Perú da discórdia e ilustre dee jay desconhecido

Tens dias que parecem que foram feitos para dar errado. Anteontem (3 de janeiro é pra ficar na história) foi um dia que ilustrou perfeitamente o que eu quero dizer.

No dia 3 de janeiro, depois de olhar orkut, e-mail, meu flogao e etc… Abri o Notepad disposto a escrever o blog dessa semana, só que dessa vez num dia só. Não deu outra. Comecei a escrever loucamente sobre como foi o meu Natal e como foi o meu ano novo aqui em Sydney. Linhas e linhas de histórias loucas, “chapéis de otário é marreta” e etc.. Depois de aproximadamente uma hora e meia escrevendo meu blog o que acontece? Tchhuuuuuffff!!! FALTOU LUZ!!!!!! E o melhor, por eu estar escrevendo no Notepad E NÃO NO WORD (que tem auto-save) perdi TUDO O QUE HAVIA ESCRITO!!! Confesso que fiquei muito injuriado na hora que isso aconteceu, muito PUTO mesmo, pois, querendo ou não, eu tinha acabado de jogar uma hora e meia da minha vida fora. Não aguentando de raiva, resolvi que seria melhor dar uma desestressada antes de começar a bater nas portas do restaurantes à procura de emprego e, nada melhor pra desestressar, do que dar aquela passada no FLIPER!! Fui lá e só pensei: Quer saber? Tou de saco cheio. Hoje não vou gastar só 2 dólares como de costume, hoje eu vou gastar é 5 dólares no Fliper!!! Tirei as minhas coisas, coloquei tudo no chão e mandei ver na metralhadora. Depois de mandar vários e vários terroristas para o inferno, me encontrava mais calmo e resolvi que seria uma boa se eu descesse para as agências de viagem e desse uma olhada nas tarifas das passagens pra Perth (uma cidade daqui da Austrália que tou pensando em visitar). Passei em umas 3 e depois de me deparar com alguns preços salgados resolvi deixar a idéia de lado e começar a procurar emprego. No caminho resolvi parar para comer um salgadinho e quando coloco a mão no bolso vem aquela pergunta: AONDE DIABOS ESTÁ MINHA CARTEIRA? Caraca, começou a bater o mesmo desespero que bateu em mim, na mesma época do ano passado, no mesmo mês de janeiro, só que em 2005 em Porto Alegre naquele maldito Fórum Mundial Social. Voltei e passei em TODAS as agências de viagem que eu havia visitado e minha carteira não estava lá. Voltei na escola e minha carteira não tava. Quando começou a bater o desespero lembrei de voltar lá no fliper pra procurar minha carteira. Quando cheguei fui logo perguntando pro carinha das fichas se ele tinha visto a minha carteira. Qual não é a minha surpresa quando o cidadão a tira do balcão, confere minhas fotos e a me entrega de volta. Quando fui conferir o que tinha dentro, claro, o miserável que achou minha carteira e devolveu pro balconista, se deu ao trabalho de antes de devolver a mesma levar de gorjeta os meus trinta dólares em notas e, sem piedade nenhuma, ainda abriu a minha bolsinha de moedas e fez o favor de levar os meus DOIS E TRINTA E CINCO CENTAVOS DE DÓLARES EM MOEDA!!! Tá pra nascer um ser mais miserável que esse!! Putz, depois de ficar mais aliviado que pelo menos minha carteira já se encontrava novamente comigo e todos meus cartões de banco também, resolvi que não teria hora melhor pra procurar emprego. Entrei no primeiro pub que eu vi e perguntei pro primeiro cara que trabalhava lá se os bichos tavam precisando de alguém pra trabalhar. O cara só começou a perguntar: Tem tax file number? Sim, Tem RSA (certificado emitido pelo governo, obrigatório a quem quer vender bebidas alcóolicas, custa módicos 70 dólares)? Sim, Fala Inglês? Sim. O cara abriu o sorrisão e falou: Então espera cinco minutinhos aí que a gerente já vem pra falar contigo, temos emprego pra você. Eita, mas que eu fiquei muito feliz nessa hora!! EMPREGO!! JOB!! WORK!!! Vou voltar a trabalhar!!! Eu fiquei lá esperando, mais ansioso que anão em comício. Passa dez minutos, quinze.. vinte.. meia hora… 45 minutos.. UMA HORA DEPOIS aparece a gerente com cara de bosta e fala: Desculpe, não temos emprego pra você. Caraca, depois dessa eu só botei a mão na cabeça em sinal de desespero e voltei logo pra casa, disposto a dormir BEM CEDO pra poder esquecer este dia. Pense num dia que deu tudo errado? Arf…

Mas beleza, agora vamos falar de como foi o nosso Natal. Vários amigos me convidaram pra várias ceias diferentes, depois de avaliar as mais diversas casas onde aconteceriam os jantares (é cara, eu sou pop mesmo. Comigo é assim, cada sorriso, um flash!) acabei optando por passar o natal na casa do Neto, Grazi, Fred e Fernanda. Dentre os fatores que me levaram a esta escolha, estava o fato da casa ser a que a teria a maior concentração de nordestinos e também a maior concentração de pessoas que iriam falar inglês (2 estrangeiros pra 20 brasileiros). Foi muito legal, a galera super gente boa, dançamos Ivete a noite inteira (tá, eu tenho esse meu lado negro), comi MUITO!! Nossa, mas eu parecia um cupim comendo, não parava de mastigar e ainda troquei uma idéia massa em inglês com o brother holandês que se encontrava no jantar. Acho que a melhor parte do jantar foi a hora que começaram a servir e eu senti falta do nosso peru (sem trocadilhos, por gentileza) de Natal, resolvi perguntar ao Neto o que tinha acontecido e ouvi um dos fatos mais engraçados da noite. Ouvi o Neto me contar como havia caído no GOOLPPE DO PERU!!! Netão, feliz da vida, esses dias resolveu sair em busca de um Peru (eu disse SEM TROCADILHOS!!) pra poder levar para a nossa ceia de Natal, eis que o cidadão descobriu um local que vendia Peru temperado e tudo, pronto pra colocar no forno e servir no Natal. Chegando lá, o nosso amigo Baiano entra na loja e é avisado pelo nosso atendente que não havia mais Perus pra vender, mas que, se Neto deixasse 10 dólares na mão dele como “reserva” pra quando chegasse o Peru, Neto só teria que pagar uns 40 dólares a mais e partir pro abraço. O que aconteceu? Neto doido pra meter a mão no Peru (tá, desculpa, eu não resisti!) deu os benditos 10 dólares pro cara. Quando foi dois dias depois pra buscar o Peru de volta o que aconteceu? Loja fechada e nada do pobre do Neto ver o nosso Peru (nossa, tenho que tomar cuidado quando escrever), resultado.. GOLPE DO PERÚ!! Custou 0,05 centavos de dólares a mais para cada um e acabamos comendo strogonofe, que por sinal estava delicioso, mas apesar de tudo, a máxima chapéu de otário É MARRETA!! Se fez presente novamente. Se alguém da casa da Fernanda, Graziela, Neto e Fred estiver lendo isso aqui, fica aqui os meus sinceros agradecimentos pela ceia de Natal

NOSSA!!! Uma hora escrevendo, peraí que eu vou salvar…

Voltando… Agora a melhor de todas. O bom do Natal é que o mesmo é uma festa de final de ano em que você reúne pai, mãe, tio, irmão, periquito, cachorro, papagaio… e todo mundo se abraça, chora e comemora bastante por estar junto. O ano novo já é algo diferente, você reúne os seus piores amigos, os mais crápulas, as suas amigas mais piriguetes e sai em desvairada farreando e se divertindo pra começar BEEEM legal o próximo ano. Pois é, aqui tínhamos o agravante que estávamos em Sydney e portanto todo mundo queria pirar MUITO no final desse ano. A galera, como não poderia deixar de ser diferente, desde os primeiros dias que pisaram aqui em Sydney já estavam planejando como iriam passar o seu ano novo. Só sei que ficamos tomados por uma empolgação indescritível quando foi noticiado em rede nacional aqui na Austrália que estava confirmado para tocar na praia de Bondi Beach (uma das mais badaladas daqui de Sydney) durante a virada do ano ninguém menos que.. QUE?????? QUEEEM??? FAT BOY SLIM!!!!! Isso, você leu direito!!! Faaatt Booyyy Sliiimm!!!! Fat boy slim iria tocar nas areias de Bondi Beach em plena virada do ano!!! Como dizem os paulistanos: IRRRAAAADOOOOOO!!!!!

