Histórias de quem vende livros

Peguei um ônibus do aeroporto para o centro do Rio fim de semana passada quando fui às Olimpíadas. 
Quando estava para descer em Botafogo, escuto alguém gritar “Claudiomar, Claudiomar” dentro do ônibus. Olhei e vi um cara que eu não tinha a mínima idéia de quem era. Ao ver minha cara de quem não tava entendendo nada ele me falou: “Comprei seu livro! Sou o Sandro!”
Mano, que coincidência! Fazia menos de duas semanas que eu havia enviado um livro para casa dele. Detalhe, o Sandro mora em Sergipe! Qual a probabilidade da gente se encontrar em um busão em pleno Rio de Janeiro?
Escrever às vezes é uma tarefa custosa e ingrata, mas me traz satisfações peculiares como essas! Mano, que legal!
Histórias de quem vende livros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s