City tour por La Paz – A singular e inacreditável Prisão de São Pedro

Infelizmente não me recordo o nome da empresa que fez um dos tours mais engraçados e interessantes que posso me recordar sobre uma cidade. Era alguma coisa como “agência vermelha” e eles tem como ponto de partida a Praça São Pedro as onze da manhã e o outro acho que as duas da tarde.
Os caras pegaram a gente e levaram para conhecer vários lugares bem legais.
Na Bolívia com a camisa da Bolívia Querida do Maranhão, o Sampaio Corrêa

Tava caminhando pelo centro de La Paz e do nada me deparo com essas cena. Vários caras fantasiados de zebra andando pelo centro de La Paz. Alguém me explica isso?
Logo do lado da praça de São Pedro tem um prédio gigantesco onde os guias já começam perguntando para a gente o que achamos que é lá. Um prédio da prefeitura? Um mercado? Não, cara, é simplesmente uma prisão. No meio do centro de La Paz!
Daí é só falar a palavra “prisão” que todo mundo já começou a ficar com medo. Porém, essa prisão tem um quê de diferente. Para começo de conversa, ela abriga 1.500 presos e tem apenas 14 guardas para guardá-la. Sim, um policiamento que não serve nem para guardar um batizado de uma criança, guarda uma prisão gigantesca. Como é possível isso?
Cara, é muito louco! Funciona porque a prisão é simplesmente autogestionada pelo presos. Ela funciona como uma mini-cidade dentro de La Paz onde a polícia fica do lado de fora para evitar que os presos fujam e só entra em questão de última necessidade. Lá é muito doido.
Achei até uma reportagem de um colunista da Veja comentando sobre o “sucesso” do modelo de gestão da prisão, se quiser conferir, clique aqui.
Primeiro que você tem que pagar pela cela que você vai ocupar. Sim, isso mesmo, pagar pelo espaço onde vai ficar preso!!!! Se tiver grana para desembolsar 1.500 dólares por mês pode ter a sua própria suíte com TV de plasma, cama de casal e todos os mimos que só o dinheiro pode comprar. Se for pobre, paga 20 reais por mês e mora em um cubículo com mais seis caras. Sim, você deve estar se perguntando o mesmo que eu. “E se o cara for lascado e não tiver dinheiro algum?”. Assim, é meio o que acaba acontecendo, né? Você está preso, logo não pode trabalhar, logo não tem dinheiro. Ah, isso é tranquilo, se resolve fácil. Você tem que trabalhar… Na prisão!! Sim!! Como uma em cidade quando você chega e não tem dinheiro, passa-se as suas primeiras noites dormindo nos corredores mais ou menos como um sem-teto. Depois de um tempo você consegue um emprego trabalhando como vendedor nos mercados que tem lá dentro ou limpando as celas alheias ou como cabeleireiro ou como carpinteiro ou com o que mais houver de trabalho por lá. Você tem que se virar.
Achei um artigo bem legal, apesar de ser da Veja, onde um cara comenta inclusive o “sucesso” do modelo

E não é só isso! Na prisão também moram as famílias dos detentos. Sim, mulheres e crianças também moram na prisão. Porém, com liberdade para entrar e sair quando quiserem. Os pais dizem que acham melhor elas ficarem lá do que soltas pelas ruas de La Paz.

Crianças na Prisão de San Pedro. Imagem da Wikipedia

Para fechar com chave de ouro, antigamente havia até um tour por dentro da prisão. Igual o tour pela cidade que eu peguei, havia um tour pelo Presídio de São Pedro. Você ia em um horário predeterminado, pagava uma certa quantia que era dividida entre o guia, suborno para os guardas e uma quantia para algo como a “prefeitura” da cadeia (cujos líderes são eleitos democraticamente). Um preso era responsável por guiar os intrépidos turistas pelas dependências da prisão. O tour era tão comum que era sugerido até mesmo em guias de viagem como o Lonely Planet (o guia de viagem que uso para viajar e um dos mais populares do mundo) que sugeria que antes de ir ao tour você comprasse bombom para dar as crianças e cigarros para dar aos presos. Porém com o tempo esse tour foi proibido. Por quê?

Fotos da prisão que achei pela internet já que hoje em dia os tours não são mais permitidos
Gente, não esqueçamos que estamos falando de uma prisão. Segundo o guia, o tour foi proibido depois que turistas começaram a ser assaltados e estupradas dentro da prisão. Eu acho que isso é conversa, a prisão é muito bem autogestionada para ter esse tipo de coisa. O que eu li na internet foi que os presos produzem a sua própria droga com as matérias-primas que são trazidas por mulheres e crianças e, uma coisa é você fazer algo para vender para fora, outra coisa é para consumo próprio. Então, os presos produzem drogas lá das mais puras possíveis. Era tão descarado que no fim do tour era oferecido aos turistas. Logo a fama da prisão começou a crescer devido mais a pureza das drogas do que pela bizarrice que era, vejamos, fazer um tour para conhecer uma prisão por dentro sem guardas. O lugar começou a se tornar uma peregrinação de drogados e, bem, o governo boliviano pensou que talvez fosse uma boa ideia acabar com isso. O guia da gente falou que até hoje fica um cara perambulando pela praça São Pedro oferecendo tour pela prisão, mas que isso é um golpe e que não se deve aceitar sob pena de ser esfaqueado ou roubado lá dentro.
América Latina e suas histórias bizarras.
Vídeo que fizeram quando ainda era permitido realizar os tours lá dentro

Infelizmente não me recordo o nome da empresa que fez um dos tours mais engraçados e interessantes que posso me recordar sobre uma cidade. Era alguma coisa como “agência vermelha” e eles tem como ponto de partida a Praça São Pedro as onze da manhã e o outro acho que as duas da tarde.

Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s