E com vocês, a tal esperada continuação do post: "Enfim, chego ao limite!"

<!–[if !mso]> st1\:*

(Esse post é uma continuação do post do dia 17/01, post abaixo. Se você não ler o post abaixo posteriormente, você não entenderá o conteúdo aqui escrito)
Como havia dito no post passado, depois de algum tempo gritando comigo, o meliante cada vez mais ficava irritado e gritava mais alto. Depois de alguns minutos comigo o ignorando, ele resolveu mudar de estratégia e isso o levou a sua derrocada…
Uma das fotos que tirei do monumento o qual pude relembrar como voltar para minha pensão
O que ele fez? Vendo que eu o ignorava, ele mudou o seu “alvo”. Foi lá, puxou a Samanta pelo braço e gritou:
– “Ei, eu estou falando com você também”.
Foi o estopim.
Nessa hora eu simplesmente explodi. Na hora queria que se danasse o fato de eu estar na Índia, o fato de eu não estar no meu país, o fato de que eu provavelmente teria grandes problemas e possivelmente seria até preso. Na hora não pensei em nada. Virei as costas e fui pra espancar o cara. Todo o meu ressentimento de semanas sendo roubado na Índia seriam descontados naquele pobre ladrão. Voei pra cima dele pra descer a porrada e fui impedido pela Samanta que, assustada, tentava me segurar de qualquer jeito. Eu me debatia e gritava:
– SEU F.D.P! POR QUE VOCÊ ESTÁ TOCANDO NA MINHA MULHER? QUEM LHE DEU AUTORIZAÇÃO PRA ISSO? VOCÊ É MALUCO? PERDEU A NOÇÃO DO PERIGO? NO MEU PAÍS QUANDO ALGUÉM TOCA NA MULHER DE OUTRO, NÓS OS MATAMOS A PAULADAS! EU NÃO QUERO SABER SE VOCÊ ESTÁ NA ÍNDIA OU NÃO! EU VOU TE MOSTRAR COMO A GENTE FAZ NO BRASIL! VOU TE MOER NA PANCADA É AGORA, VOCÊ E ESSE SEU AMIGO DE M* JUNTOS! ME SOLTA, SAMANTA! ME SOLTA QUE EU QUERO MOSTRAR PRA ELE COMO SE EDUCAM AS PESSOAS DE ONDE EU VENHO! EU QUERO ENCHER A CARA DELE DE PORRADA! VOU DEIXAR A CARA DELE MAIS REMENDADA QUE A CARA DO FRANKSTEIN!
Cara, e o pior que eu não fiz isso, tais quais as outras vezes, só pra ameaçar não. Dessa vez eu estava realmente determinado a sair na porrada com o cara! Eu realmente estava determinado a TRUCIDAR o cidadão. Diga aí, cara! O cara querer sair na porrada por causa de vinte e cinco centavos é ter muita estresse, né não? Pra você ver como estava meu estado de nervos na Índia.
Ouvindo os meus gritos, as veias do meu pescoço saltando para fora e vendo que a situação ia ficar feia, alguns populares ainda se meteram no meio da gente, ajudaram a me separar e mandaram os outros dois irem embora. Eles, já meio assustados, resolveram ir. Acabou que tudo isso ocorreu a poucos metros da nossa pensão.
Chegando à pensão, a Samanta até falou:
– Claudio, eu tou ligado que depois que formos para Kajuharo você que ir direto pra Goa, né? Acho melhor você não fazer isso. Cara, você está muito estressado! Vamos fazer assim, você vai comigo pra Deli, fica lá alguns dias sem fazer nada, só relaxando. Depois de alguns dias de descanso, você pega seu trem pra Goa! Acho melhor assim porque, afinal, no nível de estresse que você se encontra, você vai acabar tendo SÉRIOS problemas por aqui.
Acabei acatando a sugestão da Samanta e mudei um pouco a minha rota na Índia. Acabei indo com ela à Deli antes de ir à Goa!
 
