CAPOEIRA PELO MUNDO, CAPOEIRA NO QUIRGUISTÃO

Sim, é isso mesmo. Não é que conheci gente que praticava capoeira no Quirguistão?

Entrei em contato e fui me encontrar com uma instrutora de capoeira em Manas.

Ao contrário da grande maioria dos instrutores que pude encontrar na ex-União Soviética que conheceram a capoeira por meio do filme “Esporte Sangrento”, Joana conheceu em uma viagem que ela havia feito para a Macedônia.

Depois de um tempo ela foi morar em Pequim e lá começou a treinar capoeira com professores chineses. Ela disse que simplesmente se apaixonou pela capoeira devido ao fato de como era bonita a arte marcial, mas principalmente devido ao fato de que a amizade entre alunos e instrutores era muito forte gerando um clima muito agradável.

Ela começou a dar aulas em 2016 e hoje tem por volta de 10 alunos e a capoeira não é a sua principal atividade. Ela nunca conseguiu fazer uma turma muito extensa porque para ela é difícil fazer apresentações em Manas principalmente porque ela não sabe fazer os floreios e as acrobacias da capoeira, o principal chamariz para novos alunos. Na verdade, a grande maioria dos alunos acaba tendo conhecimento que ela ensina capoeira por meio do facebook.

Apesar de ter treinado bastante em Pequim, Joana é basicamente uma autodidata, treina na maioria do tempo sozinha e assistindo a vídeos de capoeira no youtube. Vez ou outra viaja ao Cazaquistão para poder treinar com Sergey (o qual já escrevi no post sobre o Cazaquistão, leia mais clicando aqui) onde ela pode aprimorar um pouco, mas nem sempre se dedicar muito já que, bem, ela também tem uma vida profissional para tocar.

Foi muito interessante conhecer Joana e ouvir a história dela. Porém, infelizmente, os horários não bateram e não tive oportunidade de conhecer onde ela ministra suas aulas.

Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

VIAJANDO PARA O QUIRGUISTÃO – MANAS, A CAPITAL

Era chegado o último lugar para eu visitar da Ásia Central, o Quirquistão.

Assim como o Tajiquistão, eu não sabia quase nada ou sequer tivera ouvido falar do Quirquistão. Na verdade, continuo sem saber muita coisa de lá. Na verdade, na verdade, só tinha ouvido falar de um turista inglês que fez uma piada com uma linguiça lá e foi preso e deportado:

https://esporte.band.uol.com.br/jogoaberto/videos/15726184/turista-e-preso-apos-ofender-cultura-no-quirguistao.html

Além disso, em outra informação bizarra, no Quirguistão há uma tradição bizarra em que você “sequestra” a noiva que você vai casar.

https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2014/04/140422_sequestro_quirguistao_ms

Pelo que entendi, isso era muito comum nas sociedades tribais de antigamente e hoje eles fazem meio que só pela tradição. O cara namora uma menina há um tempo e, ao invés de pedir em casamento que nem a gente faz por aqui indo na casa dela, ele faz o pedido de casamento SEQUESTRANDO a menina. Bacana, né? Cê imagina. Tá sua irmã ali caminhando na manha e de repente para um carro e descem um bando de bárbaros ensandecidos e bêbados para “sequestrarem” ela “de mentirinha”. Bem, cada um, cada um, né? Kkkk

A história do país remonta a mais de 2000 anos, abrangendo uma variedade de culturas e impérios que sempre passaram por lá. Apesar de geograficamente isolado por seu terreno montanhoso – o que tem ajudado a preservar sua cultura milenar – o Quirguistão tem sido colocado historicamente na encruzilhada de várias grandes civilizações, ou seja, como parte da Rota da Seda e outras rotas comerciais e culturais.

Embora longamente habitado por uma sucessão de tribos e clãs independentes, o Quirguistão sempre foi conquistado por um ou outro império diferente e só se tornou um país independente após o desfalecimento da antiga União Soviética em 1991.

Lá eu sei que é muito bom para quem deseja fazer caminhada e acampar em montanhas, o que nunca foi muito a minha praia. Então me mantive por passear e sair batendo fotos da capital, Manas.

Cheguei até a tentar visitar o museu nacional do país, porém, quando cheguei, infelizmente, tava fechado.

20180713_15232620180713_15253020180713_15281220180713_15412120180713_155025

20180713_161325
Cerveja em garrafa PET

cdfgfdgfdgdf

dfgdfgdfgdf
Olha o rosto de quem a gente ainda pode ver por lá

dfgdfgfdgdfdfgdfgfdgdfgfddfgdfgsdfgsfddfgfdgdfgdfsdsfsdfsdfasdfdgfdgfdgfdsgsfgdfgdfgfdsgfdgdfgsfdgsgsgsfgfgssddfgfdgdf

 

Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila