Guerra do Vietnã – entenda mais sobre

É lógico que os EUA não ficaram nenhum pouco satisfeitos quando perceberam que um dos seus estados satélites, numa das regiões mais estratégicas da Ásia corria o risco de ficar sobre dominação comunista. No início da guerra, eles apoiaram o Vietnã do Sul com armas e grana, numa parceria parecida com a que hoje possuem com a Colômbia. Em 1965, percebendo que não ia dar pros sul-vietnamitas e Ho Chi Minh e seus amigos ia realmente unificar o país, os EUA resolveram ser mais enérgicos.
Rio Mekong, famoso durante a guerra

Todo esse engajamento estadunidense devia-se ao receio de ocorrer um “efeito dominó”, ou seja, se o Vietnã ficasse sobre dominação comunista, isso iria contrabalancear o frágil equílibrio de poder da região encorajando os outros paises do Sudeste Asiatico a se alinhar aos comunistas. Com o mesmo clichê de sempre “a democracia e a liberdade estão sendo ameaçadas” no Vietnã e arrogantemente confiando em todo o seu aparato bélico e poderio econômico, os EUA começaram a gradativamente despejar tropas no Vietnã. O final todo mundo já sabe. Seguindo o exemplo da França, os Estados Unidos, graças a Deus, pegaram um pau tão grande que até hoje tão sentando de ladinho. Em 1975, o mundo inteiro, chocado, acompanhava pela TV as imagens pateticas de americanos e outros estrangeiros, desesperados, sendo resgatados de helicoptero da Embaixada americana. Era o fim da guerra e mais uma potencia ocidental era vencida pelos vietnamitas.
O principal erro dos estadunidenses, deveu-se ao fato de que eles entraram numa guerra que não era deles, onde seus soldados nao entendiam porque “cabelos longos não usa mais, não toca a sua guitarra e sim, um instrumento que sempre dá, a mesma nota, Ratatá”. Os garotos acostumados a Big Mac e que “amavam os Beatles e os Rolling Stones” estavam lutando contra um povo que há gerações não sabia o significado da palavras “paz” e, além disso, lutavam por um país, por uma nação, basicamente lutavam pelo seu pedaço de chão, portanto não importaria o preço que eles iriam pagar, mas eles não sair de lá tão cedo.

Ho Chi Minh, o maior herói vietnamita

Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.

Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!

Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog

Vietnã – Tuneis de Cu Chi

Vietcongues!!! Corram para as montanhas!!!

Cara, os vietnamitas não tinham grana e armas da última geração, mas tinham raça. Perto da cidade de Ho Chin, é possível visitar parte da intricada rede de túneis que os vietnamitas utilizaram pra poder se deslocar pela selvas sem serem perseguidos pelos americanos.

Cara, é uma coisa impressionante esses túneis. Eles são muito, mas MUITO estreitos. Pô, eu, com 1,63m tive dificuldade pra poder trafegar por dentro deles, imagina um soldado americano. Aqueles tuneis beiravam a perfeicao, cara. So pra voces terem uma ideia, mesmo que eles achassem, sei lá, um descendente de japonês ou algo do tipo pra poder enfiar dentro do túnel e colocar pra ir atrás dos vietnamitas, ele com certeza ia se dar mal, já que os túneis não seguiam um só caminho. Eles levavam a várias armadilhas e alçapões diferentes, logo, você precisava realmente conhecer o caminho se nao tava no sal.
Guia do parque demonstrando como entrar no tunel
Por essas e outras que, pra poder lutar contra “vietnamitas tatus”, pra “poupar tempo”, os americanos jogavam gás laranja nas entradas dos túneis ou simplesmente, para não dar muito trabalho, bombardeavam tudo com B-52. Mermão, eles mostraram pra gente uma cratera de um B-52, uma coisa impressionante. Deve ter pelo menos uns cinco metros de profundidade. Desse jeito acha qualquer túnel, fiquei com pena foi só das formigas.
Outra coisa que me interessou bastante foram as armadilhas que eles colocavam no meio da selva. De todos os tipos e designs, imperceptíveis, perfeitas para infligir dor e dano aos soldados inimigos. Cara, quem já jogou RPG ia ficar fissurado vendo aquelas armadilhas, parecia AD&D demais!!! Depois coloco o video de algumas delas pra voces verem.