Pingos nos “i”s
 
Gente, só um parênteses. Eu escrevo essas coisas, as vezes que agi como um troglodita na Índia, não porque eu fico na ilusão de que alguém vai imaginar: – “Nossa, olha o Claudio! Olha como ele é violento! Olha como ele é “Bad Boy! Olha como ele é brasiliense! Daqui a pouco tá queimando índio! Pensando bem, olha só, índio e indiano é tudo a mesma coisa, né? O radical da palavra (“indi”) é o mesmo, só muda o sufixo no final das contas (“o” em índio e “ano” em indiano)!”.
Muito pelo contrário! Eu sou longe desse tipo de gente e ODEIO as pessoas que agem assim no dia a dia. Além disso, se um dia eu REALMENTE saísse na mão com alguém na Índia eu estaria profundamente enrascado! Se eu tivesse “sorte”, eu provavelmente iria para uma prisão em um país TOTALMENTE insalubre como a Índia e com isso gastaria uma grana ABSURDA ou pra sair da cadeia ou pra subornar alguém. Além de que uma situação dessas provavelmente acabaria com minha viagem, já que eu poderia ser deportado para o Brasil. Sim, essa situação seria se eu “tivesse sorte”.
E como seria a mais provável?
Gente, imaginem vocês andando no meio da rua e quando você olha pro lado se depara com um gringo dando uma bolacha num trombadinha? Você vai pensar que o trombadinha tentou roubar o gringo? Claro que não! Você vai pensar: – “Gringo safado! Ta no Brasil e ainda por cima quer bater em brasileiro”. Eu que sou um cara calmo provavelmente já chegaria na voadora! Um brasiliense chegaria com um isqueiro e álcool!
Por isso que falo que se fosse “pego pelo Estado” eu teria sorte, pois o mais provável era que a população (grande parte deles amigos dos dois e provavelmente atuando no mesmo “ramo” de enganar as pessoas) me vendo espancando um cara daquele iria facilmente querer me linchar. No mínimo eu iria ter alguns ossos quebrados e iria passar uma temporada no hospital em um país insalubre como a Índia. Gastaria um dinheiro louco além de que deixaria meus pais ainda mais preocupados! Eu tinha isso claramente em minha cabeça ao chegar na Índia e isso foi um dos principais motivos que não me fizeram sair na porrada com alguém antes. Mas na hora você pensa nisso? Pombas, eu também sou um ser humano, né? Uma hora eu iria estourar!
Eu falo essas coisas, eu descrevo esses momentos, pra poder demonstrar pra vocês como ficam os nervos de um cidadão viajando por muito tempo na Índia. É por essas e outras que eu sempre digo que a Índia não é um lugar pra fazer uma viagem de férias de trabalho. “Ah, eu trabalhei onze meses e meio como corretor na Bovespa e agora vou passar quinze dias na Índia”, vai! Vai lá pra você ver se você não faz uma chacina antes de voltar pra casa…
Espero que vocês entendam o recado 😛

26 comentários em “E com vocês, a tal esperada continuação do post: "Enfim, chego ao limite!"

  1. primeira a comentar hoje…Oi Claudiomar,li tudinho e dei muitas risadas.que lugarzinho pra tirar umas férias, pelas fotos vi que é um lugar muito, muito feio mesmo!Obrigada por estar contando pra gente o que aconteceu com vocês, Deus me livre, não quero passar por isso.abraços

    Curtir

  2. ok Claudiomar, fantástico o desfecho de sua história…Mas devo devo fazer um PROTESTO,não fala assim dos brasilienses..afinal não se pode condenar o todo apenas por um ato insano de Um!!Sou Brasileira, sou Brasiliense (tudo bem sou candanga kkkk Mas tenho a alma nesssa cidade), e não posso deixar se propagar tal fama, por um fato isolado e passado.Mas continuarei sua fã rssssssAbraços

    Curtir

  3. kkkkkkkkkkkgraças a deus q eu ñ nasci na índia!mas eu ri mto d vc kerendo ensinar como se resolvem as coisas daonde vc veio!rsrsrsblog tá mto bom, to louca pra saber como foi no egitobjs