Nota do tradutor: Se você fez essa cara de “quem diabos É ESTE CORNO?” quando noticiei em letras garrafais que FAT BOY SLIM vinha tocar aqui no final do ano, saiba que esta foi a mesma cara que eu fiz quando todo mundo me falava, empolgadíssimo, que ele iria tocar na virada. QUEM DIABOS É FAT BOY SLIM?? Eu me perguntava. Confesso que nunca tinha ouvido falar em tão grande figura, mas, apesar de nunca ter ouvido falar desse infeliz (inclusive dei uma checada no google e o máximo que descobri sobre o mesmo foi que ele tocou na festa de casamento da Cicarelli e do Ronaldo), comecei a ficar feliz contagiado pela empolgação da galera.

Só que havia um problema, um show desta magnitude não ia custar tão barato, mas para passar o ano novo com todos os meus amigos eu estava disposto a até fazer um esforço. Mas quando saiu o preço da entrada eu até me assustei!! 106 DÓLARES (algo como uns 180 reais) NO SECO!!!!

Nota do tradutor para as pessoas mais velhas e para a senhorita Irene: A turma jovem costuma falar que vamos pagar uma certa quantia, geralmente absurda, NO SECO!!! quando a entrada de uma festa tem um preço que, usando o jargão da Dona Florinda, custa os olhos da cara e nesta quantia, que custa o olhos da cara, só está incluso o acesso ao local, logo, se você quiser tomar uma reles água ou comprar algo pra comer, terá que desembolsar uma quantia mais exorbitante ainda.

Pois é, o show custaria 106 dólares NO SECO!!!! Nessa hora eu só pensei.. Primeiro: Minha mãe é uma bela senhora malhada e não uma égua, segundo: meu pai não é lá tão bonito, mas não é ladrão e terceiro: Eu sou resultado de uma mistura de paraibano com maranhense e não um mix de burro com jumento pra poder pagar 106 DÓLARES NO SECO!!!! Mais eu não pago 180 reais por uma festa nem que ressucitem o Raul Seixas, o Cazuza, o Luiz Gonzaga, o Renato Russo e os coloquem pra fazer um “Claudiomar in Concert” na praia do Calhau em São Luís (que por sinal é muito mais bonita que qualquer praia do mundo)!! Pois é, depois de vários amigos tentarem me convencer inutilmente a ir, percebi que talvez iria passar o ano novo sozinho. Pra piorar mais ainda, descobri posteriormente que os brothers não conseguiram pagar 106 dólares no ingresso, já que a primeira remessa se esgotou em menos de uma hora, logo todos tiveram que pagar 136 DÓLARES NO SECO!!!!, Valor da segunda remessa. Isso porque eu ainda lembro do Yves tentando me convencer e vendo se eu não mudava de idéia e comprava um ingresso da última remessa que estava custando, módicos, 250 dólares. Ah sim, ia esquecendo.. NO SECO!! Intervalo pra poder salvar… rapidinho… tá salvo, vamo continuar…


Pois é.. Como não podia ser diferente, a cada dia que passava e o ano novo se aproximava comecei a perceber que eu estava correndo o sério risco de ter que passar o meu ano novo sozinho. E não deu outra. Quando foi no dia 31 de dezembro, comecei a perceber que praticamente TODOS, mas TODOS os meus amigos iriam para este maldito show e eu estava condenado a ir para a Ópera House sozinho. Pra melhorar ainda mais o Penny (chinês que mora comigo), me alertou que, devido ao grande fluxo de turistas na véspera do ano novo em Sydney, eu só iria conseguir espaço para ver os fogos da Opera House se fosse cedo, mas MUITO cedo pra lá. Ele me falou que ano passado ele foi pra lá UMA DA TARDE e quase não conseguiu ver nada de tanta gente que tinha lá esperando os fogos da MEIA NOITE!! Só pra vocês terem uma idéia, eu dei uma chegada no Botany Park (que fica ao lado do local dos fogos) dois dias antes e já haviam pessoas acampadas esperando os fogos. A coisa tava feia mesmo. Tudo bem, o que é um peido para quem se encontra cagado? No sábado do ano novo, resolvi descer pra Ópera House às 15:00 pra ver como estava lá, se estivesse muito cheio eu ia pra casa e nem voltava mais, se estivesse vazio, eu voltava em casa, pegava minhas coisas e ficava lá acampado esperando começar. Qual não foi a minha surpresa ao notar que às 16:00 os arredores da Ópera House estavam quase que VAZIOS!! Só uns gatos pingados acampados esperando pelos fogos. Putz, fiquei felizaço e comecei a procurar a saída da Ópera House pra poder voltar pra casa, pegar as minhas coisas e voltar para lá para esperar os fogos. Quando eu tava indo embora, do nada, eu encontro um conhecido indo em direção à Opera house, fui conversar com o sujeito e descobri que ele tava lá com uns amigos DESDE AS DUAS DA TARDE guardando lugar pra ver os fogos. Depois de conversar com ele fui lá pra ver os outros e ficamos trocando uma idéia por mais ou menos meia hora. Como vi que já estava ficando tarde, resolvi ir logo pra casa pegar minhas coisas pra poder voltar pra lá. Me despedi dos caras e me foi solicitado que eu trouxesse de casa um baralho para podermos jogar um truco enquanto aguardávamos os fogos. Saí correndo em direção a primeira parada de ônibus e qual não é a minha surpresa ao descobrir que TODOS os ônibus iriam parar de circular às 16:30. Detalhe importante: ERAM JOGADOS, REDONDOS, 5 DA TARDE!!! Ai que reiva que deu na hora!! O jeito foi descer pra casa andando, ou melhor, correndo. Corri em casa, peguei uma calça e uma camiseta (pois depois dos fogos íamos descer pra alguma balada), o baralho e voltei pra lá. Agora vamos parar para explicar algumas coisitas mais.

Depois que o honorável ministro da Justiça australiano declarou em rede nacional para a Austrália e o Mundo inteiro que um ataque terrorista na Austrália seria inevitável (a Austrália tem tropas no Iraque e não pretende tirar de lá tão cedo), os australianos agora tem mais medo de atentado terrorista do que indiano tem medo de banho. Pois é, e esta é uma das explicações de porque a Ópera House estava tão vazia: O medo de um atentado terrorista. Mas como a galera aqui não brinca quando a relação é segurança a cada 100 metros que você andava em Circular Quay, ponto turístico de Sydney onde se encontra a Ópera House, você tinha que parar para que os guardinhas abrissem sua bolsa e procurassem por sinal de bombas ou alcóol (que não era permitido). A coisa tava feia mesmo.

O mais engraçado foi que, depois de passar por milhares de barricadas, quando reencontro os bichos na Ópera House, vejo que tinha uma galera que tava mais ligada que celular de preso. E claro, quando eu olhei que aquela galera PINGUÇA se encontrava com várias garrafas de dois litros de Coca-Cola eu comecei a estranhar. Quando abri a primeira Coca e senti o cheiro vi logo o que era. Os safados compraram 2 litros de Vodka, 6 litros de refrigerante e só saíram misturando e colocando de volta na garrafa de Coca, na hora que os guardinhas abríam a mochila, eles só olhavam a garrafa, mas não cheiravam. Resultado, alcóol de graça pra noite inteira. Quando olhei no relógio vi que ainda eram 18:30. Depois de meia hora jogando truco com os bichos começou a bater uma tristeza indescrítivel. Eu tava lá, ia passar um dos melhores ano-novo da minha vida, SOZINHO. Todos os meus amigos, brasileiros e estrangeiros, iam passar o ano-novo no show daquele CORNO, o Jonas ia chegar muito tarde e não ia conseguir ter acesso ao local da Ópera House que eu estava, pois já tava lotando e ninguém mais tava entrando e eu ia ter que passar o ano-novo com aqueles caras, que, arf… os bichos eram muito chato, enjoado mesmo. Só falavam merda e ficavam querendo tirar onda pelo fato de eu ser maranhense, o que, se é uma pessoa que não tem tanta intimidade comigo, me deixa deveras irritado. Mas depois pensei, ruim com eles, PIOR sem eles, pois pelo menos eu tava jogando truco. Quando não é a minha surpresa, acontece o momento mágico, diria SUBLIME. Meu celular começa a tocar, atendo, reconheço a voz do Yves. Quando eu menos espero, ele só fala: DESCE PRA CÁ PRA CASA QUE TEM UM INGRESSO PRA VOCÊ! Precisei pedir pra ele repetir mais umas três vezes pra eu poder acreditar. – Como assim, cara? Ingresso de 130 dólares, de GRAÇA??? É, vem logo. Rapaz, pense num menino que ficou mais feliz que cachorro de rico?? Caraca, deu uma vontade de, na hora que eu desliguei o celular, virar pros miseráveis que estavam comigo e mandá-los gentilmente tomar naquele local que o sol não bate, mas me limitei a mandar um “falow galera, depois pego o baralho, tou indo”.

