Viajando por La Paz

Pombos aqui fazem sucesso

Quando ainda estava no Brasil, a minha maior preocupação era de como eu iria sobreviver a La Paz. Tudo o que eu sabia sobre a cidade era que ela era a capital da Bolívia e a mais alta capital de um país no mundo, com seus 3.741 metros de altitude (oitava cidade com mais de 100.000 habitantes mais alta no planeta). A título de curiosidade, Brasília fica a 1.200 metros e a cidade mais alta do Brasil, Campos do Jordão, a 1.620m. Ficava preocupado se iria passar mal, se iria perder dias de viagem hospitalizado quando chegasse a La Paz e coisas do tipo. Porém, depois que você sobrevive ao passeio do Salar de Uyuni, você começa a ficar arrogante em relação a altitude:
– Lá faz frio
– Quanto?
– Zero graus
– Pffffffff… No Salar de Uyuni peguei -10 ºC.
– Lá é alto.
– Alto quanto?
– 3.700 metros de altitude
– Pfffff… No Salar de Uyuni passei dias a mais de 5.000 metros e dormi a 4.300m.
E pior que foi isso mesmo. Quando cheguei a La Paz não senti mal algum e inclusive fiquei quase uma hora caminhando pelas ladeiras da cidade, subindo e descendo escadas procurando um lugar para ficar e sem sentir cansaço excessivo algum. É impressionante como o corpo se adapta em menos de uma semana.
Bandeira de La Paz
Um dos pubs mais legais que já fui. Centro de La Paz
Banheiro grátis. Uma raridade na Bolívia

Assim que cheguei a La Paz, a primeira coisa que eu fiz, foi pegar todas as minhas roupas e mandar para a lavanderia. Fiz isso porque era muito barato. Porém, a principal razão é que passar vários dias no deserto (sempre colocando várias roupas uma por cima das outras devido ao frio, areia para todo lado voando e entrando nos bolsos…) te deixam com uma sensação de estar sujo o tempo inteiro com as roupas todas empoeiradas.
Botei as roupas para lavar e fiquei ali, todo pimpão, só com a roupa do corpo. Depois que as minhas roupas já estavam na lavanderia que fui me tocar que só estava de boa porque era quase meio dia. Rapaz… de noite começou a fazer frio… foi baixando a temperatura, baixando, baixando, chegou a fazer oito graus e eu de bermuda e camisa. Tive que ficar embaixo do edredom do albergue até a hora das minhas roupas voltarem.
Agora, o que eu mais gostei e o que mais me impressionou em La Paz é como vida noturna do lugar é da hora. Cara, a noite de La Paz é muito legal, principalmente nos albergues. Os dois mais legais são o Wild Rover (o Wild Rover inclusive tem em Cusco e Arequipa. Se você fica em dois lugares, Cusco e Arequipa, por exemplo, ganha um drink grátis, se fica em três, no terceiro ganha uma camisa) e o Loki Hostel. Você chega no albergue, não paga nada para entrar e lá dentro é gente do mundo inteiro e brasileiro para todo lado. Realmente é muito legal e vale visitar La Paz só por causa da vida noturna.
Teve uma noite que foi engraçada. Eu tava saindo de um das baladas no albergue, já pela madrugada e meio bêbado. Perguntei ao segurança se era de boa caminhar por La Paz naquele horário a caminho do meu albergue e ele me perguntou “Rapaz, tu algum dia já viu tanto policial junto em algum lugar?”. Depois que eu fui lembrar que La Paz tava meio que sitiada por causa dos protestos dos mineiros que, não contentes em terem explodidos a Prefeitura de Potosí com suas bananas de dinamite, agora ameaçavam explodir o Palácio Presidencial. Black Block no Brasil é fichinha comparado com nossos amigos.
Caveirão
O guia lá explicando para a gente e direto passando carros e mais carros com soldados
Polícia para todo lado
Caveirão em frente ao Palácio Presidencial em La Paz
Outra coisa legal é que La Paz também tem aquele teleférico que há no Rio de Janeiro e em Caracas (descrevi oteleférico de Caracas nesse post aqui). A visão do teleférico é muito legal, dá para ver o vale em que Caracas fica. O teleférico parece cortar a cidade inteira. É um passeio de umas duas horas que vale a pena. Além desse passeio, também peguei um outro, que era um city tour pela cidade, que descrevo no próximo post.
Vista do teleférico

Quando você está no teleférico dá para ver uns prédios legais como esse.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s