    Curtir

  4. história legal!espero q qdo vc escrev o livro vc comente sobre isso (os contras de um atrip dessas) solidão, saudade, irritação, enfim, as partes negativas, pois é mto legal ver os albuns de foto e tal no final, mas ninguém comenta sobre isso, o q pode acasionar um ódio inesperado por um lugar, comigo foi em paris!eu amava paris até estar la…isso é alma de viajante, não é odiar o lugar, mas fazer uma análise de q mesmo maraivlhos pode por issi, isso e isso te deixar puto da vida…interessante o comportamento humano em um momento de crise assim..parabéns pela auto análise, extenda para o livrotomás f( q te adicionou no orkut)

    Curtir

  5. kekekeke. Eu morri de rir com o post e o comentário da Má. O lugar realmente é muito feio, o cara tem um monte de problema e estresses e o pessoal ainda fede barbaridade. Tô riscando a Índia dos meus planos de viagem.Eu já perdi horas e horas lendo o teu blog, não tô perto de ler nem a metade e tô cada vez mais viciado kekeke. Bom d++!!

    Curtir

  6. Poutz, que foda isso rapaz.Eu tava achando, antes de ler o post, que tu tinha chagado as vias de fato com os gaiatos e conseqüentemente (sou arcaico e saudosista. Não desistirei da amada trema tão cedo. heheheh) ido parar na prisão. Só não cria fielmente nisto pois sabia que tu já estavas no Brasil (e ainda por cima já tinha ido para Europa, Israel, Egito….).Mas boa a preserpada mesmo assim.E alto estresse é mesmo foda meu amigo. Digo de experiência própria:Motorista neurótico (sou um cara que fica PUTO com nego folgado e ixxxpertinho no trânsito), tendo que encarar todo santo dia o maldito trânsito de São Paulo e seus arredores. Um belo dia nego deside trocar de faixa me fechando, eu estressado pra caralho ressolvi acelerar e não deixar. Resultado: colisão, 500 contos a menos na carteira (até que saiu barato) e uma lição para o resto da vida: No fucking stress.

    Curtir

  7. se eu não te conhecesse jurava q vc tinha no mínimo 1,80m pra ser brigão desse jeito! KKKKKKKKKkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkFalando sério agora, já ouviu os jargões:“um erro não justifica o outro!”“violência gera violência.”não concordo de modo algum com seu comportamento. Além disso, não acho justo vc rotular os brasilienses de “queimadores de índio”…mas tudo bem, qm tem boca fala o que quer e convém…abraçosss

    Curtir

  8. HAHAHA caaaaara, que foda!!! Pode deixar que, ao menos eu, entendi DIREITINHO o recado! risquei a india dos meus planos de viagem faz é tempo :p“se eu não te conhecesse jurava q vc tinha no mínimo 1,80m pra ser brigão desse jeito! KKKKKKKKKkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk”HAHHAHAUAHUAHAUHAe ai cara, quando é que tu vem aqui pelo ceará, fortaleza e tal?

    Curtir

  9. falando em india e tudo… tu já assistiu a tamanha tosqueira daquela novela ‘caminhos da india’, coisa assim? HAHAHA toda vez que eu vejo passando só lembro de ti! quem assiste a novela pensa que vai chegar lá e encontrar um monte de marcio garcia hahahaha

    Curtir

  10. E ai Claudiomar.Você foi pra Deli e “desestressou” com a sua americana?Sei que você nega, mas era uma boa maneira de “desestressar”.Melhor seria as Suecas Quentes hehehe

    Curtir

  11. eiausheiausheiuasheEsses dias minha mãe até falou, vendo akela novela.. ‘nossa, a Índia deve ser mto legal, neh?’NA HOOORA, lembrei de vc.. respondi:‘capaaiz mãe, lah eh uma bosta, o povo fede e tenta te roubar o tempo inteiro..!’ eiausheiuasheiauhseNão respondi isso, mas pensei comigo que não iria pra lah nunca na minha vida.. ;DAbraço, maranhense!