Saí voado pra poder pegar o trem e descer pra casa dos bichos. Chegando lá, tava todo mundo me esperando, eu deixei minhas coisas lá: carteira, máquina digital, bolsa e etc.. Só coloquei a Identidade e vinte dólares no bolso, pois, apesar de ter sido de graça, o show ainda era NO SECO!!! Peguei minha pulserinha e desci direto pro show. Ao chegarmos, uma galera entrou pela porta da frente e eu, sem entender porque, entrei pela porta de trás. – Deve ser porque eu sou a estrela do momento, é pra evitar tumulto – eu pensei. Mas não. Quando eu fui ver, na pulserinha que me deram pra entrar tinha escrito “staff” (organização). Depois o Yves foi me contar a história. A Ju (amiga nossa ssuupperrr gente boa, te amo Ju!!) trabalha para o cara que ia controlar o bar do show e ele concedeu pra ela 3 pulserinhas de organização, iguais às que os caras que estavam trabalhando no bar usavam. Ela podia entrar de graça e vender pra quem quiser. No início ela tentou me vender, mas depois ficou com pena de mim e resolveu me dar de presente de Natal. Tá vendo? Ser pop às vezes faz você perder o emprego, mas às vezes faz você ter amigos de bom coração. Ironia do destino foi que no final eles nem conseguiram vender todos, venderam só um e outro se perdeu, dá pra acreditar?

Voltando ao show. Fomos entrando e lá começou a piração. Como este tinha sido um dia pra dar tudo certo (incomum aqui na Austrália), descubro que, além da Ju, o Yves também trabalhava pra esse cara e, o Yves além do ingresso, poderia pegar o que quisesse no bar. Pronto, ingresso de graça no show do Fat Boy Slim e comer e beber o que quisesse a noite inteira, tinha como ser mais perfeito? Tinha, vamos continuando. O show em si pra mim não teve nada demais. A galera pirou o cabeção geral ouvindo o o Fat Boy Slim, ilustre desconhecido pra mim, logo, por não conhecê-lo para mim foi como uma rave qualquer, uma rave aqui ou em São Luís, galera dançando e talz. Foi legal em si porque eu estava com TODOS os meus amigos e a mulherada tava insana. Eu só consegui beijar algumas poucas, mas os amigos mais “rolo compressor” beijaram nas dezenas, sério, a rave parecia carnaval no Maranhão, só que uma concentração consideravelmente menor de mulheres feias e sem dente. E também o show foi legal porque eu só conseguir ver a metade. Não sei porque, mas eles quiseram inovar, se em todo o planeta os caras colocam o palco bem acima da galera, porque nesse a gente não coloca abaixo? Inteligente, né? Assim, os menores, que nasceram pra se ferrar não conseguem ver o show. Pois é, não deu outra, não consegui ver direito o cara tocando, só conseguia ver quando pedia pro Eduardo ou alguém mais forte me colocar nos ombros, mas isso, claro, tinha o pesado preço da reciprocidade. Depois eu tinha que levantar o bicho de volta e aí já viu, né? No outro dia amanheci com os ombros tudo arrebentado. Pois é, no fim do show, foi só sair catando a galera bêbada e jogada na grama. O mais engraçado é que todo mundo resolveu que, na hora de ir embora, iríamos de “maloqueiro”. Rancamos a camisa (depois de 7 kilos mais magro isso deixa de ser problema), tiramos o cinto e saímos andando no meio da rua, parecendo um bando de maloqueiro. E claro, maloqueiro tem que arrumar confusão. Tava todo mundo indo de boa pra casa e o Edu (o maior da galera) tava bêbaço e quem ele via na rua ele mandava: Happy New Year. A gente de saco cheio já foi deixando ele pra trás. Aí, do nada, ele falou “happy new year”, pra um molequinho que tava no meio da rua com a namorada, o moleque, do nada, despirocou e queria por que queria bater no Edu. Mais tava voando as penas do menino pra todo lado. Agora o detalhe mais importante, o moleque era MAGRINHO e não devia ter mais que 1,75 m. Mas ele, querendo se amostrar pra namorada, queria bater no nosso amigo Ogro. Rapaz, mas descemos correndo, 6 machos sem camisa, MALOQUEIROS, pra cima do moleque. Não que tivéssemos com a intenção de espancar, rancar as tripas deles e botar do avesso, mas fomos pra ver o que tava acontecendo e claro, não deixar o Edu matar ele de porrada. Por incrível que pareça, eu tava preocupado era com o que tava “querendo bater”. Rapaz, quando o moleque viu aquela massa de maloqueiros correndo pra cima dele, ele saiu correndo, mas correu numa velocidade, parecia o Rubinho e ainda deixou a namorada dele SOZINHA (!!!) assustada. Deu muita vontade de rir na hora, vendo aquela cena cômica, aquela menina, mais murcha que alface no fundo da geladeira, tremendo de medo. Como eu era o menor (assim ela não poderia achar que eu ia também querer bater nela) resolvi chegar lá e pedir desculpas por ter espantado (?!) o namorado dela e, claro, deixar bem claro que nós só descemos correndo pra poder segurar o Edu. Não aconteceu nada, mas que esses meus 15 minutos de maloqueiro foram engraçados, foram sem dúvida. Mas acha que terminou? Nunca termina, depois descemos pra casa do Yves e companhia e acabou que ficamos curtindo lá até 10 da manhã, hora que fui pra casa pra poder dormir. E esse agora entra como um dos melhores anos novo da minha vida, o ano novo que desci pra um show caríssimo de graça, comi e bebi sem pagar nada e ainda por cima curti pra cacete com os brothers.. uhaeuhaeuhaae

chegando em casa, no outro dia, foi só ter conhecimento que toda a família do Jonas havia chegado, mas isso fica pro próximo post, este já tá muito grande..

obs: galera, dessa vez vai ser sem foto, esqueci a máquina na casa do Yves e não gostaria de ter que atrasar mais ainda o post, por isso, assim que eu pegar, eu apago esse post e reposto com fotos…

abraços maranhenses

obs2: não era pra entrar nesse blog de agora, mas eu tenho que falar.. Caraca… ontem eu vi um filme do ZÉ DO CAIXÃO NA TV!!! Pra ver a história inteira, acessem o flog: http://www.flogao.com.br/claudiotralia

Mais outro emprego diferente e virando playboy

Caraca… mais uma vez dois blogs em uma semana..

Foi malz, galera, mas e’ que esses dias, pra variar, esqueci os arquivos do ultimo blog na escola, e pra ficar melhor ainda, a escola nao abriu na Segunda e nem hoje (terca feira), logo tou tendo que escrever em casa, pedi o notebook do nosso amigo chines emprestado e tou penando um pouco, parte pelo fato do teclado nao ter acento, parte por todas as sessoes das barras de tarefas estarem em mandarim, logo, quando quero mudar alguma coisa, tenho que pedir pro Penny que ta comecando a ficar de saco cheio…
Mas vamos comecar logo o nosso blog..
Caraca… acreditam que eu ainda nao consegui emprego? Eu tou ficando mais agoniado que barata de cabeca pra baixo… Ao contrario das vezes passadas que eu fiquei na pendura, que amigos conseguiram me indicar algo, dessa vez o bicho pegou de vez, tanto pelo fato de eu estar quase 3 semanas sem trabalhar, tanto pelo fato que nada parece surgir num horizonte proximo.. sabe aquela luz no fim do tunel? Pois e’… ela ta BEEMM longe… tou entrando num mato sem cachorro.. Mas beleza, sempre lembrar que esperanca e’ a ultima que morre, mas MORRE!!!
Por estar nessa bela vida de desempregado, comecei a ficar desesperado e ai nao teve outra.. Com pena do meu estado, meu pobre amigo Rodrigo perguntou se eu nao queria substitui-lo no trabalho, ja que ele teria que faltar um dia por ter perdido seu passaporte e ter que ir buscar no consulado brasileiro na terca.. Eu que, esses dias, ando topando tudo, nem pensei duas vezes, so falei VAMO. – Mas Claudiomar, o servico e’ pesado. – Relaxa, velhinho, malhei por 2 anos no Brasil, sou maranhense e entrocado (marrento nem um pouco). Vamos la…O trabalho era muito simples, acordar 5 da manha e fazer entregas com uns amiguinhos deles. A entrega consiste em placas de gesso que posteriormente servirao de parede para casas, ou seja, sao pequenas placas de 4 a 6 metros que pesam, se nao me engano, entre 30 e 50 kilos.. servico mais facil que encontrar barata na nossa casa e ainda ia ganhar 120 dolares em um dia. Negocio da China, digo da Australia, diz ai?

