Saindo um pouco da Polônia – Viajando à Lituânia

Obs: Galera, eu tou ligado que eu prometi postar pra vocês ontem. Desculpem, mas não deu. Tive uma alergia miserável ontem a noite e tudo o que fiz depois de chegar do cursinho foi só capotar na cama. Enfim, voltemos à normalidade agora. Bem, após umas duas semanas já praticamente morando em Varsóvia, decidir que seria hora de viajar um pouco, pois senão a viagem correria o risco de virar “A Polônia numa mochila”.
Como estava empolgado devido à viagem de carona que tive com Gosia, resolvi tentar aplicar a mesma fórmula para viajar para Lituânia. Durante uma semana, fiquei sondando todo mundo que eu encontrava em encontros do Couchsurfing.org pra ver se alguém topava cair na estrada e ir pra Vilnius, a capital da Lituânia, de carona. O tempo passou e nada. Comprei minha passagem em uma quarta e decidi seguir viagem. Consegui um couch com uma menina que parecia ser gente boa demais e comecei a pesquisar o que poderia ver e bater fotos quando chegasse por lá.
Quando foi na terça-feira, uma norueguesa me mandou um e-mail falando que topava ir comigo e perguntando se poderíamos ir na quinta feira, já que ela chegava na quarta. Como eu já tinha comprado minha passagem de ônibus, não deu pra irmos de carona até lá, mas ficamos de nos encontrar em Vilnius posteriormente. Trocamos números de telefone e pedi a um casal de lituanos que anteriormente me ofereceram couch pra hospedá-la e deu tudo certo.

Na quarta feira peguei o meu ônibus e segui em direção à Vilnius.

VILNUS, A CAPITAL DA LITUÂNIA

Vilnius é a capital da Lituânia e a sua mais importante cidade. Possui por volta de 600.000 habitantes. Como toda a Lituânia, Vilnius é um caldeirão cultural e pouco mais de 50% da população da cidade é realmente de origem lituana. Russos e poloneses são quase 45% por cento da população da cidade. Ou seja, se você sair nas ruas de Vilnius falando em lituano, você provavelmente não conseguirá se comunicar com metade da cidade. Isso deve-se em parte às diversas invasões polonesas e russas que os lituanos sofreram durante a sua história que invariavelmente culminavam em banhos de sangue e extermínio em massa. Durante vários anos, falar lituano nas ruas chegou até a ser criminalizado.Como vou explicar posteriormente, os lituanos sofreram bastante nas mãos da União Soviética e falar o nome de Stálin no meio da rua é pedir pra ser linchado sumariamente.

Monumento em homenagem aos lituanos que foram trucidados durante a ocupação soviética

O povo lituano descende de tribos eslávicas indo-europérias que vieram da Ásia e povoaram grande parte da Europa Oriental dando origem aos povos eslávicos, sendo a Rússia e a Polônia os seus dois maiores representantes. Apesar da origem dos lituanos, a sua língua não se parece em nada com as línguas eslavas dos seus antepassados, ou seja, é muito diferente do polonês e do russo. Por quê? Os milhares de lagos e pântanos existentes nos Bálticos (nome por qual é conhecida a região onde se situam Lituânia, Letônia e Estônia) contribuíram bastante para o isolamento dos povos bálticos e com isso para a grande modificação ocorrida na sua língua com conseqüente total modificação. Outra coisa que me chamou muito a atenção quando cheguei em Vilnius foi o grande precipício que parece separar o nível de desenvolvimento da Lituânia para o da Polônia. Cara, é flagrante como isso ocorre. As casas em que as pessoas vivem, as ruas sujas e mendigos por todos os lados…
Uma curiosidade interessante que tentei descobrir era a de onde provinha o nome do país. Qual seria a proveniência da palavra “Lituânia”? Um dos meus hosts me explicou que uma das mais famosas lendas diz que o nome Lituânia provém da palavra “Liatus” que significa “Chuva” em lituano. “Liatuânia” significaria, portanto, a “Terra da Chuva” (aqui no Brasil a gente chama isso de Belém do Pará). Achei deveras engraçado e interessante a proveniência do significado do país, mas um pouco triste. Pô, tanto lugar presses caras irem, os figuras resolveram se esconder lá atrás de pântanos onde chovia quase todo dia? Vidinha mais ou menos, amigo…

Como será que eles faziam churrasco?

Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

9 comentários em “Saindo um pouco da Polônia – Viajando à Lituânia

  1. ainda nem li o post.. mas vim aqui comentar porque nos extratos do Banco do Brasil tem uma conta pra ajudar as vítimas das enchentes daqui óh..
    olha aí:
    Agência 2954-8
    Conta: 2222-5

    =)

    Curtir

  2. As doações podem ser feitas nas contas bancárias:
    Banco do Brasil, agência 3475-4, c/c 8018-7;
    Banco Bradesco agência 0484, c/c 66.000-0;
    Caixa Econômica Federal, agência 1041, operação 003 – conta 645-0.

    A Cáritas Brasileira é um organismo da CNBB e integra a Confederação Caritas Internationalis, uma das maiores redes humanitárias do mundo, presente em 200 países e territórios. A entidade atua na defesa e promoção dos direitos humanos; na conquista e controle social de políticas públicas; e no desenvolvimento sustentável solidário.

    Contatos para entrevista:
    José Magalhães de Sousa: magalhaes@caritasbrasileira.org – (61) 3214.5429/5400.
    Vitélio Pasa: vitelio@caritasbrasileira.org – (61) 3214.5416/5400.

    *Assessoria de Imprensa:
    Daniel Gonçalves: daniel@caritasbrasileira.org – (61) 3214.5421/5400 e (61) 9147.3726.
    Pauline Gualberto e Renina Valejo: imprensa@caritasbrasileira.org – (61) 3214.5422/5420.

    http://www.ecodebate.com.br/2008/04/30/sos-nordeste-sobe-para-600-mil-numero-de-atingidos-pelas-enchentes/

    Curtir

  3. É… post de introdução n dá tanto pique qnto presepadas… mas as info foram boas… nunca q eu sabia o nome da capital da Lituânia =/

    Curtir

  4. fala aí claudiomar!

    finalmente cheguei no post de hoje. deve ter uns 2 meses que conheci o teu blog e vim lendo desde a austrália. é notável a melhoria que você fez nos posts no meio desse “caminho”. as presepadas são sempre divertidas, mas a grande informação cultural também é muito interessante (aquele post sobre os deuses indianos, pra mim, foi sensacional! entender que o fim (shiva) é tão importante como o início é uma mudança e tanto nas nossas mentes ocidentais).

    enfim, ando planejando minha viagem também e sempre me surgem dúvidas. não to lembrando de todas no momento, mas tem 3 em especial que gostaria que respondesse (se possível!):

    1) vejo você sempre falando de ligar, deixar telefone, etc. você levou um celular do brasil e habilitou roaming internacional? compra sempre um chip pré-pago quando chega em um lugar? conta aí…

    2) a grana toda que você juntou (a que seu pai te deu, a que vc tinha, a do seu trabalho nos eua, etc), você vai sacando pelo mundo ou juntou tudo com você e levou (ou tem outra forma de administrar a grana)? fico imaginando: levar a grana toda por aí é um risco e tanto, não?

    3) por falar em grana, você tem como divulgar quanto você usou nessa mega experiencia fantástica? isso vai ajudar bastante quem planeja algo assim…

    valeu cara! continuarei acessando o blog. a única pena de ter chegado até o post atual, é que agora não tenho vários e vários textos por dia para ler e, de certa forma, viajar junto!

    abração!

    Curtir

  5. Até que enfim resolveu conhecer outro país, ficou muito tempo em Varsóvia. Muito interessante conhecer a Lituânia.

    Curtir

  6. Olha felizmente encontro alguem que tambem teve a oportunidade de conhecer a lithuania , lugar lindo mesmo na temporada de inverno que passei lá eu amei aquele lugar , ^^
    E por fim acho que estou voltando para lá acho que em poucos dias pois meu namorado é Lithuanio e eu vivo no japão infelizmente dpois do tsunami aqui e o medo da radioatividade é grande não tem passagens para o brazil no momento entao o jeito é voltar para lithuania em caso de emergencia.
    Muito legal seu post ^^
    Da uma olhadinha no meu depois ^^
    Ou um dia podemos ir a um KAVINE ^^

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s