Síria – O pais onde há o maior restaurante do mundo

De noite apenas passamos em casa pra tomar um banho e seguimos direto para o maior restaurante do mundo (Huá Huá Huá). Pra que eu não precise explicar tanto acerca do estabelecimento, colo uma reportagem da Folha de São Paulo que fala sobre ele:
“ Com capacidade para mais de 6.000 pessoas, o restaurante Damascus Gate, na Síria, entrou para o “Guinness”, o livro dos recordes, como o maior restaurante do mundo.
O Damascus Gate conquistou o título que pertencia a um restaurante na Tailândia, com capacidade para 5.000 pessoas. Para confirmar o recorde, representantes do “Guinness” exigem que o restaurante tenha capacidade para servir todas as mesas. Segundo Qusai Halasa, representante do livro de recordes, “a cozinha do restaurante pode ser comparada a uma minifábrica”.
O restaurante, que fica nos subúrbios de Damasco, está aberto desde 2002.Além de fontes e réplicas de ruinas arqueológicas, o Damascus Gate também tem áreas temáticas separadas para a culinária indiana e a chinesa. Durante o verão, a época de mais movimento, até 1.800 empregados trabalham no restaurante.”

O restaurante em si é bem legal, cara. Logo na entrada do restaurante, há uma plaquinha onde é possível observar o certificado que o Guiness entregou comprovando o recorde a que lhe foi atribuído.A comida não era cara e, o melhor, eles serviam muita, mas MUITA carne!! Pode parecer besteira, mas a gente se acostuma tanto em comer carne no Brasil que acha que isso é normal no mundo inteiro.

Tecla Pause

Bem, é bom sempre lembrar que o nosso país é hoje o maior produtor de carne bovina do mundo, por isso que aqui ela é tão barata e por isso que comemos em abundância. Mas depois de um tempo viajando, cara, a carne na comida vai rareando mais e mais até que chega um dia em que você começa a salivar quando olha um gato passeando no meio da rua. Só pra vocês terem uma ideia, eu fui preparar um almoço quando estava em Istambul e fui cair na besteira de comprar carne. Rapaz… o quilo da carne no restaurante tava custando um absurdo: 18 dólares o quilo do bife. Nem era filé-mignon, nem nada. Era aquele bife mesmo que a gente compra no supermercado pra poder fazer um sanduba quando chega em casa.
Venham a mim, fiéis…
Tecla Play
Eu PIREI na Síria quando vi o meu prato LOTADO de carne quando ele chegou. Comida barata, foi uns 15 reais pelo jantar, mais ou menos o que a gente paga em restaurante por quilo aqui no Brasil. A diferença é que eu estava no MAIOR RESTARAUNTE DO MUNDO!! (Huá Huá Huá, risadas maquiavélicas).
Além da experiência de estar no MAIOR RESTAU… bem, você já sabem, também foi interessante porque o Matt chamou um amigo dele egípcio pra ir com a gente e o cara era gente boa DEMAIS!! Infelizmente o nome dele eu não lembro mais, mas ele é esse cara aí com a língua de fora ao lado do Matt:
Ele me explicou várias curiosidades sobre o Egito e o Islã que eu não sabia. Primeiro, o Egito possui a inacreditável população de 66 milhões de pessoas!! “Ah, mas peraí, o Brasil inteiro tem 190 milhões de pessoas”. Sim, amigo, mas só a título de comparação, o estado do Mato Grosso que é um pouco menor que o Egito, tem uma população de 2,5 milhões de pessoas. “Tá, mas o Mato Grosso é despovoado”. Ok e que tal o Estado de Minas Gerais? Tem a metade do território do Egito, é o segundo estado mais populoso do Brasil e possui 20 milhões de habitantes!! Menos de um terço da população do Egito! E, ah sim, o Estado de Minas Gerais tem vários rios cortando o território, São Francisco o mais notável, e além disso possui grandes extensões de terras férteis e agricultáveis!! Depois ele pediu pra eu checar em um mapa e quando eu me dei ao trabalho de fazer isso e vi que, assim como ele me falou, o Egito é praticamente uma faixa! Mais de 90% da população egípcia vive às margens do Rio Nilo!! O resto do país é extremamente desértico! Vejam que as principais cidades do Egito praticamente “seguem” o Rio Nilo e apenas algumas grandes cidades situam-se no deserto e fora da região costeira.