So que omiti um detalhe, nosso amigo rodrigo e’ jogador de Rugby no Brasil, tem 1,80 e malha a quase 3 anos. Apesar disso tudo, adivinha qual e’ o apelido dele no trabalho?? SMALL BRAZILIAN!!! Caraca, o bicho E’ O MENOR DE TODOS QUE TRABALHAM COM ELE!!! DA PRA ACREDITAR? E’, eu tambem nao acreditei de inicio quando ele me falou isso, confesso que levei na brincadeira, mas quando eu entrei no caminhao que ia fazer a entrega, eu confesso que comecei a ficar com medo. Primeiro que o outro parceiro de trabalho do Rodrigo e’ o nosso velho conhecido companheiro Eduardo, aquele de 1,83 e todo inchado que tambem joga Rugby no Brasil e que parece o Brunao em Brasilia (pega todas as mulheres). Rapaz, quando eu entrei no caminhao e vi a crianca que dirigia. O cidadao se chamava Erick, um simpatico NEGAO de aproximadamente 1,95 m de altura e, caramba, sem brincadeira, o braco da crianca devia ser da largura da minha coxa.. O bicho era aquele rapaz que na academia a gente chama de ‘cara egua’, porque quando tu olha pra ele tu fala: “Egua doido, olha o tamanho daquele monstro”. Nota do tradutor, Egua em portugues maranhense e’ uma interjeicao de espanto, surpresa, de sentido parecido com o ‘NNOSSAAA’ paulistano ou o ‘CARACA, VELHO’ brasiliense. Pois e’ o bicho era COISA DO DEMONIO. Eu juro, na hora que o Edu abriu a porta do caminhao e dentro dele adentrou (pleonasmo como figura de linguagem, com o sentido de enfatizar, eu sei que adentrar dentro fica feio..) aquele maranhense 1,63 DE PURA EMOCAO, empilhado de TECIDO ADIPOSO, sendo que a unica coisa que se destacava como grande no meu corpo era a minha cabeca, eu vi que o cidadao nao ficou la tao satisfeito. Rapaz, mas e’ serio, o cidadao so olhou pra mim, soltou um good morning muxoxo e continuou dirigindo. Mas fomos la, pro nosso belo dia de trabalho. Quando eu achava que estava no fundo do poco, Erick me deu uma pa pra eu poder cavar mais fundo. Fomos buscar um outro cidadao, que nao lembro o nome, mas so lembro da monstruosidade que era o bicho. Ele nao era tao alto, talvez fosse da altura do Edu, mas so a batata da perna do bicho deveria, LITERALMENTE, ser do tamanho da minha cabeca (e’ cumpade, era algo ignorante mesmo). So pra voces terem uma ideia, o bicho foi jogador de Rugby da primeira divisao de Sydney e agora se encontra aposentado. Tou falando de jogador de Rugby, nao de jogador de futebol. Jogador de Rugby, meu amigo, so aberracoes podem ser. Entao estava la, o Edu, o negao monstruoso, o nosso ex-jogador de Rubgy e EU!! Nao precisa falar como foi o trabalho, ne? Um total desastre… Pra comeco de conversa, fui selecionado pra ser do time do menorzinho, o pobre negao com o braco do tamanho de minha coxa.. Na hora que eu subi no caminhao pra irmos so nos dois, eu e ele, o bicho so vira pra mim e fala: I got you, man!! Uhuaehuae.. Beleza.. descemos pra uma construcao pra descarregar as placas eu e a criancinha. Chegando la o cara falou: Claudio, nao se preocupa, tudo aqui voce nao tem que fazer muita forca (risada sadica), tudo e’ so tecnica, e’ so esticar o braco desse jeito (o braco do bicho era o dobro do tamanho do meu) e carregar a placa. Easy job. Rapaz… pense num menino que comecou a penar… Primeira placa que eu carreguei ate que foi de boa, na segunda eu ja fui dentro do caminhao para pegar uma luva pra minha mao porque eu nao aguentava mais, na terceira eu ja tava bufando, quando foi na quinta o que o Negao fala pra mim? AGORA VAMOS PEGAR DUAS PLACAS AO MESMO TEMPO? Eu olhei pra ele com aquela cara de: Vem ca, meu filho, TU TA DE SACANAGEM? Eu so mandei, um, “melhor nao, cara”. O cidadao nao ficou muito feliz, mas continuamos so com uma mesmo, cabou que ele pediu ajuda pra uns peoes que tinha na obra e os bichos ajudaram a descarregar. Quando termina, ta eu la, ACABADO de cansado. Pergunto pra ele quantas ainda teremos que descarregar. Qual nao e’ minha surpresa quando descubro que ainda teremos mais 4 PRA DESCARREGAR e aquela tinha sido uma SMALL delivery. 

Rapaz, na hora deu vontade de falar pro bicho me deixar na parada de onibus mais proxima pra eu poder voltar pra casa, mas na hora lembrei da pendura em que estava envolvido e resolvi es

perar o que o dia ainda tinha pra me oferecer. Descemos pra uma outra obra e la nos encontramos com o Eduardo e o jogador de Rugby aposentado e continuamos a descarregar. Depois de passar da primeira fase, a brincadeira ficava mais dificil e, claro, tivemos que aumentar o nivel de dificuldade. Agora, ao inves de apenas pegarmos as placas e leva-las para dentro da casa, tinhamos que passar as placas por uma janela e coloca-las no chao. Ficamos eu e o Edu na parte de dentro e os dois na parte de fora, eles davam a placa e a gente puxava. Rapaz… teve uma hora que o jogador de Rubgy foi passar a placa pra mim, e eu puxei muito rapido, resultado, o sangue explodiu da mao do bicho.. Caraca, foi um corte MUIITTOO fundo. Corte do sangue, sem brincadeira, que comecou foi a PINGAR sangue no chao. Eu fiquei naquele dilema: Ajudar o bicho ou sair correndo com medo dele me encher de cacete? Preferi nenhum dos dois e resolvi ficar de longe, esperando pra ver o que ia ocorrer. Nessas horas a gente comeca a perceber que a raca dos pedreiros e’ uma raca a parte… Ce ta achando que o bicho fez alguma coisa? O cidadao so mandou um FUCK!! Pegou a primeira coisa colante que ele viu pelo caminho, no caso uma FITA CREPE, passou em volta da mao e continuou trabalhando como se nao estivesse jorrando sangue da mao dele. Os bichos so falando.. ei rapa, vamo fazer um curativo.. O cara so mandava um keep going e continuava pegando as placas.. isso e’ so pra voces terem ideia dos trogloditas que eu tava trabalhando.. Depois dessa segunda entrega, descemos pra fazer a terceira entrega… rapaz.. vou te dizer.. essa era pedreira, viu? A gente tinha que deixar as placas no segundo andar. O Erick so encostou o caminhao perto da casa e os bichos ficavam debaixo jogando a placa pra cima e eu e o Erick pegando… Esse foi o melhor de todos. Como o local era apertado, ficava dificil largar as placas no chao, logo o que aconteceu? Sem brincadeira, de todas as placas que nos entregamos eu devo ter quebrado quase a metade (as placas sao pesadas, mas sao finas, com 30 mm de espessura e uns 4 metros de comprimento). Na hora que a placa saia da minha mao e que caia no chao eu so via o desespero do pobre do Erick. Seria comico se nao fosse tragico a onomatopeia do servico, a placa saia da minha mao PLECK!!!! Depois do pleck so vinha o JESUS!!! do pobre do Erick… Eu so via a cara de desespero e arrependimento do cidadao toda vez que uma placa se partia no meio. Depois da terceira e mais desastrosa entrega, AINDA TINHAMOS A QUARTA!!! Fomos pra outra casa, mesmo jeito da outra, dois embaixo, jogam a placa pra cima, a gente pegava em cima e levava pra dentro. So que dessa vez eu nao quebrei nenhuma placa, fiquei ate um pouco orgulhoso de mim mesmo.

