Eslovênia

Cara, a Eslovênia foi meio que um “acidente de percurso” na minha viagem. Nunca tive desejo em conhecer esse lugar e nunca havia lido nada de interessante sobre. Como eu fui para lá? Bem, quando eu estava desenhando, ainda no Brasil, como seria minha viagem de volta ao mundo, chegou uma hora que tudo havia se fechado: O traçado dava uma volta por cima do Atlântico e uma por cima do Pacífico, eu iria viajar 23800 milhas (portanto 200 milhas a menos que o limite de 24000) e estava passando por quatro continentes. Basicamente tudo da maneira que eu havia planejado. O único problema que ocorria comigo é que eu estava com 14 paradas, quando o máximo permitido eram 15. Pô, tinha dado um trabalho GIGANTESCO fazer um traçado respeitando o limite de 24000 milhas e que passasse pelos lugares que eu queria, eu REALMENTE não iria mudar tuuudoooo de novo só por causa de uma parada a mais. Ia dar MUITO trabalho fazer isso. Mas acontece que quando eu estava desenhando o trajeto, eu vi que seria possível sair de Istambul e pousar numa cidade de nome impronunciável: Ljubljana (leia Lubliana)! Eu lá sabia onde diabos ficava e que diabos era essa cidade, rapaz? Eu NUNCA havia ouvido falar dessa cidade, tampouco que ela poderia ser capital de algum país europeu. Acabou que depois de consultar o São Google descobri que ela era a capital de um pequeno país europeu chamado Eslovênia, fruto da esfacelada Iugoslávia. Resolvi colocá-la na calculadora de milhas da Staralliance e qual não foi a minha surpresa que, ao invés de fazer Istambul-Viena, eu poderia fazer Istambul- Ljubljana-Viena, ou seja, adicionar a última parada que faltava sem estourar o limite de milhas. Não era uma cidade que eu nutria QUALQUER interesse, mas no final acabou que era a pedra final do meu quebra-cabeça das quinze paradas ao redor do mundo e, além disso, seria uma ótima chance para visitar um país que um dia pertenceu a esfacelada Iugoslávia…

Bem, antes de começar a falar um pouco da Eslovênia e a explicar o que é esse pequeno país incrustado bem na Europa Central, cabe explicar o que foi a Iugoslávia, o berço da Eslovênia.

00e71-ex-yugoslavia
Antiga Iugoslávia

Até 1991, quando acabou a Iugoslávia, a Eslovênia nunca tinha sido um país independente. Os eslovenos sempre pertenceram a um ou outro império da Europa. No começo eles fizeram parte do Império Romano e depois foram passando pra diversos impérios diferentes. Até que, depois da Segunda Guerra, foi criada a Iugoslávia, uma colcha de retalhos de vários grupos étnicos, religiões, povos, times de futebol… diferentes em um só país atendendo a interesses geopolíticos da União Soviética, que tentou manter o país sob sua influência na cortina de ferro, embora não tenha conseguido. Logicamente isso estava fadado a dar merda, mas inacreditavelmente durante décadas, o país e a região onde se situava, os Bálcãs (conhecido como o “barril de pólvora europeu”. Lembrem-se que o estopim que deflagrou a Primeira Guerra Mundial ocorreu lá com o assassinato de Franz Ferdinando) viveu em paz. Isso porque o país foi governado sob a mão-de-ferro de um ditador chamado Josip Broz Tito, ou apenas Tito, como era mais conhecido. Uma piada que circulava naquele tempo e sintetizava o governo de Tito era: “Seis repúblicas, cinco etnias, quatro línguas, três religiões, dois alfabetos e um partido”94bab-sdc11897.jpg

Por mais que ninguém acreditasse que fosse possível, Tito conseguiu impor uma relativa estabilidade na região através de um governo que aliava uma boa habilidade em governar com uma repressão violenta a manifestações nacionalistas dos diversos povos que por lá viviam. Tito, como todo bom comunista, impôs uma forte censura na imprensa, instalou o terror e coisas assim.

Logicamente, quando ele morreu, as coisas começaram a ficar mais feias. Brigas internas de sucessão e ressurgimentos de antigos anseios nacionalistas, que antes eram esmagados por Tito, foram gradativamente enfraquecendo o poder central da Iugoslávia. Até que veio o estopim para a deflagração da Guerra Civil, que muitos sabiam que estava para ocorrer. Com o fim da União Soviética em 1991, diversos países da antiga Iugoslávia começaram a clamar por independência. A Sérvia, que sempre foi o país que mais se beneficiou da Iugoslávia, logicamente não queria perder a sua boca e com os seus planos de estabelecer a “Grande Sérvia” começou a invadir países vizinhos. Antigos ressentimentos religiosos entre os países (na região que antes fora Iugoslávia, há países católicos, cristãos-ortodoxos e muçulmanos) também contribuíram para que o pau comesse de vez. E o resto da história vocês já devem saber. Pau comendo, guerra, massacres, genocídio e o maior conflito em solo europeu desde a Segunda Guerra Mundial. Hoje a antiga região da Iugoslávia abriga Sérvia, Croácia, Kosovo, Montenegro, Bósnia e Herzergovina, Eslovênia e Macedônia. Apesar de hoje esses países serem independentes, ainda existem algumas pequenas vilas de uma ou outra etnia em determinado território. Chega a ser engraçado como elas se comportam. Duas croatas que chegaram a ser hospedadas aqui em casa me contaram que na Croácia ainda é possível achar vilas onde TODO MUNDO é muçulmano ou TODO MUNDO é católico ou TODO MUNDO é cristão-ortodoxo e apesar de elas serem distantes uma das outras por alguns poucos quilômetros e possuírem apenas centenas ou até dezenas de pessoas, SE ODEIAM entre elas…

41998-sdc11898
Ljubljana pela manhã

A Eslovênia sempre foi uma das repúblicas mais desenvolvidas. Tem um alto índice de desenvolvimento humano e é a única entre as repúblicas que conseguiu os pré-requisitos para utilizar o Euro como moeda corrente. Possui uma população de aproximadamente oito milhões de pessoas (um pouco menos que o Distrito Federal) uma área mais ou menos do tamanho de Alagoas. Enfim, fiquei o post todo falando sobre a Iugoslávia, porque é bem mais interessante e não há muito do que se falar da Eslovênia, ehhehehe.

8c71c-sdc11884
Ljubljana pela noite

 

Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

5 comentários em “Eslovênia

  1. Ué, mas com tanto país/cidade no mundo, a única parada que você conseguiu no estilo “meio do caminho”, “última peça do quebra-cabeça” foi essa no meio dos Balcãs?

    Lá no Sudeste Asiático, onde o que não falta é cidade, não tinha uma opção melhor?

    De resto, to esperando aqui a volta da Índia. =P

    Curtir

  2. Sempre leio o seu blog, mas não tenho o costume de comentar, mas prometo que comentarei sempre para que você tenha a certeza de que alguém o lê.

    Alessandra Galdez (São Luís- MA)

    Curtir

  3. Caramba, meu namorado foi pra Eslovênia há um mês e me trouxe de lembrança (de grego) um cartão com as 12 principais personalidades da Eslovênia ….. rárárárá

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s