    Curtir

  12. Violento, generalizador, xinga os indianos, passa uma imagem falsa do país que foi visitar… que lixo… e ainda por cima fala pros indianos que os brasileiros são todos assim que nem você: gente ciumenta que caso encostem na sua mulher e já parte para a pancadaria… q horror >__<

    Curtir

  13. Claudiomar, aí vão duas dicas pra melhorar ainda mais o blog:1) Uma busca pelos posts divididos pelo nome dos países. Como seus posts não têm uma ordem certinha, ficaria melhor pra quem quer ler os posts de determinado lugar. Por exemplo: se eu quisesse saber sobre o vietnã, eu clicaria na palavra vietnã e apareceriam somente todos os posts sobre o vietnã. Acho que ajudaria o leitor a não ter que ficar procurando os posts… (não sei se vc consegue isso ou o blogger não te dá opção)2) Pegar um mapa-mundi em boa resolução e marcar toda a sua trajetória. Não só de países, mas de cidades também. É isso, só tô tentando ajudar você a melhorar o blog, mas caso não concorde, tudo bem, apenas mantenha como está que já tá ótimo. Abraços.

    Curtir

  14. Caramba meu….eu já nunca simpatizei muito com a India…depois desses seus relatos eu nunca quero colocar a unha do meu dedo mindinho do pé láa! =pppEu já teria estourado por muito menos e voltado pro Brasil!E ainda bem que não deu briga…seria horrível…graças a Deus que no final deu td certo neah!Boa sorte…agora acompanho seu blog sempre!Beeeijos

    Curtir

  15. pra mim esse lance dos indianos tentarem passar os outros pra trás já, devido a passagem de tantos povos por aquelas terras milenares, seja meio que cultural. Querendo ou não, o nosso jeitinho brasileiro é outra coisa que eu acho mal mas é legítimo do Brasil.. então o cara pode se esperniar, gritar, bater, chamar a turma.. enfim, fazer o que quiser, mas com certeza ninguém vai chegar do outro lado do mundo e querer mudar o sistema deles.. mas que dá raiva dá mesmo.. !!dava até pra fazer uma cena da novela heim! ehhehe grande abraço

    Curtir

  16. Liga não, cara, quando viajamos encontramos gente legais, a maioria, mais sempre tem uns que dá mesmo vontade de matar e pouco.Na India, não e muito de se esperar daquele povo. Ainda bem que tudo se resolveu , senão vç estava realmente numa enroscada, Até a proxima viajem, .

    Curtir

  17. nao acho que só por causa de um incidente, por causa de um stress que vc passou vc possa dizer que a india nao merece ser visitada… acho que o que aconteceu com vc porderia ter acontecido em qualquer país do mundo… principalmente no brasil, onde frequentemente existe um ou outro esperto tentando tirar vantagem dos turisas, e nem por isso deixa de ser o país maravilhoso que é… acho que vc perdeu a paciencia… sim… mas nao acho que o país seja culpado por isso… do mesmo jeito que nao devemos generalizar que todos os brasileiros sejam queimadores de indio, nao devemos pensar em todos os indianos como ladroes… mas o blog é muito legal… primeira vez que vejo 🙂

    Curtir

  18. Claudiomar, nunca comentei em seu blog. Então,vou me apresentando. Sou Aiana, tb maranhense, mas morando em Teresina (ah! e gosto mto daqui, nem venha zoar). Li seu blog em diversas ocasiões meio q no desespero (só pra vc ter uma idéia, li os meses de julho de 2008 a jan 2009 em dois dias…). Adorei seu blog de verdade. Essa experiência é impressionante! Aguardo ansiosa os novos posts.

    Curtir

  19. Claudiomar Filho, para os mais antigos(tipo moradores da Rua dos Ipês no Renascença), conhecido como NORA. Meu filho, quando que essa sua mochila vai passar por Fortaleza pra gente bater um papo?? Cara, fiquei sabendo do seu blog pelo David e preciso confessar que quando ele me disse eu não acreditei muito que aquele aquele meninão que jogava polo aquatico na NADAR e fazia campeonatos de Top Gear deu a volta no mundo. Queimei a lingua e quero dizer umas coisa: FANTASTICO!! Virei seu leitor e com muito prazer. Que voce continue com suas viagens e conhecimentos culturais e tenha muito sucesso pessoal e profissional. Um grande abraço do seu AmigoMurad.Ps: Me manda um e-mail pra gente trocar umas idéias(emilio.murad@gmail.com)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s