Essa foi a nossa ultima entrega do dia. Como voces sao leitores atentos, eu tenho certeza que voces notaram que eu falei que iriamos descarregar CINCO e nao quatro vezes. Pois e’, por causa que o papai aqui nao aguentou muito o servico, o pobre do Erick (que e’ o chefao mor da galera), teve que se conformar com varias placas quebradas e uma entrega a menos no dia, desnecessario explicitar que no outro dia ele so mandou um NUNCA MAIS TRAZ ESSE CARA NOVAMENTE pros nossos amigos Eduardo e Rodrigo “small brazilian”. Confesso que fiquei um pouco triste, pois, mesmo sabendo que eu nao ia aguentar de qualquer jeito, querendo ou nao esse foi mais um trampo que eu so fiz merda. Pelo menos consegui os meus suados 120 dolares no final da semana. Isso e’ pra parar de querer ser marrento..
Agora.. esses dias aconteceu algo na minha vida que me envergonho ate hoje. Apesar de voces estarem pensando isso, nao foi dessa vez que o Chines, que anda cheio de frescura pro meu lado, me pegou por tras… Meu lacre ainda continua aqui atras e nao vai sair daqui tao cedo. Eu tou falando que me envergonho porque dias desses eu virei playboy.


Tudo comecou quando fui convidado por uns amigos meus pra darmos uma chegada nas lojas outlets (algo como ponta de estoque) da Nike e da Puma. Essas lojas, sao lojas afastadas do centro da cidade, mas que sao onde os bichos colocam as pecas de roupas que sobram no estoque, logo elas vem com um preco bem camarada… Agora, se ja eram baratas, imagina como elas encontravam-se em vespera de Natal?? LIQUIDACAO!!! Todas as pecas com 40 por cento de desconto!! Nossa, eu e o Jonas ficamos parecendo duas gazelas, gritando LIQUIDACAO, LIQUIDACAO!!! E fomos correndo (literalmente, ja que preferimos nao pagar metro) pra

loja da PUma, deixando a da Nike pra depois… Rapaz.. o que era aquilo? Quando cheguei la, me deu vontade foi de comprar a loja inteira… Um bando de camiseta da PUMA mais barata que camiseta da C&A… Ficamos peruando dentro da loja umas meia hora, todo felizes e, claro, so comentando: Rapaz, imagina o Emanuelzinho (amigo nosso da UNB, fanatico pela Puma) aqui, ele ia ficar louco… Eu aproveitei pra comprar tres camisas pra mim no valor de 15 reais e um casacao massa que custou uns 40 reais. Nao satisfeito, fui convidado por um outro brother e desci uns dias depois pra uma loja da Nike. E la vou eu ficar pirado de novo.. a loja tava vendendo era nike shox por 75 dolares australianos (140 reais)!!! Pensei em comprar logo uns 3, mas como lembrei que esses dias me encontro sem emprego, resolvi o tenis mais barato da Nike que tinha por la.. me custou aproximadamente 80 reais.. e o pior que ele ainda e’ Nike Air e tudo. Depois, na hora de ir embora, nao satisfeito pelo estado deploravel e nojento de playboy que eu me enontrava, como todo bom playboy, parei pra comprar uma pulserinha da Live Strong, porque ninguem e’ de ferro..

que nojo de mim mesmo… triste fim de policarpo quaresma
galera… a escola agora so abre na outra semana.. logo o blog da semana passada vai ficar pra outra semana..
abracos maranhenses

Na Austrália, um maranhense mais enfurecido que a turba enfurecida

Esses dias eu vinha pensando o porquê de tanta gente gostar bastante do blog e me confidenciar que ainda dá muitas risadas acerca das minhas trapalhadas e desilusões aqui na Austrália apesar do tamanho cada vez maior das postagens. Certa vez li em algum lugar que não lembro (caramba… esse trecho não ficou nada superficial, uhaeuhu) e tive conhecimento de que o que povão gosta mesmo é de sacanagem (senão o Gugu não faria tanto sucesso) ou de ver neguinho se dando mal (haja vista o sucesso das vídeo cassetadas). Como não posso propocionar muitos momentos de sacanagem (afinal não sou nenhuma Fernanda Lima) só me resta é contar as minhas histórias se estrepando… Mas tou curtindo bastante, ver gente que eu nunca vi na vida, postando e falando que esta lendo meu blog… se puderem continuar, seria legal…
E pra começar o nosso blog dessa semana, vou contar uma notícia QUE NUNCA CONTEI ANTES!! O QUE??? O QUE??? MUDEI DE EMPREGO DE NOVO!!! ISSO!!! Mas, agora, ao contrário da nossa amiga almôndega gorda, dessa vez o cara foi mais rápido que o Alonso e já me jogou na rua antes mesmo que eu pedisse a minha demissão. Dá pra acreditar? O mais engraçado dos meus blogs é que os posts são como um gráfico de Seno ou Cosseno.. uma hora eu tou lá em cima, outra hora eu tou lá em baixo… Esses dias eu tava achando que eu sou que nem lombriga, se eu sair da merda, eu acabo morrendo… mas vamos logo a como foi a minha demissão…
Chego segunda no trabalho, mais feliz que criança em fábrica de chocolate e já vou cumprimentando a peãozada… Começo meu trabalho de boa, conversando com a galera e, claro, como de costume, tacando aquela zona. Depois de carregar caixas e caixas de sofás sou destacado pra trabalhar na zona do Jeff e do Michel, aqueles caras que eu falei que são super gente boa.. aí não deu outra, eu fui chegando, já fui tacando aquela zona com os caras, brincando e fazendo graça a todo tempo.. só duas coisas que eu deveria ter pensado antes de fazer isso: primeiro, aqueles caras são contratados e são empregados fixos do armazém, imprescindíveis para a produção da mesma, enquanto eu era só mais um maranhense; segundo: a zona que eles trabalham é justamente a zona que trabalha o CHEFE MOR do armazém, o coordenador-geral da bagaça. Beleza, eu cheguei lá e comecei a ficar zuando e conversando com os bichos, mas claro, sempre fazendo o meu trabalho, de repente eu só escuto o brasileiro falando comigo… maranhense, se liga que hoje o dono do armazém chegou aí e desceu uma esculhambação federal no coordenador.. hoje ele não tá flor que se cheire… eu falei: Beleza cara, valeu pelo toque. Fiquei me policiando um pouco quando ele me falou isso, mas depois logo desencanei, pelo fato do coordenador ser um dos caras mais gente boa lá de dentro.. Rapaz, não deu outra.. tava eu trabalhando com o Michel, tacando maior zona, o coordenador só veio lá de trás, bufando que nem um touro e só mandou um “GO OUT!!” pra mim.. rapaz, o bicho foi muito rápido, mais rápido que o Rubinho, eu só mandei um “por que?” muxoxo e o bicho só me manda um “PORQUE EU NÃO AGUENTO MAIS OUVIR SUA VOZ!!!”. Rapaz.. na hora deu uma vontade de rir do bicho, ainda tentei dar uma desdobrada: Então beleza, cara, tá bom por hoje, né? Ele só responde: Por hoje não, FOREVER (para sempre)!! Eu só pensei… FUDEU!! Só virei as costas e voltei pra casa mais murcho que alface no fundo da geladeira pensando na velha máxima de sempre: Chapéu de otário É MARRETA!! Voltamos a vida de DishWasher de Luxo e de King of the Junk Mail.. Pelo menos agora eu vou poder falar a vontade enquanto entrego os panfletos nas caixas de correio.. eu nem gostava de trabalhar lá mesmo.. uhaeuha
Eu esqueci de postar no blog passado.. Tommy, o chinês emanuelzinho, capou o gato, juntou as coisinhas, foi embora… Domingo quando eu cheguei de mais uma balada destruidora eu dou de cara com um bando de chinês folheando uma revistas de mulher pelada.. Na hora eu só pensei “QUE PORRA É ESSA?”.. caraca.. uma cena muito engraçada, o Penny babando olhando as meninas do jeito que vieram ao mundo e o melhor de tudo: O COREANO BABANDO, OLHANDO AS HISTÓRIAS E TENTANDO TRADUZIR OS CONTOS ERÓTICOS.. UHAUEHUhuaheuheauahuHUHAUEH.. rapaz.. depois desse bicho bater na porta do Tommy pedindo “Rice cooker” eu não achava que nosso pobre amigo inocente ia me propocionar mais risadas novamente.. rapaz.. muito engraçado.. eu só cheguei e o vi com os olhão esbugalhado (imagina aqueles olhos puxados esbugalhados que nem Anime?) e com o dicionário do lado tentando traduzir a revista de sacanagem.. Menino aplicado, né? Tentando melhorar o inglês dele… Rapaz eu ri muito.. eu só perguntei: Jun, WHADA FUCK ARE YOU DOING? E o bicho responde: Improving my english (melhorando meu inglês) uhauehae… eu ri muito, não contente, passa um tempo e o bicho me chama no quarto querendo saber qual era a tradução de “fuck my Pussy” porque não tinha no dicionário dele.. uhauhaee.. imagina eu tentando explicar isso pra ele? As revistas de mulher pelada o Tommy supostamente deixou pra mim como “recordação”.. o bicho foi embora e nem me despedi dele… No lugar do Tommy chegou um sueco que parece ser gente boa, mas é meio que na dele, não conversa muito com a galera não e só vive trabalhando…

Falando em ir embora, outro que foi de mala e cuia pra casa foi um dos nossos mais assíduos parceiros de balada.. O arthur capou o gato dele… foi embora o nosso parceiro.. E como não poderia deixar de ser, antes de ir embora ele chamou a galera inteira pra descer pra casa dele pra gente fazer uma despedida. Mas só

Um detalhe… ERA UMA QUARTA A NOITE!! Eu no outro dia tinha meu trabalho de Donkey maranhense e teria que acordar às 5:30 da manhã pra poder ir trabalhar, mas como brother é brother, resolvi que só uma noite dormindo umas 5 ou 6 horas não ia ter tanto problema. Descemos todo mundo em peso pra casa dele e começamos a fazer a despedida, na hora comecei a ficar animado, apareceram as já famosas brasileiras, TCHECAS (essa menina da foto, e’ uma delas… a que eu fiquei bandeando, mas infelizmente so ganhei beijo no rosto) e a nossa famosa amiga polonesa (que sabendo que eu ia pra festa, dessa vez, sabiamente, se vestiu de preto). Chegando lá a galera começou a curtir e, claro, todo mundo a encher a cara.. eu preferi ficar mais de boa e comecei a bandear a TCHECA (que por esses dias anda mais bandeada que Porco em época de feira). De repente, Arthur (já devidamente alcoolizado) resolve que quer de qualquer jeito descer pra praia pra tomar o seu último banho de mar em Sydney antes de ir embora.. Depois de muitas rodadas de negociação, resolvemos descer em peso pra praia. Não sei se já postei isso no blog, mas Sydney é uma cidade em que não se é permitido beber no meio da rua, você só pode beber em sua casa ou em locais fechados com a licença para tal. Beleza, acha que neguinho tava ligando pra isso? Desceu foi aquela turba enfurecida pra praia empunhando as suas garrafas de cervejas. Chegando na praia, um FRIO DE LASCAR, neguinho começou a se jogar na água.. Eu claro, ainda treinando meu inglês com a TCHECA, preferi ficar mais de boa… Muito engraçado a galerinha saindo de dentro d’água tremendo mais que vara de bambu verde.. uhauehahe… Depois a galera resolveu se empolgar e todo mundo se abraçou e começou a pular e a cantar Chico Buarque “Apesar de Você” (música tema que escutamos sempre que vamos sair pra balada). Não é que, do nada, só escutamos aquele alerta: POLÍCIA!!!! Rapaz.. quando vimos a polícia, todo mundo tacando zona, com garrafa de cerveja na mão, os bichos ainda estavam BÊBADOS… Eu só pensei “volto encaixotado pro Brasil amanhã “. A galera no desespero começou a CAVAR NA AREIA (!!!!) pra poder enterrar as cervejas no afã de não ser multado, depois daquela cena ridícula, de uma galera cavando na areia, veio o alívio, a polícia tava só fazendo ronda e preferiu não descer pra conversar conosco.

Depois de uma broxada dessa a praia ficou sem graça, resolvemos que teríamos que ir para outro local… Pensamos.. porque não irmos para o Beach Road (uma boite que tem aqui na praia)? Só um detalhe.. da galera que tava andando METADE tava de chinelo e METADE estava SIMPLESMENTE DESCALÇO. Ninguém saiu do apartamento do Arthur com o intuito de ir pra balada, nós saímos com o intuito de ir praia e voltar, tá explicado agora, né? Pois é, vamos voltar à balada. Na hora veio o questionamento, como fazer para entrar descalço numa balada que os caras enchem o saco quando você quer entrar de bermuda?
Começamos a refletir e caímos pra fila pra ver o que poderíamos fazer.. na hora não deu muito problema pra galera que estava descalça já que nem a galera de chinelo os seguranças deixaram entrar. Na hora ficamos tristes e começamos a refletir como poderíamos fazer para poder entrar na balada, demos umas voltinhas e olhamos uma gradezinha marota perfeita pra passarmos por debaixo dela, olhamos pra um lado, pro outro… rapaz, não deu outra, todo mundo começou a se enfiar por debaixo dessa grade e na hora que entrava na boate, saía voado pra pista de dança e ficava escondido lá dentro.. uhauehae.. eu na hora fiquei até com um certo receio de fazer isso, mas quando eu vi a polonesa passando por debaixo daquele grade sem nem pensar, eu vi que eu, maranhense, não poderia deixar uma eslava ser mais malandra do que eu.. Diria até que os meus parcos centímetros de altura ajudaram bastante na hora de passar por debaixo da grade.. uauehauh. Quando entramos, sabíamos que mais cedo ou mais tarde seríamos postos pra fora, afinal, descalços e com os pés cheios de areia, chamávamos bem a atenção na balada.. Então, o que fazer? Começamos a zuar GERAL!! Primeiro que a galera que tava de chinelo, se solidarizou com os sem-chinelos e doou um lado da chinela e ficou todo mundo na balada andando com um pé calçado e outro descalço.. uhuahe.. só pegávamos os dois pares quando era hora de entrar no banheiro.. Depois começamos a gritar e a dançar que nem um bando de louco no afã de algum segurança mais mal-humorado aparecer para nos colocar na rua, depois de várias tentativas frustadas de tentarmos ser expulsos ficamos mais de boa e resolvemos nos aquietar e curtir a balada, já que a expulsão não parecia que ia acontecer… A melhor parte da história foi que só fomos chegar em casa às 4 da manhã e no outro dia eu teria que acordar 5 e meia pra poder ir pro trabalho que ainda existia pra mim.. Cheguei na casa dos bichos não tinha nem cama pra eu dormir, acabou que eu tive que dormir mesmo foi no carpete mesmo… Acordei de manhã, 5 e meia, todo moído.. taquei o foda-se e faltei o trabalho.. só liguei lá na agência e falei que tava doente e não teve problema.. no outro dia descemos pra praia eu e a polonesa (a mesma que eu quase matei afogada com tanto café que joguei no vestido dela) e ficamos lá tomando sol, eu claro, fiquei o dia inteiro de primão com ela, já que o nosso amigo Edu não gostou muito de eu ter bandeado a sua peguete na última balada…

E por último.. acho que a galera do Brasil tá por dentro do quebra-pau que tá rolando aqui em Sydney esses dias… Rapaz, tá coisa de louco… Aqui em Sydney tem um bairro de praia que tem uma forte concentração de libaneses e australiano-libaneses. Pois é.. ninguém tem certeza absoluta de como tudo isso começou, mas o que é fato é que vários fatos pequenos e isolados inflamaram os australianos pra ir pra lá, digamos, conversar com os libaneses. Há quem diga que tudo começou porque os libaneses desceram a bolacha em um salva-vidas australiano porque o bicho pediu pra ele saírem da água porque tava muito perigoso, há quem diga que isso aconteceu porque os libaneses começaram a expulsar todos os não-libaneses da praia porque a partir de agora a praia “seria deles”.. Só sei que no domingo, 5000 australianos desceram pra Cronula pra poder fazer um “protesto” já que o governo não fazia nada com esses libaneses marrentos. Mas aqui os protestos são meio diferentes, neguinho desce pra prostestar já com Bastão de Baseball, soco inglês, metralhadora anti-aérea… Parece até que falaram com o Tommy antes dele voltar pra casa pro bicho emprestar os brinquedinho dele. Voltando.. os bichos desceram pra fazer o protesto, mas aí, 5000 australianos, injuriados da vida, com o rabo cheio de cachaça, não poderia dar coisa melhor.. Começaram a protestar de boa empunhando bandeiras da austrália.. Só que depois de algumas horas, a galera encheu demais a cara e começou a mandar mensagem de celular um pro outro falando pra bater em qualquer um que tivesse aparência de ser do Oriente Médio.. aí foi que a merda comeu feia.. neguinho saiu batendo em tudo que via pela frente.. Esfaquearam um cara, derrubaram uma mulher no chão e começaram a enchê-la de bicudo, bateram até em mulher grávida (devia valer cem pontos, né? Tá batendo em dois ao mesmo tempo).. O negócio lá ficou feio pra cacete.. os bichos ficaram tão pirado que começaram a quebrar os vidros de todos os carros que apareciam pela frente… quase 50 carros foram destruídos, parecia a França alguns dias atrás…

