TRUJILLO E A REPÚBLICA DOMINICANA – REPÚBLICA DOMINICANA X A QUESTÃO HAITIANA

Existem essas coisas que são engraçadas e que você só descobre viajando. Enquanto todos os países da América Latina comemoram suas respectivas independências dos país, os Dominicanos comemoram a sua independência, veja você, do Haiti!

Sim, depois dos primeiros assentamentos pela República Dominicana, os espanhóis concentraram os seus esforços nas colônias mais lucrativas da América do Sul que rendiam rios de ouro e prata. Com isso, a Ilha Hispaniola virou quase que uma terra de ninguém. Isso abriu espaço para invasões de piratas de outras nações, notadamente a França. Eles chegaram devagarinho, assim, como quem não queria nada e foram levando, levando, levando, quando viram, metade da ilha já estava sob mãos francesas. O que viria ser hoje o Haiti chegou a ser uma das mais ricas colônias do mundo devido a produção de açúcar baseada em mão-de-obra escrava. Para se ter uma noção, quase metade da produção de açúcar DO MUNDO vinha apenas da parte francesa da Ilha Hispaniola.

Depois que o Haiti ficou independente, eles pensaram que talvez fosse uma boa ideia também, porque não, “libertar” toda a Ilha Hispaniola e invadiram a República Dominicana. Chegaram a unificar a ilha inteira sob o jugo do exército haitiano, porém no dia 27 de fevereiro de 1844, a República Dominicana voltou a ser um país independente, sendo essa, inclusive, a sua data oficial de independência.

Visitei diversos monumentos e sítios históricos que ficam em Santo Domingo, grande parte deles remetendo ainda a época em que eles foram colônia da Espanha. Porém um dos que mais me chamou a atenção foi o monumento a independência deles. Tudo bem, em todos os lugares tem um monumento desses, porém o da República Dominicana me chamou a atenção pelo TANTO de estátuas de mulheres homenageadas por terem lutado pela independência. Pode parecer um detalhe, mas pense se você consegue lembrar de alguma mulher homenageada na independência do Brasil. E dos Estados Unidos? E na Revolução Francesa? Achei isso bem bacana dos Dominicanos

REPÚBLICA DOMINICANA X A QUESTÃO HAITIANA

Por motivos que eu vou explicar mais quando for escrever sobre o Haiti, a República Dominicana é um país TOTALMENTE diferente do Haiti e muitas vezes mais rico e organizado, o que faz com que muitos haitianos fujam para lá procurando melhores opções de vida e trabalho. Isso se intensificou mais ainda após o terremoto que virtualmente destruiu a capital Porto Príncipe em 2010.

Acontece, porém, que a República Dominicana é um país relativamente organizado, mas não é o que se possa dizer de um país rico, é na verdade um pouco mais pobre que o Brasil e, para piorar, com uma população pequena. Então, eles estão BEM longe de assumir choques migratórios. Então, os dominicanos costumam ter um preconceito muito forte com os haitianos. Na verdade, na verdade, eles costumam meio que ODIAR os haitianos, afinal muitos haitianos chegam na República Dominicana sem educação formal alguma e, pior, sem nem saber falar o idioma. Não precisa muito trabalho de imaginação para deduzir que muitos deles sejam marginalizados e acabem em atividades criminosas ou, no caso as mulheres, na prostituição. Assim os haitianos vivem na República Dominicana meio que em um mundo paralelo.

Para vocês terem uma ideia, uma vez foi convidado um cara à escola para nos dar uma aula sobre história da República Dominicana. É óbvio que em determinado momento ele começou a descascar os haitianos. Inclusive chegou a contar que na fronteira entre os dois países havia quem “alugasse” passaportes para as pessoas passarem (já que grande parte dos haitianos que cruzam a fronteira nunca tiveram um documento na vida) e, veja você, “como eles se parecem bastante, o oficial da fronteira não consegue perceber que o mesmo passaporte é usado várias vezes para pessoas diferentes”, sim, coloquei entre aspas porque foram as palavras dele. Não sei o que é pior, alguém acreditar em uma história dessas ou, depois de você atravessar a fronteira e ver todo aquele mar de gente e aquele CAOS, pensar que essa história possa ocorrer. Isso ele foi falando e ninguém na escola nem tentou dar um aparte, o que me fez perceber que eles meio que concordavam com aquilo.

20180217_12494020180217_12534120180217_12593420180217_161707

Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
 
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
 
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
 
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s