Nicolae Ceaușescu, política de descontrole populacional romeno e seu parlamento

Como todo país da Europa Oriental, a Romênia também teve o seu malvado favorito: Nicolae Ceaușescu.

Só para vocês terem noção de como era o figura, certo dia acordou de manhã e teve um pensamento que julgou fenomenal. Pensou: “- Bem, todos os países mais poderosos do mundo (Rússia, Estados Unidos, China…) o são porque têm grandes populações. Então, quem sabe se eu não conseguir aumentar a população da Romênia, se a Romênia também não vira uma potência? ”.

Sim, baseado nessa lógica bovina e binária, Ceaușescu resolveu que todo mundo na Romênia teria que ter vários filhos. Foram proibidos os abortos, camisinhas, métodos contraceptivos e todo mundo que tivesse filho ganhava um bônus do Estado por cada rebento. Se você fosse adulto e ainda não tivesse filhos teria descontado parte do seu salário sobre o pretexto de que não estava lutando pela nação assim como todo mundo (imagina, você chega na mina e fala “E aí, vamos trabalhar pelo país? Bom que a gente perde o desconto no salário! ” Já era uma, né?)

E assim a Romênia teve um boom em sua população que, obviamente, a empobreceu ainda mais.

Além dessa genialidade, Ceaușescu também teve outra ideia genial. Um dia foi visitar um dos seus melhores amigos, o ditador Kim Jong Ill da Coréia do Norte (sim, o cara só tinha amigo bacana) e vendo alguns dos projetos megalomaníacos que os Kims adoravam fazer (maior torre de mármore do mundo, maior estádio do mundo, maior apresentação coreografada do mundo… se quiser saber mais sobre os projetos malucos da Coreia do Norte, confira meu post sobre a Coreia do Norte clicando aqui), ele pensou “Rapaz, vou fazer o maior parlamento do mundo!” e lá se danou tio Ceaușescu a construir uma baita estrutura no meio de Bucareste. A ideia é que todos os órgãos governamentais pudessem se concentrar em apenas um prédio (hoje só o Parlamento e a Primeira Corte ficam por lá). Dois andares inclusive poderiam ser usados como abrigos antibombas. Gente para levantar as paredes não devia faltar, já que os romenos começaram a proliferar como coelhos depois da política baby boom romena!

Mas peraí, tá achando que tio Ceaușescu faz qualquer coisa? Não, além do bagulho ser colossal, ele iria utilizar 100% de materiais romenos, não importa o quanto isso fosse custar para o país. Quem se importa com recursos? O importante é orgulhar os seus súditos… digo… seus filhos romenos.

Para coroar o seu presentinho favorito, tio Ceaușescu resolveu abrir uma avenida a la Champs Elysée em frente ao Parlamento. A nomeou de “vitória do socialismo” (apesar de ser estranho você vir as palavras “vitória” e “socialismo” tão próximas em uma sentença) e a fez alguns metros maior que a francesa, porque, afinal, assim os franceses teriam o que invejar dos romenos.

Além de um grande e lindo Parlamento, obviamente.

Algumas coisas até foram doadas como portas de madeira e quilos de ouro para banhar alguns afrescos. Foram doados por Mobuto, ditador facínora do Congo (como falei, o cara só tinha amigo gente boa!), outro Chefe de Estado de um país rico o bastante para sair doando ouro para qualquer um.

E COMEÇA A CONSTRUÇÃO

Começou-se a construção do seu Mastodonte, todo de mármore romeno, em 1984. A opulência era absurda. Durante a sua construção, os romenos tiveram que enfrentar racionamentos e toda família começou a receber comida com calorias calculadas.

Baseado na sua profissão.

Se você fosse lenhador, ganhava mais comida, se fosse “intelectual”, obviamente, menos comida. Quem mandou ser preguiçoso. Tio Ceaușescu ganhava uma porção generosa de capim e alfafa, já que ele trabalhava bastante para os romenos.

A construção finalizou-se em 1994. Tio Ceaușescu não chegou a ver finalizada a construção de sua obra prima porque os mal-agradecidos milhões de romenos, que nasceram devido a sua política de baby boom mequetrefe, se rebelaram e foram atrás dele. Como sempre, ele pediu ajuda dos seus amigos mais fortes, os russos, que falaram para ele dar os pulos dele, já que em 1989 a União Soviética já se esfacelava e tinha coisas mais importantes para se preocupar do que com problemas de um ditador parideiro.

Ele foi pego quando tentava fugir. Foi julgado e condenado a morte por fuzilamento junto com a sua amada mulher.

Hoje a Romênia se orgulha de ter sido o único país do ex-bloco soviético a ter conseguido passar na bala o seu malvado favorito!

E assim viveram felizes para sempre com seu Parlamento!

E NO FINAL? QUEM DEU O PRIMEIRO DISCURSO NO MAIOR PARLAMENTO DO MUNDO?

O mais engraçado é que Ceaușescu havia solicitado que o Parlamento tivesse uma sacada que desse de frente para a Avenida “Vitória do Socialismo” onde ele iria poder discursar para o povo romeno do seu amado Parlamento. Como ele acabou sendo executado antes disso, a primeira pessoa a fazer um discurso daquela varandinha acabou sendo Michael Jackson, que segundo as más línguas, gritou “Olá Budapeste!” ao invés de gritar “Olá Bucareste!”

20161025_162743.jpg
Vista do púlpito de onde Ceaușescu deveria fazer um discurso quando o Parlamento estivesse pronto

TECLA PAUSE

Essa diferença de nome sutil entre a capital da Romênia “Bucareste” e a capital da Hungria “Budapeste” acaba gerando algumas histórias engraçadas. Certa vez, em um fim de semana normal, inexplicavelmente, começaram a pipocar reservas em todos os hotéis de Budapeste. Oito mil quartos foram reservados. Mas, assim, parecia que iam ressuscitar os Beatles para fazer um show na cidade. Ninguém entendeu o que estava acontecendo, já que nesse fim de semana não tinha nada de muito especial marcado por lá. Depois que foi se saber que iria ocorrer um jogo superimportante do Barcelona pela Champion´s League (A Libertadores da América da Europa) em BucaRESTE e uma galera tava comprando passagem e hotel para BudaPESTE.

Dizem que hoje os artistas, para evitar confundirem os nomes e gritarem “Olá Budapeste” em Bucareste, só gritam “Hello” quando começam os shows.

TECLA PLAY

Hoje, a avenida foi renomeada para Avenida da Unidade e o Parlamento Romeno é a segunda maior construção administrativa do mundo só perdendo para o Pentágono dos Estados Unidos. Porém, é hoje a construção mais pesada do mundo e consome uma bela de uma grana só para manutenção (o dinheiro que eles arrecadam fazendo os tours lá dentro, que são pagos e CAROS, mal dá para pagar a eletricidade). Isso, conforme falei, em um dos países mais pobres da União Europeia.20161025_14022920161025_14135520161025_14222220161025_15481420161025_15484720161025_15494920161028_14243820161028_14295120161028_14363020161028_16573320161028_17164820161028_17363720161028_181725_00120161029_123759

Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s