Bali – Ubud

Segui pra Ubud. Essa tal dessa “Floresta dos Macacos” não teve nada demais. Poucos macacos, bem menos que no templo de Uluwatu.
Fofinha essa foto, não?
No caminho pra Ubud, tiveram algumas coisas interessantes. Cara, tinha uns campos de arroz muito, mas MUITO bonitos, bicho! Sério, eu fiquei de cara vendo aquilo! Eu não sei se todo arroizais são assim, mas aqueles eram lindos demais! Vários níveis de altura, com a imagem do céu refletindo neles. Na hora eu só pensei naquela paráfrase do poema de Fernando Pessoa que havia feito: “Deus ao arroz a gordura e o amido deu, mas foi nele em que espelhou o céu.”. Sério, porque era lindo demais ficar vendo. Cheguei em alguns momentos a parar a moto, sentar no chão e ficar só admirando a paisagem. Não obtive muito sucesso porque acabei pisando em cima de um formigueiro, mas enfim…
Além dos arrozais no caminho, vi também um balinês estirado no chão e um bando de gente socorrendo o cara. Provavelmente algum carro pegou ele e foi embora. Na hora que eu vi aquilo até que me deu uma vontade de voltar pra casa e largar essa vida de moto pra lá, mas como já tinha passado o meio do caminho, ou o “turning point” como preferir, não tive como voltar. A solução foi reduzir ainda mais a velocidade média e torcer pra Deus me proteger, até porque pedi proteção pra Brahma ou Vishnu (deuses hindus) não dá muito certo, como o próprio balinês tava ali pra mostrar.
Comeca assim. Voce da o amendoim na mao do macaco. Ele come, agarra no seu sarongue e so solta quando voce joga uns amendoins pra ele ir buscar. Quando voce joga os amendoins, ai vem um bando de macaco querendo mais amendoins. Ai, meu amigo, ja viu…
Em Ubud a única coisa que aconteceu de engraçado foi quando eu cheguei, mais uma vez, com um bando de amendoim pra alimentar os macacos. Entrei no parque e o primeiro macaco que eu já vi eu já fui dando um amendoim. Rapaz, pra que? Esse macaco começou a me seguir o parque inteiro. Depois de um tempo, não era um só, mas uma quadrilha de saguis tavam no meu encalço! Eu só sei que comecei a andar mais rápido e me escondi atrás de um guia do parque pedindo ajuda. Pode me chamar de medroso, mas ver 10 ou 15 saguis com dentes afiados te seguindo é uma visão do inferno!
A momentos em que uma disputa por amendoins transforma-se numa batalha de vida e morte entre dois primatas.
O guia acabou por espantá-los e perguntar o que eu tinha dado pra eles. Eu falei que tinha dado amendoins e ele falou que naquele parque não era permitido dar amendoim pros macacos porque senão eles ficavam agressivos com você (eu ainda comprei amendoim apimentado, hehehe). Falei que tava de boa e comecei a andar no parque procurando alguém vendendo comida pra dar pros macacos.
Cheguei numa banquinha de uma véia desdentada, sentada e fumando um cigarro com o canto da boca. Perguntei quanto eram as bananas e a véia já foi “enfiando a faca”. Me falou que pra uns pedacinhos de nada ela queria dois dólares. Nessa hora quem ficou agressivo fui eu, quase que eu dei foi uma cadeirada nela! Pensei: – “Quer saber? Porra de banana, eu vou dar é amendoim mesmo. Se eles são agressivos, eu sou mais ainda”. Peguei um pedaço de pau e chamei os macacos pra porrada! Com a mão direita eu dava amendoim e com a esquerda eu segurava o porrete, se algum daqueles miquinhos se metessem a besta, o pau ia comer! Se eles tentaram me atacar depois? Rapaz, não queira ver um maranhense, do altos dos seus 1,63m, com um pedaço de pau e sangue nos olhos não, viu? Acho que os macaquinhos perceberam que seria mais prudente ficar de boa comigo. Como dizia o ditado: “Pequinês que brinca com pitbull vira pequenique de urubu.”
Depois da expedição à ilha dos macacos, segui pra um hotelzinho pra poder dormir e seguir pro vulcão no outro dia.

Um comentário em “Bali – Ubud

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s