E as tips (gorjetas)? Rolam muitas?


Outro fato engraçado que rolou nesses parcos dias de trabalho foi quando eu conversava com o Tony acerca das gorjetas.
Antes que eu comece a falar da minha conversa com ele, se faz necessário que vocês se familiarizem de como são as gorjetas aqui nos EUA. Se você no Brasil geralmente é o chato da mesa quando tá tomando umas porque não quer pagar os 10% pro garçom, você ia se dar muito bem aqui na Califórnia (acho que nos EUA inteiro é assim). Cara, aqui tudo que você imaginar, todo lugar que você vai sentar, seja pra tomar uma breja, seja pra comer que nem um porco, pode já ir separando uns bons trocados pra poder pagar a gorjeta. Digo uns bons trocados, porque é uns bons trocados mesmo! Beleza, se você estiver sozinho, for comer em um restaurante e não der gorjeta, ou sei lá, dar uns 5% de gorjeta do que você gastou, é sossegado! É só chegar depois no Brasil, comprar umas folhas de arruda e uns quilos de sal grosso pra poder se benzer (sim, o garçom vai lhe amaldiçoar até umas três gerações) que depois tá de boa, nem dá nada. Agora, se você está numa mesa cheia de amigo e na hora de pagar a sua parte você der o seu dinheiro certinho, não deixar uma boa gorjeta pra garçonete (seja ela gostosa ou a Preta Gil), você está em apuros, pode estar preparado pra sofrer uma sanção social tremenda dos seus amigos (que em grande parte fazem trabalhos que necessitam de gorjeta).
Cara, só pra vocês terem uma idéia, outro dia a galera lá da casa saiu pra comer uns burritos num restaurantezinho e na hora de pagar a conta o suíço falou que não ia dar gorjeta pra garçonete porque, segundo ele (e grande parte dos facistas que não dão gorjetas) o serviço já está incluso no preço. Eu fiquei meio puto com ele, pensando que de todos da mesa, o único que não vinha de um país em desenvolvimento, ou não tão rico, era ele. Pombas, os suíços são rico demais! O cara é um dos poucos que não trabalha aqui, o pai manda tudo pra ele e fica chorando por causa de 10 dólares. Sendo pão-duro desse jeito não é difícil saber porque a Suíça é conhecida por ser uma terra de banqueiros. Advogados e alguns professores da UnB também devem se dar muito bem por lá. Eu falei que eu fiquei meio puto, né?? Ah, mas vocês tinham que ver era o nosso amigo búlgaro! Ele ficou foi transtornado! Eu vi foi a hora do bicho dá uma de Zangief e pular no pescoço do suíço. O cara xaropou tanto o suíço que no final ele aceitou dar 10 dólares a mais de gorjeta (saía mais barato que depois gastar no hospital!).
Só mais um exemplo pra ilustrar. Meu celular pode não ter câmera ou alguns acessórios legais, mas uma calculadora especial pra calcular gorjeta o bicho tem, só pra vocês terem uma idéia de como a cultura da gorjeta é arraigada aqui.
Mas então, fiquei esse tempo todo explicando sobre gorjeta pra poder explicar uma história engraçada que rolou aqui no hotel.
Eu conversando com o Tony sobre como é o trabalho aqui, fui perguntar pra ele se rola da gente ganhar umas gorjetas de vez em quando trabalhando aqui no hotel. Ele me falou que nos 3 meses que ele trabalhou aqui (ele foi contratado temporário) nunca rolou dele ganhar gorjeta em dinheiro e é difícil ele saber de alguém que tenha ganhado coisa trabalhando aqui no hotel, é muito raro mesmo.
Agora, ele me falou que, por outro lado, assim que ele começou a trabalhar aqui, quando ele tava sendo treinado, aconteceu um fato, no mínimo, digamos, inusitado. Tava ele e o cara que o estava treinando (vou nomear o “treinador” do Tony como Mike, pra poder ficar mais fácil a compreensão) na recepção quando o Mike resolveu dar uma volta só pra pegar um ar e ver o que tava rolando. Dá uns vinte minutos volta o Mike suando mais que tampa de marmita. O Tony achou foi que tinha sido alguma coisa e já foi lá pra acudir o cara. Quando ele foi falar com o Mike que ele foi entender o que aconteceu. Tinham duas meninas hospedadas num dos quartos de cima que tavam mais loucas que o batman, tinham bebido todas. Uma menina foi dormir logo e a outra ficou no celular brigando desesperadamente com o namorado dela. O Mike foi lá pra ver o que tava acontecendo e aproveitou também pra acalmar e pedir silêncio à menina. Quando ele chegou e a menina desligou o celular vocês não tem idéia do que aconteceu!! A menina apenas virou pra ele, com toda elegância, e falou que tava tão puta com o namorado que queria, digamos, transar com alguém SÓ PRA PODER SACANEAR O NAMORADO!!! ÃHN?!?!?!?!?!? COMO ASSIM, BROTHER?? DÁ PRA ACREDITAR NISSO??? Pera aí, pera aí??? Trâ o que??? Transar??
Mermão, o Mike não pensou duas vezes. Sabendo que o Tony podia ficar aqui na recepção, veio aqui só pra pedir pro bicho quebrar essa pra ele enquanto ele quebrava uma com a mina no quarto. Imagina que loucura?? O Tony me falou que gorjeta “em dinheiro” não rola muito não, mas o cara que trabalhava aqui antes, falou que rola de acontecer uma dessa pelo menos uma vez por semestre, ou seja, se você pensar bem, rola de receber outros tipos de gorjeta de vez em quando. Eu diria até que eu preferiria esse tipo de gorjeta, hahahha. Eu ainda perguntei pro Tony:
– Mas então, velho, se acontecer uma dessas quando você estiver sozinho, como é que se faz? Não faz??
– Ãhn? Cê tá louco?? É só trancar todas as portas e correr pro quarto dela pra poder “atender” a hóspede…
Pombas, se tem hóspede que fica enchendo o saco toda hora pra pedir toalha e sabonete, porque de vez em quando não podem pedir um pouco de amor? Eu ainda suspeito que eu fui contratado pra trabalhar aqui só porque meu charme encaixa certinho no perfil de “recepcionista/vigia noturno latino lover” que eles procuram pra trabalhar nas madrugadas mais frias, quando as meninas sentem mais carência. Hehehehe… fica a torcida pra que eu receba uma gorjeta “polpuda” dessas e depois possa publicar aqui no blog.. hehehhehehe

Um comentário em “E as tips (gorjetas)? Rolam muitas?

  1. quanto mais eu conheço a cutura americana da gorjeta, mais eu tenho vontade de visitar o japão… brincadeiras à parte, embora a maioria dos japas não espere receber gorjeta nem veja sentido nesse hábito americano, ja aconteceu de um pasteleiro japonês em são paulo ficar esperando que eu desse uma gorjeta por achar que eu era americano…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s