Eu achei isso muito impressionante.

Ele também me explicou como é que funcionava a peregrinação anual que os muçulmanos faziam a Meca. Pra quem ainda não está ligado, a religião islâmica se baseia em cinco pilares. A primeira é que você deve acreditar em apenas um Deus. A segunda é que você deve orar cinco vezes ao dia voltado a Meca. Terceira, sempre que possível pagar esmolas para ajudar aos necessitados. Quarta, jejuar durante o Ramadã (quase como os nossos amigos faziam na Turquia). Quinto e último é o de, realizar um ataque suicida contra os Estados Unidos?, não! O quinto pilar é o de que todo muçulmano deve fazer uma peregrinação a Meca pelo menos uma vez durante a vida. Lógico que quem não tiver condições financeiras ou de saúde não será renegado ao inferno, mas todos tentam ao máximo realizar a sua peregrinação para a cidade sagrada. Muitos economizam a vida inteira para poder obter essa graça.

“E como ocorre essa peregrinação a Meca?” A wikipedia sempre explica:
“Ocorre durante o décimo segundo mês do calendário islâmico. Os muçulmanos vestem-se com um traje especial todo branco, antes de chegar a Meca, para que todos estejam igualmente vestidos e não haja distinção de classes. Durante toda a peregrinação não se preocupam com o seu aspecto físico. Depois de praticarem sete voltas em torno da Kaaba, os peregrinos correm entre as duas colinas de Safa e Marwa. Na última parte do Hajj os muçulmanos devem passar uma tarde na planície de Arafat, onde Maomé disse o seu “Último Sermão”. Os rituais chegam ao fim com o sacrifício de carneiros e bodes.”
Durante este período, se, LOGICAMENTE, você for muçulmano, a Arábia Saudita concede vistos de graças para todos os interessados em visitar as duas cidades, para facilitar que os peregrinos possam ter a graça de visitar a cidade mais importante para eles. Lendo a descrição acima parece fácil, né? Mas imagina como é para organizar milhões de pessoas para que elas possam dar as voltas em torno da Kaaba, correr entre as duas colinas … Segundo ele, a logística de um evento dessa magnitude é uma das maiores obras da humanidade. Uma grande demonstração de fé que infelizmente só é possível presenciar para os muçulmanos.

Depois da peregrinação a Meca, quando você volta pra casa, há uma grande festa em que todos comemoram a sua façanha e você segue feliz a sua vida sabendo que cumpriu mais uma etapa tão importante da sua vida. Ele depois ficou falando que hoje, devido ao grande número de pessoas que peregrinam a Meca todos os anos, os sauditas tiveram que deslocar montanhas pra poder ter mais espaço na cidade. E ele ficava gritando o tempo todo: MONTANHAS!! VOCÊ SABE O QUE É ISSO? MONTANHAS… Hahahaha. Acabou que depois disso quando todo mundo ficava calado a gente ficava gritando “MONTANHAS!! MONTANHAS!!!”. Gente boa demais o figura… No final pegamos um táxi pra poder voltar pra casa. Não sei se eu já falei isso pra vocês, mas taxista é a raça mais FILHA DA PUTA que eu pude conhecer enquanto viajava. Como dessa vez não tinha soldado pra colocar o bicho no motorista, ele tentou, logicamente, nos roubar quando chegamos. O Matt e um outro suíço que estava com a gente simplesmente falaram pra gente descer do carro e ir andando. O taxista desceu do carro e foi gritando com a gente quase uns cem metros, mas no final percebeu que a gente não ia dar nada, também que ele não ia conseguir botar medo em uns quatro machos e resolveu seguir o rumo dele. Eita racinha ruela essa…

Matt e o suíço negociando com o taxista. Reparem a mina rindo com uma cara de “esse taxista só pode ser lunático…”

Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

Um comentário em “Síria – O pais onde há o maior restaurante do mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s