Mas o melhor era a polícia tentando dar uma acalmada naquela turba enfurecida… Policial aqui não pode descer o cacete que nem no Brasil não, pode dar uma merda danada se policiais ferirem, não digo nem matar, se eles ferirem alguém numa operação policial.. Então já viu, né? Era australiano batendo em libanês, libanês gritando Alá e o policial do lado: Ei, rapá, pára de fazer isso com ele, pára, isso não é legal… O máximo que os policiais faziam era utilizar spray de pimenta pra imobilizar um ou outro.. Ai ai.. nessas horas dá saudade da polícia de Diadema… Se fosse no Brasil, os policiais já chegavam batendo em todo mundo que visse pela frente, australianos, libanês, repórter, maranhense… Melhor foi no outro dia. O negócio começou a ficar feio por aqui, as gangues de libaneses resolveram retaliar, mas felizmente a polícia conseguiu agir a tempo e apreendeu dúzias e dúzias de coquetéis molotov com os cidadãos.. Eu já tou com medo de andar no meio da rua e neguinho sair gritando.. MATA MARANHENSE, MATA MARANHENSE!!! Mas o melhor, O MELHOR dessa história toda aconteceu com o Jonas… Ele tá no supermercado aqui de Sydney, andando com uma camisa azul da Austrália que ele comprou num camelô daqui e vem um Inglês e só pergunta pra ele: Ei cara.. você é australiano? Jonas responde: Não, porque? – Ah não, porque essa sua camisa é a camisa que os australianos tão utilizando pra descer a bulacha nos libaneses, olha a foto aqui no jornal.. Jonas olha e tá só os australianos com cara de raiva e usando a camisa dele… uhauhae… Jonas só me fala que NUNCA mais usa essa camisa de novo aqui na Austrália.. Imagina.. tá dois libaneses andando no metrô.. um só cutuca o outro, olha pro Jonas e dá um sacode no bichinho.. uhauehahe.. ia ser muito engraçado… AH SIM!! CONTEI UMA HISTORIA DO JONAS ANTES DE ELE POR NO BLOG DELE!!! UHAEUHEA… VINGANCA!!!!
sem mais
abraços maranhenses
Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Texto parte do livro que publiquei sobre esta viagem. Quer entrar em contato direto com o autor para comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

