Áustria




Bandeira austríaca. Qual a explicação das cores? Bem, tem a chata de sempre (são as cores da família real e blá blá blá) e a bem legal que um amigo austríaco me contou. A história seria mais ou menos assim. Diz ele que a bandeira é dessa maneira por causa de algo que ocorreu durante uma das batalhas mais sangrentas pra poder fundar a Áustria. Diz ele que um dos mais valorosos guerreiros, daquilo que seria a Áustria, lutava nu (sim, rapaz! O cara era valoroso mesmo!) vestindo apenas um cinto (devia ser pra dar sorte). A batalha foi bastante selvagem e depois de dias batalhando sem parar (qualquer semelhança com Rambo é mera coincidência) eles conseguiram a vitória. O guerreiro, totalmente coberto de sangue, pra poder comemorar foi lá e arrancou o cinto dele (liberou geral!!!) e essa foi a imagem que ficou como símbolo, o cara todo vermelho, com uma única parte branca (que era a cor da pele dele), sendo o cinto o único local que estava vestido durante a batalha e portanto não sujo de sangue. Eu particulamente prefiro mais essa. Mais macho que esse só o Shiva mesmo…

A Áustria é um pequeno país germânico, situado na chamada “Europa Central” e foi o que restou do gigantesco Império Austro-Húngaro dos Habsburgos. Apesar de hoje ter perdido grande parte do prestígio dos tempos do Império, a Áustria ainda é um importante país europeu. Possui uma população de quase nove milhões de pessoas e o oitavo maior PIB per capita do planeta.

Em frente a Catedral de Santo Estêvão, um dos principais cartões-postais de Viena.
Devido ao seu relevo montanhoso e frio, milhões de turistas costumam visitar o país para esquiar e fazer snowboarding, apesar de muitos nativos de lá nunca na vida terem visto um côco ou um coqueiro na vida(para ler a história, clicar aqui). O turismo é a principal fonte de renda da Áustria e responde pela maior parte do seu PIB.
Grandes contribuições para a humanidade são provenientes deste país. Beethoven e Sigmund Freud nasceram em solo austríaco assim como outros grandes gênios que estudamos durante o nosso segundo grau principalmente em física, como Doppler, Schrödinger, Wolfgang Pauli. É também austríaco o pioneiro do estudo da Genética, o monge Mendel com suas ervilhas . Tem também o nosso amigo, Schwarzenegger, hoje governador da Califórnia. Pra não dizer que só tem coisas boas por lá, Adolf Hitler era austríaco e não alemão. Apesar de passar um tempão pensando aqui, acho que a empresa mais famosa da Áustria é a Red Bull mesmo 😛

Apesar de muitas pessoas confundirem e achar que é mesma coisa, Áustria não é Austrália! Isso é uma coisa bem engraçada e eles acabam fazendo piada com isso. Quando eu viajava pela Áustria, vi em algumas lojinhas para turistas camisetas sendo vendidas com a seguinte frase: “No Kangaroos in Austria”.
Um austríaco que chegou a viajar comigo quando eu estava lá pelo norte da Índia me contou uma história bem engraçada. Diz ele que quando viajava pela Índia, um motorista de uma riquixá perguntou a ele de onde ele era. Quando ele falou que era da Áustria, o motorista ficou todo contente e disse que ele vinha de um país muito bonito, que sempre quis visitar Sydney, mas nunca teve oportunidade. Não adiantou nada ele falar pro motorista que era Áustria e não Austrália, acabou deixando o motorista mais confuso ainda. Depois de um tempo o motorista não entendia mas porque o meu amigo ficava tanto tempo falando “eu vim da Áustria, sou austríaco!” que acabou mudando de assunto. Ele falou que até já acostumou com isso.
Sede do Poder Legislativo da Áustria
A capital da Áustria é Viena. Assim como Zurique, faz parte do rol de cidades da Europa que eu nunca fiz questão de visitar e só acabei indo porque elas faziam as melhores escalas pro Egito, partindo da Europa, pela minha passagem de volta ao mundo. Como eu teria que passar lá de qualquer jeito, pagar a taxa de embarque de qualquer jeito, resolvi ficar alguns dias por lá e “ver de qual é”. Não vou dizer que me arrependi, mas também não foi aquela coisa que eu dissesse: Nossa que coisa inacreditável. Viena pareceu ser só mais uma cidade européia, bem arrumada, bem limpa, com os serviços públicos funcionando, alguns prédios arquitetônicos bem construídos e nada mais. A única coisa que realmente valeu a pena foi o couch que foi muito bom, as pessoas que conheci foram realmente bem legais, mas tirando isso nada demais.

Os europeus e suas manias de colocarem estátuas de gente se espancando em frente de construções importantes. Meu Deus, porque esse povo não descarrega toda essa testoterona jogando um futebolzinho?
As estátuas de cima estão em frente a uma das entradas do Palácio Imperial de Hofburg
Bem, cara, acho que no mais é isso. Vou deixar para falar mais de Viena quando começar o post específico sobre ela.
Mais algumas fotos do Palácio de Hofburg

3 comentários em “Áustria

  1. Só uma pequena correção aí caro Maranhão.

    O Beethoven (Estou falando desse homem aqui http://en.wikipedia.org/wiki/Ludwig_van_Beethoven ) nasceu na Alemnha. Atual cidade de Bonn, que por sinal foi capital da Alemanha Ocidental durante a Guerra Fria.

    A época do nascimento, pelo que li, lá era o Sacro império Germânico.

    No mais, puta merda, falar que Viena é só mais uma cidade européia é mesmo foda. Teu negócio é mesmo um burrico, um canguru apaixonado. Ou mesmo um indiano bem bigodudo.

    hehehe =P

    Abração

    Curtir

  2. “No mais, puta merda, falar que Viena é só mais uma cidade européia é mesmo foda. Teu negócio é mesmo um burrico, um canguru apaixonado. Ou mesmo um indiano bem bigodudo.” [2]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s