México

Há algum tempo o México já constava entre os países que eu gostaria de visitar. História é de longe o tema que mais me atrai a viajar para um lugar e o México, lar de grande parte das civilizações das Américas, seria uma escolha natural.

Aproveitei que uma amiga do tempo da universidade iria se casar na Cidade do México e peguei duas semanas para poder viajar.
A cidade do México tem varias atrações por si só. Apesar de ser uma cidade gigantesca, com um trânsito caótico e uma poluição catastrófica, tem seus encantos devido a ser o local onde se encontrava Tenochtitlan, a capital do Império Asteca e próximo de Teotihuacan, uma outra cidade pré-colombiana.


Vi um lugar falando que o centro histórico já afundou quase 10 metros e inclusive algumas igrejas hoje tem escadas para você pode descer. A cidade tem museu de tudo que você imaginar, da imprensa a tortura, dos astecas aos Correios e dá para ficar meses aquí se você resolve visitar museu por museu. Inclusive há o museu das ruínas do antigo Templo Maior, principal templo asteca, local onde os astecas teriam visto a imagem da águia comendo a cobra e cujo museu tem informação demais, acho que nunca gastei tanto tempo em um museu como naquele.
Ruínas do Templo Mayor

Algo interessante é que como a cidade foi construída em cima de onde antes era um lago, com um solo poroso e cujos lençóis freáticos são cada día mais usados para abastecer de agua uma cidade de milhões de habitantes, a cidade está, literalmente, indo para o buraco. Sim, o solo da cidade nâo foi feito para aguentar o peso das contrucoes gigantescas que os espanhóis construíram em cima dos templos astecas e é visível ver como varias igrejas hoje tem torres e colunas tortas.
Catedral da Cidade do México inclinada. Não há nenhum efeito de photoshop na foto. Ela é inclinada assim mesmo, devido a porosidade do terreno
No Palácio do Governo há os famosos murais de Diego Rivera, onde ele pintou a história dos astecas desde antes da invasão espanhola, até o seu martírio. O Palácio foi construído exatamente onde se situava o palácio de Montezuma, assim como a impressionante Catedral que foi construída em cima do mais importante templo asteca (inclusive utilizando das pedras do templo) e a praça central do México que foi construída onde era a praça central de Teotican.

Próximo a cidade do México há a antiga cidade de Teotihuacan (não confundir com Tenochtitlan), um dos vários povos avançados que povoou a região onde agora é a Cidade do México. Esta cidade chegou a ter no seu auge quase 125 mil pessoas. O auge do Império foi quase 1000 anos antes dos astecas, mas o seu legado ficou até os dias atuais, pois vários dos seus deuses como a serpente Quetzalcóalt e Tláloc, deus da chuva e da água, que vou explicar posteriormente, ainda eram cultuados pelos astecas quando os espanhóis chegaram. A elite asteca chegava a fazer procissões para as pirâmides da cidade, pois acreditavam que este havia sido o local onde os deuses haviam se sacrificado para o nascimento do sol e da vida como um todo. Tais pirâmides, são a terceira maior já construídas pelo homem, perdendo apenas para a de Queóps no Egito e para um outra pirâmide da região que hoje é apenas uma colina. Importante lembrar que tal pirâmide foi construída com três milhões de toneladas de pedra sem o uso de ferramentas de metal, rodas ou animais de carga, foi tudo no braço! Ah sim, a pirâmide tem 248 degraus com a altura de uns 30 cm cada um, o que faz ser uma subidinha deveras chata para ser realizada.

 
Sim, eu fui trollado por mormóns!
O casamento foi legal porque pude reencontrar vários amigos do tempo de faculdade, o que acabou por não me deixar ficar sozinho grande parte do tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s