Perambulando por Beirute/Líbano

Acesso a zona mais turística de Beirute

Como eu já havia falado, Beirute é conhecida como a “Paris do Oriente Médio”. Como já estava por lá mesmo, resolvi dar um rolê e ver de qual é em uma cidade que almeja um “título” tão ostentoso. A cidade é realmente bem interessante e bonita, é impressionante a diferença que você percebe entre caminhar por uma cidade como Damasco e Beirute. Beirute parece uma cidade europeia, com várias praias de águas cristalinas e pessoas caminhando de sunga e biquíni nas suas areias, algo que eu sei que pode ocorrer numa praia da Síria, mas eu só não imagino. Uma grande diferença existente também entre Beirute e Damasco é que Beirute parece uma cidade sitiada. Bicho, o patrulhamento pelas ruas por tropas do exército é ostensivo. Cada esquina que você vira, dá de cara com um tanque com alguns soldados armados até os dentes.
Praça dos Mártires, principal símbolo de Beirute
A estátua, lógico, com várias marcas de bala
Teve um dia que a gente foi sair que eu achei muito engraçado. A gente tava andando de boa pela rua indo para uma balada (sim, existem baladas. MUITAS baladas em Beirute) e do nada para um carro da polícia próximo onde estávamos. De repente desce um policial carregando um rifle GIGANTESCO e começa a sair correndo que nem um louco. Eu não sei como é aí na cidade de vocês, mas no Maranhão quando você vê alguém do exército ou da polícia correndo e carregando um rifle no meio da rua é porque uma merda MUITO grande deve ter ocorrido. O que eu pensei na hora? Uai, nessa hora você só pensa o pior: Ataque terrorista! Como eu vi que os caras que estavam do meu lado pareciam nem se importar com o que estava ocorrendo e ninguém na rua sequer mudou a feição dos rostos, fiquei de boa e continuei caminhando. O que aquele policial foi fazer? Bicho, o rapaz simplesmente passou a bandoleira (algo como a alça que você usa pra apoiar o rifle nas costas) no pescoço, jogou o rifle nas costas, pegou um APITO e começou a ORGANIZAR O TRÂNSITO!! Mermão!! Imagina só isso!! Se o guardinha de trânsito caminha com um rifle nas costas, eu fico imaginando o que um soldado do exército deve utilizar. É de bazuca pra cima! Eu realmente fiquei impressionado e fui perguntar pra alguém da nossa galera o porquê daquela ignorância. Ele simplesmente me falou: “Claudio, isso aqui é um país em que um espirro pode detonar uma guerra civil pelas ruas da cidade. Por essas e outras que qualquer guardinha desses anda sempre bem armado”.
Soldadinho no meio da rua com seu rifle

Essa noite foi uma das duas que pude sair pra balada quando estava em Beirute. As baladas lá eram bem legais, com uma população jovem, vibrante e animada. Eu não sei se fica muito chato eu enfatizando o tempo todo “Balada, Balada, Balada”, mas é que o que faz o Líbano realmente ser um país tão interessante quando viajamos é devido a essa despreocupação com preceitos religiosos, algo que dificilmente pude ver em outros países árabes que viajei. Acho que é por causa da grande influência católica do país. De todos os países árabes, o Líbano foi o mais ocidentalizado que conheci. Só pra vocês terem uma ideia do que falo, foi o único país árabe que viajei que cheguei a sair pra alguma baladinha, pois nos outros isso simplesmente não existia.
Outra parada que eu achei muito legal de Beirute são essas duas fotos aqui. Você pode estar caminhando de boa no centro da cidade e, do nada, se depara com diversos sítios arqueológicos do tempo dos romanos.

Teve uma noite que foi até engraçado. A gente marcou com um galera do Couchsurfing em um bar e depois fomos pra uma balada. Como era encontro do Couchsurfing, havia meninas de vários países diferentes com a gente. E foi aí que um dos libaneses que estavam com a gente começou insistentemente a cantar uma das minas que estavam com a gente. O pior que o bicho parecia uma criança querendo chegar na menina. Me lembrou até um amigo nosso na Tailândia. Quem quiser relembrar, favor clicar aqui, aqui e aqui.
Coisas que só se vê nas ruas de Beirute. Imagens de Jesus Cristo e carros com a assinatura de Ayrton Senna no vidro…
Vocês conseguem ver alguém fumando nessa foto?
O bicho tava tão chato que a gente teve que fingir que todo mundo tava voltando pra casa e marcarmos de nos encontrar em outro lugar pra poder nos ver livres da peste. No final acabou dando certo. Descemos todo mundo pra outra balada e por lá ficamos o resto da noite. Quando foi no outro dia, fomos dar um rolê pela cidade e pelo museu histórico de Beirute com várias esculturas de antes de Cristo. Caminhamos bastante pela cidade e depois de um tempo resolvemos parar em um dos cafés do centro de Beirute, numa das zonas mais turísticas e caras de lá. Bem, se fosse pra só uma cerveja não ia sair lá tão caro, né?
Museu de Beirute
Sol de lascar na cabeça o dia inteiro

Pedimos um chopp pra cada um e ficamos tomando de boa. De repente o garçom chegou com uma garrafa de água e largou na nossa mesa. Oba, os caras fornecem água de graça pra gente tomar, os bichos são gente boa – pensamos. Depois de mais ou menos uns dez minutos veio o garçom novamente e trouxe uns amendoins e uns petiscos pra gente comer. Rapaz, os caras realmente são bem gente boa aqui. A gente pediu só uma cerveja e eles já trouxeram até petisco? – mais uma vez pensamos. Comemos os amendoim e logo veio o garçom alegre e sorridente trazendo outro. Rapaz, aquilo não parecia estar ocorrendo bem. Por via das dúvidas, resolvemos continuar dando nosso rolê pela cidade e pedimos a conta. Quando o cara veio com a conta, a singela surpresinha!! A minha parte deu SETE DÓLARES e eu só havia pedido UMA CERVEJA!! Por quê? Ora, amigão, o figura havia me cobrado TUDO o que ele havia colocado na mesa AINDA QUE não a gente não tivesse pedido. Espertão, não? A gente ainda tentou argumentar, mas ele falou que a gente não tinha pedido, mas tinha comido, por isso deveríamos pagar. SAFADO!!

Eu e minha cerveja de sete dólares
Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog

Um comentário em “Perambulando por Beirute/Líbano

  1. hauhauhauhau

    O sempre esperto e ligado Claudio dessa vez não usou de suas habilidades mentais.

    Fio, se achou que o maluco ia te dar as mercadorias dele (água, amendoin, etc.) de graça? Tipo, olhou para a tua cara e pensou: rapaz, até que esse maranhense é bem afeiçoado. Vou até dar uns negócio na faixa para ele.

    hehehehehe

    A 1ª coisa que eu teria feito era falar que não tinha pedido aquilo.

    De resto achei muito foda o lance dos sítios arqueológicos romanos no meio da cidade. Demais!!

    E não se iporque, mas essa foto da breja de US$ 7,00 me lembrou a tua foto com cerveja com gelo lá do Vietnam. Ainda tomarei cerveja com gelo!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s