e da tim e ele realmente demora um pouco para cair os creditos quando eu coloco … eu ficaraia na duvida de tentar espancar o cara

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s