Ko Tao

Ko Tao foi legal! Pude conhecer mochileiros de todos os cantos e línguas diferentes (menos brasileiros :P). De início, quando cheguei à ilha, me dei ao luxo de fazer um curso de mergulho com cilindro de oxigênio, sonho que nutria desde criança. Foram quatro dias inesquecíveis. Cara, esquece snorkeling, quando você faz mergulho com cilindro de oxigênio você vê como o oceano é uma parada absurdamente colorida.

De presepada durante o curso não aconteceu nada, até porque mergulho com cilindro é uma parada bem séria e merece ser tratada com todo rigor. A 18 metros de profundidade você recebe uma pressão varias vezes maior que a atmosférica, logo o ar fica mais comprimido dentro do seu pulmão e qualquer revestério pode ocasionar sérios problemas.
Fazer mergulho foi da hora, mas legal mesmo foram as amizades que fiz enquanto mergulhava. Acabei ficando amigaço de um inglês doido (que depois foi comigo pra Ko Phangan e inclusive dividimos quarto) e um canadense MUITO figura! O canadense era engraçado demais. Os pais dele eram de Macau, mas ele era igualzinho um tailandês. Além de que, depois conversando com ele, aprendi que todo canadense coloca uma bandeira do Canadá na sua mochila, não porque eles sejam orgulhosos de serem canadenses, mas sim porque eles sentem orgulho de não ser americanos, hehehe. Segundo ele falando, as pessoas sabiam que ele era canadense desta maneira:
– Hum, você não fala inglês da Inglaterra e tem sotaque americano. Mas peraí, você é americano e não é um asshole (buraco do… em português)? Hum, deixa eu pensar… Ah tá, você é canadense então, certo?
O outro fato que me fez amar Ko Tao foi que aquela ilha ferve, doido! Festa de segunda a segunda, sempre com casa cheia e mochileiros por todos os lados.
Blogueiro e seu tripe a procura da foto perfeita!

O unico problema que eu enfrentei na ilha de Ko Tao foi referente ao snorkeling, cara. O snorkeling ate que era bonito, com varios corais coloridos e talz, mas o grande problema era que voce nunca ficava sozinho na agua, sempre tinha uma cambada perto de voce. E muitas dessas pessoas eram, claro, elas, as suecas quentes! Cara, mas como era dificil saber se voce ficava com o olho nos corais ou nas coxas das meninas, meu amigo! A solucao que eu achei foi so nadar pra longe pra ver se ficava sozinho, porque ficar perto daquelas mulheres era maldade demais.

Por-do-sol no meu bangalo

5 comentários em “Ko Tao

  1. Bom Dia, maranhão !!!Era este tipo de foto q eu falei anteriormente… tem muita coisa linda no planeta Terra…Tenha uma ótima viajem… Que Deus te abençoe.Abs maranhenses,Ethianne Lucena

    Curtir

  2. Essa alemã aí tá no ponto também, hein?Vou ver se faço uma vaquinha (ou peixe-boi) com a galera aqui pra te comprar uma máquina subaquática pra próxima oportunidade que você tiver de ver uma sueca quente coxuda underwater!Insistimos que toda vez que suecas forem citadas, elas devem ser mostradas. Grato.

    Curtir

  3. Claudiomar, queria saber como fez pra chegar em Ko Tao, foi de ferry?

    Velho, de onde sai o ferry? Qto tempo leva???O mar fica muito mexido, velho??? To planejando de ir no que vem e queria algumas infos, espero que tenha tempo para me responder, um grande abraço,

    André Taka

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s