Um maranhense sempre esta a espreita a procura do inimigo.
Só sei que eu também tava andando por lá e vez ou outra eu só escutava o barulho: PÁ PÁ PÁ PÁ. Eu ficava pensando: – Será se os bichos resolveram reviver a guerra e saíram pra matar todo mundo? Pô, era real demais, cara! Parecia barulho de bala mesmo. No final fui descobrir porque parecia tão real. Eles tinham alguns fuzis do tempo da guerra e vendiam balas, caso você quisesse mandar ver em uns barrancos que tinham por lá! Rapaz, deu vontade viu?? Só não comprei e fui lá atirar porque o pacote de 10 balas custava a bagatela de 13 dólares ¬¬ Mas pô, os caras tinham até uma AK-47! Mermão, eu nunca na minha vida achei que um tiro de fuzil fazia tanto barulho!
Quem nunca pagou um cofrinho na vida? Se for nos tuneis de “Cu Chi” ainda.. E viva os trocadilhos infames
Mas no final, o que mais me marcou e o que mais me deixou feliz foi que, cara, ELES SERVIRAM MACAXEIRA PRA GENTE!! Não sei como vocês falam por aí, mandioca, aipim, tapioca ou o que for, mas no Maranhão é macaxeira!! Éguas doido!! Pirei demais!!! Desde o Brasil que eu não comia macaxeira!! Achei que mandioca só tinha no Brasil

Comentarios comentados…

Como ja falei, como tem varias perguntas e colocações que aparecem na parte de comentarios parecem ser pertinentes para todo mundo, vou responder por aqui.
1 – Bali é igual aquela ilhazinha da Tailândia que nem polícia tem?…

Cara, essa foi uma questao que eu fiquei me perguntando por um bom tempo. A ilhazinha, no caso Ko Chang, e’ apenas uma ilha com varias vilas diferentes e com uma populacao minuscula, por isso nao tem policia e se tiver, parece nao funcionar. Ja Bali e’ uma ilha imensa com 3 milhoes de pessoas, logo, claro, tem ter policia. O que parece e’ que a policia nao parece ser algo tao eficiente, a nao ser em momentos em que ela possa extorquir algum dinheiro de turistas, como no caso das carteiras de motoristas. Ainda vi uns policiais patrulhando pelas ruas de Kuta, mas nunca vi nenhum deles entrando pra separar as diversas tretas que ocorrem todas as noites.
2 – o melhor dos videos depois do conteudo mostrado eh o tributo ao velhas virgens muito loko!mais fala ae na moral.. num da vontade de fica fumano back e curtindo uma paisagem dessa o dia todo? xD
Nao, hehehe. 🙂


3 – Pedro postou: iiih, hoje é meu aniversario heinespero que no proximo post tenha um parabens para mim!

Feliz aniversario atrasado, Pedro (serio, esse blog ta ficando cada vez mais almoco de familia, hehe)
4

4.1 -Jane borges postou: OPÁAAAAAAAAA PARA TD QUE EU QUERO DESCER!GALERA 0,50 CENTAVOS A CERVEJAISSO É UM PARAÍSOHEHEHE E EU QUE PENSAVA EM COMEMORAR A MINHA FORMATURA INDO D MOCHILÃO CONHECER AS PIRÂMIDES DA AMÉRICA DO SUL , MUDEI DE IDÉIArssrsrsBJS

4.2 – Nande postou: 50 centavos a cerveja!?!?!?!?!Me dá o endereco que to indo agora!!!!Caracas!!! eu pago quase R$ 30,00 em um copo aqui na Suécia.100,00 Kronos um copo de cerveja…Por isso que a galera aqui só bebe bebida forte. rsrsr
Nessas horas eu lembro do boteco fundo de quintal que fomos ontem. A jarra de dois litros e meio de cerveja custava 1,75 dolares. DOIS LITROS E MEIO!

Se liga no sorrisão da galera.

Essa Asia cada vez me encanta mais.