Pingo nos "is"

Gente, eu ia já postar sobre Goa, mas antes disso acho que seria legal se eu pudesse esclarecer algo a vocês:

1 – Várias pessoas já me reclamaram acerca disso e vou deixar bem claro o que acho. Gente, assim como vários de vocês estão de saco cheio de ler sobre a Índia eu também já tou de SACO CHEIO de escrever sobre a mesma. Eu não vejo a hora de começar a escrever sobre as presepadas da Europa e do Oriente Médio. Devido a isso, pensei num plano meio que mirabolante. Não, eu não vou deixar de escrever sobre a Índia. Na minha opinião a parte mais interessante da Índia seria agora. Começaria a escrever sobre a Índia portuguesa (Goa), a Índia Sikh (Punjab) e a Índia tibetana (sim, o governo tibetano no exílio fica na Índia). Não posso deixar de escrever sobre essas particularidades, porque, realmente, essa Índia “não-indiana” ou os vários “países dentro da Índia” realmente me fascinaram. Então, o que irei fazer? Tcharam!! Decidi que vou escrever apenas sobre Goa e pularei DIRETO para a Suécia (suecas quentes, uuhhh), deixando para escrever sobre o Norte da Índia num momento posterior (estou pensando em voltar a escrever sobre o Norte da Índia assim que eu “sair” pela primeira vez da Europa). O que vocês acham? Estou acatando sugestões.
2 – Não sei se a galera ainda se lembra da metodologia que sigo aqui no blog, por isso vou dar uma repetida como funciona. Galera, estou adotando uma metodologia mais ou menos assim:
a) Um dia posto um texto corrido com fotos e a narração de parte da viagem. Uma postagem normal, enfim.
b) No dia seguinte, para não deixar sem post, geralmente posto alguma coisa que achei interessante pela internet. Uma análise jornalística, uma charge, um vídeo engraçado, uma foto besta e por aí vai.
c) No terceiro dia, posto um vídeo que fiz sobre o lugar que estou escrevendo ou, caso não tenha vídeo, novo post.
d) Quarto dia, mais um dia de intervalo, mais alguma postagem relacionada a um fato interessante que achei pela internet.
e) Quinto dia, texto corrido e tudo recomeça.
Por que estou escrevendo isso? Pra deixar claro e assim vocês poderem ver que tento manter uma certa ordem por aqui.
Não sei, às vezes acho que a galera não entende direito como eu tou fazendo e pode ficar chateada. Vi alguns comentários de pessoas reclamando bastante acerca dos posts relacionados a política. Cara, só pra deixar a galera por dentro. Eu posto sobre política porque eu curto demais sobre isso, saca? Quando leio algo interessante ou que me deixa muito revoltado, na minha opinião, não há nada mais legítimo do que expressar minha concordância ou discordância por meio do blog, entende? O que mais me atrai nessa imensa blogosfera é a possibilidade de poder expressar pro maior número de pessoas aquilo que você sente e acha. Além disso, bom mais uma vez reiterar, apenas escrevo sobre isso durante o “intervalo” entre as postagens. 😛
3 – Por último. Brother, várias pessoas fazem perguntas na parte dos comentários. Eu às vezes fico agoniado sem saber como responder. A partir de hoje, vou deixar claro. Amigos que fizerem perguntas na parte de comentários, chequem mais tarde! Elas serão respondidas por lá.
Ufa, acho que é só isso. Ainda estou aberto ao diálogo, amigos. Qualquer coisa é só comentar.
Pra não deixar sem nada, posto esse video do grande Josymar, “o surfista de Brasília!”. O mais novo herói da cidade.
Meu amigo, o vídeo é longo, mas vale a pena, viu?? Mermão, eu ri MUITO com as presepadas desse louco pela Brasília inundada!
 
Abraços maranhenses

11 comentários em “Pingo nos "is"

  1. suecas quentes….bah….suecas quentes….SUECAS QUENTES MERMÃO !!EU TE AMO BIXO!suecas quentes…*_*olhe, eu nem queria hein?IUHAIUHAIUaabraços claudiomar

    Curtir

  2. Como leitora assídua, agradeço pela consideração de perguntar o que nós queremos em vez de fazer o que você quiser (afinal, como disse a Lúcia, o blog é seu!).Gostei da sugestão de falar logo sobre a Europa, mas não haveria nenhum problema de continuidade se fosse assim? Se não, concordo com ir logo pra parte sobre a Europa.Ah! E valeu por explicar tb a metodologia do blog. Às vezes, n dá pra ler td… =)

    Curtir

  3. O blog é seu mesmo, quem nao gosta nao le, eu ja li toda a sua historia desde o começo e poderia reclamar que no começo era mto divertido qndo vc escrevia como carta para seus amigos, mas nao ha mas como fazer isso ja sua aventura acabou e vc tenta repassar o passado…Continue do jeito que vc gostar, vc nao ganha nada pra respeitar aqueles que nao se importam com a ordem das coisas

    Curtir

  4. ClaudiomarSão tantos leitores que adoram dar uma passadinha aqui e ver que tem história nova. Mas, o blog é seu e tem que fazer do jeito que vc. quiser. Concordo com todo mundo. E nem todo mundo deixa um recadinho aqui, né.Um blog sempre atualizado é o que queremos, viva !

    Curtir

  5. concordo com a má, um blog atualizado é oque keremosespecialmente se tiver putaria mundial nelee se tiver muitas suecas quentes,em video,foto,e casos contados não é um blog.é uma obra de arte 😉(zuera :p)

    Curtir

  6. <><>Mal novamente a demora em comentar.Sou da opinião geral de que o blog é seu, e como tal o Sr. é o Ditador aqui. ^^Mas, se minha opinião pessoal valer de algo, continua comentando a Índia. Eu NÃO estou de saco cheio da Índia. Estou, na verdade, me empolgando cada vez mais.Sendo mais específico, estou me empolgando com a Índia que VOCÊ nos descreve. Vista por um maluco perdido no mundo em toda a sua diversidade, pobreza e “encanto”. Agora a Índia da novela, dos noticiários, das colunas sociais e dos analístas eu quero que se Phoda.A sua Índia ainda acho bem mais interessante. E que depois venha a Europa.AbraçosPs. em meio a destruição, sempre haverá aqueles que conseguem fazer uma boa piada!! hehehehee<><>

    Curtir

  7. Suecas quentes? Só se for no Ceará…Valeu por consultar a turma, mas a última palavra é sua. É voê quemfaz, quem comanda, quem pilota. Estamos sempre atrás de você.Mostre como nós, maranhenses, sabemos fazer e bem. Sucesso!Grande abraço.

    Curtir

  8. Putaria? Esse aí já se perdeu no meio do caminho.E concordo: a Índia das injustiças e preconceitos não tá com nada. mas, a das belezas e maravilhas tem mais é que mostrar, mesmo. Não só a ìndia como as maravilhas do Oriente. Sem aqueles fanáticos radicais ultrapassados e fedorentos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s