Viajando para Ko Chang

Amigos, apesar de Bangkok ter sido a primeira cidade da Tailândia que visitei, resolvi deixar para escrever sobre ela por último, já que meus tempos por Bangkok ainda não terminaram. Apesar de atualmente estar na Indonésia (pra falar a verdade tou no aeroporto em direção a Bali, num café porco com um bando de árabe do meu lado me olhando e rindo da minha cara) e viajando pelo Sudeste Asiático, ainda tenho que voltar para Bangkok pra poder pegar uma das minhas mochilas. Além das mochilas tenho mais um motivo pra poder voltar a Bangkok.
Alguns amigos já tinham me falado de um show especial que toda noite pode ser assistido em alguns bares de família na Tailândia. É o famoso show de ping-pong. No começo a galera tava toda empolgada pra ir pra um tal de um show de ping-pong e acabaram me convidando. Eu desencanei, porque, afinal, ping-pong pra mim não é nada demais e eu sempre achei aquele jogo um tanto quanto estúpido. Depois que os caras voltaram que eu fui descobrir que esse show de ping-pong possui um “must”, um “algo mais”, uma “pitada especial”. O ping-pong tailandês nada mais é do que uma variação do ping-pong normal com a pequena diferença que duas meninas jogam ping-pong com as duas mãos na cabeça! Fica aí para os leitores a tarefa de imaginar o que eu estou falando. Pra poder ajudar ainda mais a imaginação dos companheiros, diria que as meninas além de jogar ping-pong com as mãos na cabeça, elas também fumam sem usar a boca, abrem garrafas de cerveja com as mãos amarradas atrás da cabeça, chupam cana e assobiam ao mesmo tempo e o que mais for preciso! É uma parada bem família mesmo. Você pode chamar aquela sua tia gorda bem conservadora (que nunca casou) e o seu sobrinho de 3 anos que nem dá nada! Eles vão adorar o show! Fica aí um exercício de imaginação para os leitores do que eu tou falando. Ah sim, como eu já dizia: “A vida não é nada sem…”!
Por essas e outras que vou deixar pra escrever sobre Bangkok depois. Não posso deixar os meus amigos a par dessa experiência, heheh. Prometo fazer alguns vídeos e postar, mas claro, aquilo que a censura “18 anos” deixar.

7 comentários em “Viajando para Ko Chang

  1. Daew guri!!vey…botei teu blog num topico da comunidade WORKEXPERIENCE 2008/9…e ae, cara, só tenho que q te desejar uma boa viajem e que, cada presepada sua é uma história! volta e meia eu paro no teu blog e dou uma lida…no mais.. é isso! um grande abraçO!

    Curtir

  2. Claudiomar ta show o seu blog!axei o link em uma comunidade de WE a que o amigo do post abaixo disse..pode saber q vc acaba de motivar mais 1 mochileiro no mundo!to indo fazer WE final do ano agora.. e quem sabe de la pro mundo.. gostei da ideia.Abraço e continue postando.Victor

    Curtir

  3. caramba mano…vç me deixa com inveja e com esperança um dia me jogo também!!!boa sorte!eu já tinha ouvido q elas abrem garrafa se puder registra!

    Curtir

  4. primeira vez q venho no teu blog Claudiomar muito massa nao sabia q tu ta fazendo esta aventura te desejo boa sorte nesta jornada e quando terminar vem aqui pra são luis pra fazer aquele churrasco na nadar que sempre tem heheheabrço muleque…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s