Trabalho entre mulheres

Cara, uma outra característica de só trabalhar com mulheres, além de não ter um brother pra comentar dos atributos femininos das companheiras de trabalho, é que tudo, absolutamente tudo, é motivo pra estourar um barraco dentro da doceria.
Primeiro teve um dia em que uma mulher, pra poder entrar e comprar uns bolinhos, estacionou o carro em local proibido e levou aquela canetada! Ah rapaz, não prestou! A dona da loja foi que parecia um bicho pra cima da guarda de trânsito gritando que aquilo não tava certo, que a mulher só tinha parado ali por alguns minutos e pê pê pê pê pê. Ichi, mas abriu aquele barraco no meio da rua, com todo mundo gritando com todo mundo e xingando.
Tecla Pause
Cara, é engraçado como o simples fato de você começar a trabalhar com uma vassoura, mesmo que por alguns minutos, parece fazer com que encarne uma alma de empregada doméstica dentro de você. Falo isso porque não importa o que aconteça, sempre que rolar algum babado forte na sua casa, a primeira pessoa que vai saber sempre vai ser a empregada. Comigo é a mesma coisa! Rola um babado fortíssimo na doceria, eu sempre sou o primeiro a saber e a postergar a fofoca pra todo mundo!
Tecla Play
Eu, vendo aquela papagaiada toda, com a vassoura a tiracolo (e conseqüentemente a alma de empregada…), também não me fiz de rogado, fingi que ia varrer do lado de fora e meti a cara pra ver o que tava rolando. Depois de alguns minutos de ameaças de ambas as partes e da minha torcida pra elas se atracarem, acabou que não deu em nada. A policial saiu xingando a dona da doceria, que saiu xingando a policial e a cliente foi embora com os cupcakes e a notinha da multa na mão. Após a contagem entre mortos e feridos, descobri que o barraco inteiro rolou por causa de uma multa estacionamento de meros quarenta dólares. Dá pra acreditar nisso? Por quarenta dólares, a dona da doceria quase levou uma “voz de prisão”! Pombas, é mais barato que no Brasil…
O outro barraco é que tem uma menina que trabalha duas vezes por semana que fala mais que o homem da cobra. Eita, mas a menina parece uma metralhadora, não pára nunca… Ela fala tanto que até as doceiras não agüentam mais ela. Outro dia eu cheguei pra trabalhar e tava a Sarah, a gerente gente boa, sentada no escritório olhando pra cima. Perguntei se ela tava pegando um break (intervalo) e ela falou que tava lá porque não agüentava mais ouvir a menina falando. Ixi, mas quando termina o horário dessa menina é todo mundo falando mal dela.
Eu que já perdi um emprego uma vez porque falava demais até me solidarizei com a pobrezinha. Eu sei como é essa vida de ninguém entender as pessoas que falam pelos cotovelos…

2 comentários em “Trabalho entre mulheres

  1. Bendito o fruto entre as mulheres….!!Voce e aquele que faz nao manda fazer…tem atitude!Aproveite a aventura…pois sera eterna!Ja fiz uma mais menos assim durou 3 anos…e ate hoje conto pra os amigos como se tivesse acontecido agora.Forca e sucesso!Voce merece.bjosAh! Li todos os textos…terminara em um livro?Boa sorte!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s