VOLGOGRADO, A EX STALINGRADO

Qualquer pessoa que tenha concluído o Segundo Grau já ouviu falar da Batalha de Stalingrado, a batalha que mudou o curso da Segunda Guerra Mundial, a primeira derrota do invencível e indestrutível exército de Hitler que de lá foi descendo até Berlim debaixo de uma surra de pau.

Pois então, Volgogrado é onde ficava a cidade de Stalingrado. E “ficava” é o verbo correto, porque efetivamente não sobrou quase nada da cidade após a batalha, já que a coisa ficou tão feia que em determinado momento da batalha a coisa escalonou para uma guerra sangrenta em ambiente urbano onde, literalmente, a batalha era de casa por casa e às vezes até cômodo por cômodo.

Bem, se Moscou e São Petersburgo não foram a Rússia o qual eu esperava, Volgogrado foi EFETIVAMENTE a Rússia que eu esperava. Primeiro que a cidade parecia no meio de um deserto, já que as ruas eram avermelhadas e fazia um calor DOS INFERNOS. Cheguei a ver um termômetro marcando 41ºC na rua, aquele calorzinho de assar diabo. Mano, sério, quando a gente pensa na Rússia, pensa em um país frio e não em pegar um calor pior que em Teresina.

Desci no aeroporto e não tinha táxi no aplicativo de táxi, pegar táxi sem ser por aplicativo, fora de questão, prefiro ir andando. Vira daqui, vira de lá, fala daqui, fala de lá e, conforme já falei, como o melhor da Rússia é o russo, um e outro russo começaram a se aprochegar com o inglês que dava e começaram a tentar me ajudar. Meu celular tava com pouca bateria, mas ainda assim eu consegui mostrar para onde ia. Um cara com uniforme da empresa de ônibus falava inglês (!!!) e se ofereceu a ir comigo até uma estação central, descer comigo e só sair da estação quando eu já tivesse entrado no segundo ônibus em direção a minha pousada. Sim, gente boa desse nível.

Fomos indo e aquele calor dos infernos, ônibus sem ar-condicionado. Sei que chegamos à estação central, agradeci a ele e disse que de lá ia de táxi, não aguentava mais o calor. Ele disse que não, que ele só saía de lá quando eu tivesse encaminhado. Falei que iria pedir um táxi no aplicativo e ele falou que não, como eu tava com bateria fraca ELE IRIA PEDIR NO CELULAR DELE! Lembra quando eu disse que achava que todo russo era frio e mal-humorado? Pois é, depois que ele ligou o aplicativo de táxi e começou a chamar NO CELULAR DELE, me deu até vergonha de ter pensado isso dos russos. Sei que no chama daqui, chama de lá, passou o busão que me deixava em frente a minha pousada. Acabou que eu subi logo e segui viagem não sem antes o cara entrar e explicar pro motorista onde ele deveria me deixar!

O melhor da Rússia é o russo!

12346

Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s