Na busca do Flamingo mauritano

Imagine se teria muito o que se fazer a noite no meio de um país onde quase não se acha bebida alcóolica para vender? Óbvio que eu e Emanuelzinho queríamos ver alguma coisa para fazer. Começamos a perguntar em alguns restaurantes se havia alguma balada, algum lugar onde pudéssemos sair a noite e nos foi sugerido ir a um lugar chamado “Flamingo”, mas que lá só abría para lá de meia noite.
Fiquei pensando. Em um país onde começa a escurecer e todo mundo se entoca em suas casas, onde não há um teatro, cinema e outros entretenimentos, onde muita gente vive sobre regras estritas da religião e não escuta nem música que não seja religiosa, quem diabos iria se dar ao trabalho de ficar esperando dar meia noite para poder ir a alguma balada? Pelo sim, pelo não, eu e Emanuelzinho decidimos ir para lá antes ao menos para checar. Confesso que a gente ficou até um pouco encabulado de sair perguntando na rua se alguém sabia onde era esse tal desse Flamingo porque, bem, considerando o contexto e o nome, era muito provável que fosse um lugar onde, digamos, as “mulheres dançavam com muito pouca roupa”… Tudo que a gente menos queria era parar em um lugar como esses e depois termos algum tipo de problema. Enfim, conseguimos chegar ao lugar.
A casa tinha muros imensos e uma porta grande. Batemos lá e veio um cara super mal encarado falar com a gente perguntando o que a gente queria por lá. Falamos que ouvimos falar que lá tinha uma balada e ele, meio que desconfiado, nos perguntou o que queríamos, já que lá só abria meia noite. Dissemos que queríamos ver o lugar porque estávamos pensando em ir mais tarde e ele falou que não era permitido entrar. Argumentamos que só queríamos olhar para ver como era e depois iríamos embora. Ele ficou olhando, pensou e falou que só um de nós poderíamos ir, desde que o outro ficasse do lado de fora. Não poderíamos entrar sem a mochila e ele me passou o detector de metal. Nessa hora eu tive certeza que o lugar era um puteiro.
Quando fui entrando, apareceu um espanhol super gente boa e simpático e começou a falar com a gente. Ele era o dono do lugar. O cara foi bem bacana, convidou a gente para entrar, mostrou o lugar e dizia que lá vendia uísque!!!!! Mano!!!! Não era nem Gin contrabandeando em garrafas de plástico, era uísque!!!!!
Voltamos para casa encucados com isso e decidimos que iríamos de qualquer jeito. Passamos antes para comer um kebab. Eu pedi um de carne e ele de frango. Rapaz, mas foi a gente chegar em casa que eu comecei a passar mal e a vomitar (um mauritano nos falou que devem ter dado carne de burro invés de carne de vaca). Eu fiquei incapacitado. Pior que outro dia eu também comi no mesmo lugar e passei mal de novo.
Acabamos que não podemos ir e conferir o que diabos era o lugar.
Porém, o que me deixou ainda mais encucado foi que eu saí pesquisando na internet se havia alguma informação sobre o lugar. Sei lá, qualquer comentário na internet já bastava. Nada. Procura daqui, procura de lá e o máximo que consegui achar foi o Facebook do espanhol que encontramos lá.
Com a foto abaixo como sua última postagem:
Rapaz… Anota o nome aí. Boate Flamingo em Nouakchott. Quem um dia for lá, depois me diz que tipo de bruxaria rola dentro daquele lugar. Obviamente, não precisa nem mostrar as fotos.
Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

2 comentários em “Na busca do Flamingo mauritano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s