Jineteiros e Jineteiras em Cuba

O grave problema é que, como expliquei, “se virar” é meio que o modo de vida em Cuba e isso implica em muitas vezes aplicar golpes em turistas desavisados. São os famosos jineteiros”. Chegar para conversar com eles de uma forma meio desprentensiosa e depois arrancar algum dinheiro com isso. Dessa forma, todos os guias sobre Cuba são categóricos em dizer “não dê papo para cubanos que lhe abordarem nas ruas”.
Isso acaba sendo um problema, porque às vezes é só um cubano querendo ser gente boa contigo mesmo, querendo conversar (eles são muito curiosos sobre outros países, acho que é porque, sem internet, tem pouco acesso a informação) e você o ignora solenemente achando que é mais um malandro querendo te passar um golpe. Na verdade, eu sofri até um pouco com isso, as vezes eu chegava para um outro gringo mais para pedir informação mesmo, coisas como “que horas são” ou “sabe onde posso achar um restaurante aqui perto” e os caras me ignoravam na alta pensando que eu era mais um jineteiro. Eles só falavam “no gracias” e iam caminhando. No início eu mandava um “I don´t wanna your fucking Money, it´s just a information I need”, mas depois de um tempo parei de ser tão grosseiro quando vi que, na verdade, acabava sendo a forma que eu agia quando cubanos vinham falar comigo na rua. No começo eu tratava os cubanos que nem quando estava na Índia apenas os ignorando, mas depois vi o quanto estava sendo babaca e que bastava você falar um “no, gracias” educado que tava tudo certo, ao contrário da Índia que enquanto você não gritasse “EU NÃO QUERO ISSO!”, o cara não parava de insistir.
Na verdade, quando eu não queria ser ignorado o jeito era sacar a máquina digital semiprofissional que logo percebiam que eu era turista. Era triste, mas era a única forma de eu conseguir informações que só gringos poderiam me dar. O pior é que todo mundo sempre perguntava se eu era argentino. Pombas, era melhor quando eu era confundido com cubano.
Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s