Bali – Brasileirada por todo lado

Um dia em Kuta, enquanto eu estava numa Lan House acessando internet, do nada, vi dois caras falando em português. Colei nos bichos e fui conversando. Os dois caras eram de Santa Catarina e eram gente boa demais. Trocando uma idéia com eles, eles me chamaram pra sair pra balada. Na hora eu aceitei.
Saímos da Lan House e quando chegamos em frente a uma loja de conveniência, mermão, muito engraçado, uma brasileirada ABSURDA bebendo e trocando uma idéia. Fiquei impressionado com o tanto de brasileiro que tinha lá, estimo que pelo menos uns 20 brasileiros de todos os lugares do Brasil!
Depois de muito papo, eles me falaram que sempre tem brasileiro por Bali, em sua maioria surfistas, e eles sempre se encontram pelo menos uma ou duas vezes por ano em Bali. Ninguém marca nada com ninguém não! Alguns vão todos os anos, alguns uma vez a cada dois, três anos, depende de cada um. Mas uma coisa é certa, SEMPRE vai ter brasileiro por lá durante os meses de maio e setembro (não lembro exatamente se são esses meses mesmo). Vários daqueles caras já vão constantemente à Bali por pelo menos oito, nove anos, além de que conheci alguns que ficam quatro, cinco meses sem voltar pro Brasil. É loucura demais, cara!
Fiz amizade com dois recifenses gente boa demais! Mudei até pro hotel dos bichos depois! Eles tavam nessa também, uma ou duas vezes por ano, juntam os trapos e vão surfar em Bali. O mais engraçado é que em Bali, eles não fazem nada além daquilo não! Eles “só” vão pra Bali pra ficar surfando! Um dos dois vai há mais de oito anos e nunca foi sequer na parte central da ilha. “Que mané montanha o que, eu quero é surfar” um deles me falava, hehehe.
Pelo que pude notar, a vida em Bali da grande maioria desses brasileiros se resume a balada de noite, surfe quando acorda, balada de noite. Todo santo dia! Mas é todo santo dia mesmo, amigo! Os caras acordam meio dia, vão surfar, descem pra balada, tentam pescar uma sueca ou qualquer outra nórdica, voltam pro hotel, dormem, acordam, vão surfar e ficam nesse ciclo por semanas, meses!
Lembro que no meu primeiro dia de Bali, perguntei pra um dos brasileiros há quanto tempo ele já tava lá, ele falou que tava há dois meses! DOIS MESES! Perguntei pra ele como ele podia ficar tanto tempo e ele falava:
– Ah, você chega, planeja ficar duas semanas, vai postergando a passagem, vai postergando, quando vê, deu dois meses e acabou o seu dinheiro! Tá há quanto tempo aí já, Maranhão?
– Pô, já deu uma semana em Bali!
– Toma cuidado, rapaz, daqui a pouco dá dois meses!
E o pior que quase deu dois meses mesmo! Juro que só não mudei a passagem porque teria que mudar três passagens diferentes: Bali – Malásia, Malásia-Camboja e Tailândia-Índia, mas senão…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s