Donkey maranhense e como se conquistar uma mulher – Contos da Austrália

Depois de dezenas de blogs de sofrimentos, penurias e frustacoes, volto aqui, para, mais uma vez, tentar falar que agora a vida melhorou de vez aqui na Austrália..
Hoje eu tenho uma novidade novinha (desculpem pelo pleonasmo, mas era pra dar enfase) para falar para voces. Acho que e’ a primeira vez que posto algo sobre isso no blog… o que aconteceu? O que? Pra variar mudei de emprego… depois de passar pelo obscuro mundo esloveno e afegao dos lavadores de carros, limpar os pratos mais sujos ao som de bordoadas de uma almondega gigante e de virar dishwasher de luxo, agora virei.. VIREI?!?!?! Virei BURRO DE CARGA!! Isso!! Depois de anos estudando e utilizando o cerebro, uma hora chegaria o momento em que eu teria que utilizar os bracos para poder conseguir alguma grana..
Pois e’… mudei de emprego, agora estou trabalhando em uma warehouse (algo como um armazem). Trabalho para um judeu que atua no ramo sofaleiro (essa palavra existe ou foi so mais um neologismo que acabei de criar?). Resultado? O dia inteiro carregando sofa pra cima e pra baixo.. uuhauehae.. muito engracado.. Nao sou diretamente contratado pela warehouse, na verdade eu faco parte da forca de trabalho de uma agencia de emprego que foi contratada para fornecer PEOES para essa warehouse… logo, quando os bichos precisam de alguem pra ficar carregando caixas de sofas o dia inteiro, eles ligam pra agencia de emprego e a agencia de emprego liga pra gente perguntando se podemos ir trabalhar.. o detalhe e’ que, desde o primeiro dia que eles me chamaram pra trabalhar, eles estao me chamando TODOS os dias… ou seja.. todo dia, quando saio da warehouse, a mulher ja liga no meu celular para poder perguntar se eu posso ir trabalhar no outro dia… e o unico detalhe e’ que eu tou tirando em media 130 DOLARES por dia!!!!! E’ POUCO?? Caraca.. pra melhorar mais, agora tou de ferias, e nao tenho mais o limite de 20 horas de trabalho semanais… posso trabalhar o quanto quiser.. agora e’ s’o esperar eu chegar no Brasil pra comprar o pais inteiro!! uauheaeuheauha..
Pois e’.. mas vamos comecar a falar do trampo.. no armazem tem os caras que tem as suas funcoes pre-definidas como: um corta o sofa, o outro coloca a capa, um pinta, o outro empacota, outro coloca os pes e ai vai… nos, os peoes, os burros de carga, servimos como assistentes.. uma hora ajuda o bicho a empacotar, uma hora a tirar da caixa e sempre, eu disse SEMPRE, ficamos carregando os sofas de cima pra baixo.. os bichos so chegam com um hidrocor, vao pintando as caixas de pecas de sofas que eles querem e la vai os pobres pra poder carregar… o mais engracado, e’ que eu, do alto dos meus parcos 1,63m , achava que ia passar vergonha la.. que la s’o ia ter um bando de king kong ou gorila… que nada.. os bichinhos la sao tudo franguinhos.. e’ um bando de indiano e bangladesh, nao passando de 1,75 de altura e magrinho… mas MAGRO mesmo.. da largura do Djallys ou dos meus irmaos em Sao Luis.. os bicho parecem umas folhas chamex… uhuehaueh… serio.. eles carregando as caixas parecem o Smeagol do Senhor dos Aneis.. uauehauehau.. o melhor e’ que os bichinhos tem aquele belissimo cheiro de merda… mas como fedem… mas FEDEM!!! Rapa.. as vezes eu fico achando que aqueles bichos sao e’ um bando de zumbi.. feio pra cacete e fedendo mais que meu quarto aqui na Australia..Esqueceram de enterrar. Agora, imagina, se esses cumpade ja fedem antes de trabalhar, imagina depois de 4 ou 5 horas de trabalho? Rapaz.. teve um dia que eu nao aguentei nao. A gente tava trabalhando descarregando alguns conteiners.. e quando vamos descarregar os conteiners, ficam dois caras dentro dos cointeiners pra nos dar as caixas, e cinco ou seis embaixo pegando as caixas e guardando no armazem.. De boa.. o unico problema e’ que as vezes tem umas caixas meio grandes ou pesadas, ai temos que carrega-las em duas pessoas… e como faz pra pegarmos? Como elas sao pesadas, os que estao dentro dos conteiner, nao podem joga-las, por isso os mesmos tem que colocar nas nossas maos.. rapaz.. esse foi o dia que eu pedi arrego… o supervisor me colocou pra fazer par com um indiano mais feio que apanhar de aleijado.. beleza.. na hora que esse bicho levantava os bracos pra poder receber a caixa do conteiner.. afe maria… era so aquela revoada de morcegos e moscas voando do sovaco do rapaz.. mas e’ serio… eu tava era pedindo pra morrer.. Meu deus do ceu.. na terceira caixa eu ja pedi arrego e pedi pra ficar dentro do conteiner porque eu nao aguentava mais aquele CC do indiano.. poxa gente.. ta certo que a gente tem que respeitar a cultura alheia, mas tomar um banhozinho de vez em quando ate que fazia bem, ne?
Mas apesar dos nossos amigos parecem com um bando de goblins, eu tou curtindo pacas o trabalho.. ja tou conversando massa em ingles e apredendo bastante sobre outras culturas… A India e’ um pa’is interessante.. esses dias eu tava conversando com um Smeagol daqueles e comecei a perguntar que esporte eles gostavam de jogar na India (ja que nunca vi a India na copa do mundo) a’i o bicho s’o me falou: – No meu (enfase no MEU) estado a gente gosta de jogar rugby indiano.. beleza… mas so isso que voces jogam na India? Nao.. a India e’ um pais muito grande, temos 27 estados diferentes… – Sim cara.. no Brasil a gente tambe’m tem 26 estados.. Ele ficou espantado e perguntou.. Serio, cara? Voce consegue falar quantas linguas estaduais? Ue.. no Brasil a gente so fala portugues… Ele ficou espantado de novo.. – Jura? Como isso e’ possivel? Na India sao 27 estados com 27 LINGUAS DIFERENTES!! Caraca!! Eu ate me assustei na hora : 27 linguas diferentes? Perguntei assustado.. e’.. a cada 200 km falamos uma lingua diferente na India. Depois comecei a notar, que nem todos os indianos do armazem falam alguma lingua estranha entre eles… alguns falam Indi um com o outro e na maioria eles falam ingles entre eles.. ja que muitos nao sao do mesmo estado… legal, ne? Outra coisa.. os bichos nao usam talher pra comer… eles enfiam a mao na comida mesmo.. entao quando e’ hora do almoco e’ aquela festa… indiano enfiando a mao na comida, chines comendo de pauzinho e eu e os ocidentais comendo de talher.. juro… e’ uma cena bem divertida.. ver como 3 culturas diferentes se comportam em relacao ao seus habitos alimentares..
Mas o mais legal do trampo e’ que a gente tem que entrar as 7 horas da manha. Logo, todo dia agora eu estou acordando 5 E MEIA DA MANHA!!!Arf!!! De uma hora pra outra, o horario que eu costumava chegar da balada, agora esta sendo o horario que eu estou acordando pra ir trabalhar.. mas pra ganhar a grana que eu tou ganhando a gente aguenta tudo, indiano fedendo a macaco molhado, acordar de madrugada pra ir trabalhar, virar burro de carga e ate escutar as historias que acontecem la no armazem que sao bem legais para aumentar a auto-estima… Esses dias eu estava conversando com o brasileiro que trabalha la e ele tava me falando que esses dias um cidadao tava empurrando um trolley (carrinho que usamos para carregar sofas e que chega a caber 10 sofas ao mesmo tempo), escorregou e seu dedo ficou, simplesmente, esmagado entre dois trolleys, quando empurraram o trolley pra soltar o cara, o dedo do cidadao simplesmente caiu no chao, interesssante, ne? O pior foi que o cidadao ganhou uma indenizacao de 30 MIL DOLARES!!! Caraca!! O cara ainda tem 9 dedos e 30 MIL DOLARES NO BOLSO!! Confesso que toda vez que eu tou trabalhando la da’ aquela vontadezinha marota de enfiar logo uns 3 dedos no trolley e voltar pra casa com o bolso cheio de dinheiro… se negociar um pouco eu deixo ate por 25 mil dolares o dedo… rapaz.. cada dia que passa ta ficando mais facil se ficar rico nesse mundo..
Agora a galera de la, tirando os indianos, sao muito gente boa, os caras sao engracados demais.. tem o brasileiro que ta me ajudando bastante la, me dando umas dicas e talz, um portugues gente boa pra cacete.. e o resto da galera, PASMEM!! O resto da galera E’ AUSTRALIANA!!! Da pra acreditar nessa? Nao e’ que, enfim, consegui achar australianos aqui em Sydney? Os bichos sao gente boa pra cacete, ate o chefe e’ cheio de sorriso e de mulecagem pra cima de voce.. incrivelmente simpatico o cidadao.. mas o que mais tocou meu coracao, foi que um dos caras que trabalham la, o Michel, fez aniversario esses dias.. e o Jeff, um dos bichos mais doidos de la, deu um presente no minimo inusitado pro Michel.. ele fez um cartao de aniversario com uma mensagem tocante… na frente tinha uma foto de uma latinha de cerveja escrito ao lado: que voce beba muitas dessas. E quando voce abria, vinha a mensagem de dentro… e que voce coma muitas dessas.. uma gorda MUITO imensa, so de calcinha, se fazia presente na foto e a mensagem ao lado dela. A melhor parte e’ que a parte de tras era encapada e dentro da capa encontrava-se a foto e muitos, mas MUITOS, digamos, pelos pubianos que o Jeff teve o carinho de arrancar para poder dar de recordacao.. nossa.. mas tocou meu coracao… imagina o trabalho que o bicho nao teve pra fazer esse presente? Isso e’ que e’ uma amizade… passar quase meia hora arrancando pelos pubianos… que coisa mais linda.
Mas o mais despirocado da cabeca e’ um tal de Tom.. o bicho e’ MUITO doido da cabeca… ele tem que ficar mexendo com todo mundo quando trabalha… eu passo perto dele e ele fica enchendo meu saco: Vem ca meu latino lover.. vem me pegar.. uhaeuhaeuhaeuhe.. e’ muito engracado.. so pra voces terem uma ideia do naipe do bicho, outro dia tava passando um dos indianos.. o mais ortodoxo de todos.. o bicho nao bebe, nao fuma, nao faz nada.. o cara e’ todo serio e nada dele… pois nao e’que o bicho vinha passando e o Tom so manda um: Voce sabe por que eu adoro pegar uns indianos por tras, porque na hora que estamos fazendo sexo (claro que ele utilizou palavras mais xulas, algo como, na hora que a gente enfia no rabo deles) e damos um puxao nos cabelos deles pra tras, eles gemem e gritam assim AAAAHHHH!!! E fez uns gestos de como se estivesse puxando o cabelo de um indiano, dando uns tapas na bunda dele e ficava Arf, Arf, Arf, toma seu safado, toma!!! UAHEUAEHhauauehUHAEU.. Rapaz, impagavel a cara do indiano assutado com medo do cidadao.. auehuh… o bicho parou ate de andar perto da sessao do Tom com medo dele.. agora quando precisam de ajuda nessa sessao, so eu que o supervisor manda pra trabalhar… UHAEUHEAU, foi muito engracado!!
Mudando de assunto… eu nao sei se eu ja coloquei algo parecido no blog, mas esses dias eu andava bandeando uma polonesa aqui por sidnei… depois de descobrir que grande parte dos meus amigos estao pegando polonesas (brunao, piaui e emanuelzinho), resolvi que seria legal entrar na onda e aproveitar que a cotacao polonesa esta em alta… beleza… tudo comecou quando, numa dessas aulas da vida na minha escola picareta, notei a presenca de uma loira dos olhos azuis sentada em uma das cadeiras.. de inicio achei que fosse TCHECA e pensei que seria uma boa ideia se eu comecasse a puxar um papo com a sujeita.. nao deu outra.. simplesmente sentei la e comecei a puxar um papo.. no inicio fui tomado por uma certa frustacao, quando, a mesma, me explicitou que era polonesa e nao TCHECA, mas beleza, pra quem nao tem nada, metade ja e’ muito.. Depois acabei desencanando de tentar alguma coisa com ela, parte porque meu ingles nao era tao bom, parte porque eu tava afim mesmo era de bandear as poucas TCHECAS que haviam na minha classe. Depois de algum tempo resolvi que nao seria nada mal se eu desse uma de Reinaldo e caisse de capoeira e tudo pra cima da bichinha. Comecei a escolher o melhor momento para poder por em pratica toda a minha tatica de latin lover.. Antes de comecar a contar a historia, muitos dos meus amigos em Sao Luis ja sabem que nao costumo ser um cara que tenha muita sorte com mulheres… Nao que eu nao pegue ninguem, mas e’ que de vez em quando eu dou umas estabanadas que valem muitas risadas depois.. sou cara azarado, mas azarado mesmo, mais azarado que o anjo da guarda dos kennedy… pois e’… como volto a repetir sempre.. pra virar historia de blog, TEM que dar errado, com a nossa amiga polonesa nao podia deixar de ser diferente…
Uns brother me chamaram pra gente fazer uma balada em Manly, uma praia mais afastada daqui de Sidnei, MUITO da hora.. Quando descobri que a polonesa ia, nao deu outra.. VAMO!! Beleza.. no caminho a gente ja comecou a zuar pacas.. como nao dava pra ir de trem ou bus pra manly, resolvemos pegar o Ferry Boat. Rapaz, mas a gente comecou a zuar nesse Ferry Boat… Tacamos zona mesmo.. mas a melhor parte, foi uma hora que a gente se empolgou e foi pra frente do Ferry e comecamos a abrir os bracos e gritar “I’m the king of the world!!!!” uhauheuahea.. muito engracado.. eu, nao satisfeito, abri os bracos e comecei a cantar.. Every night in my dreams, I see you, I feel you!! UHuhauhruhua… imagina a cena.. eu, na ponta do barco, com os bracos abertos, cantando My heart will go on (musica tema do titanic)? Nao deu outra, uns japoneses que estavam na parte de cima do Ferry comecaram a bater palma e tirar foto.. uaeuheuhaeuhe… putz… fiquei ate sem graca na hora, mas depois a gente riu PRA CACETE!! aeuhauhah.. engracado demais..
Chegando em Manly, no’s tres nos encontramos com a polonesa e ja fomos procurando uma balada pra entrar.. entramos numa baladinha que tava bem legal e comecamos a curtir… rapaz.. nao e’ que do nada a polonesa abre a bolsinha dela e ranca uma garrafa de vodka? Ela so’ falou assim.. eu nao quero nem saber, se ninguem tomar isso aqui comigo, eu vou tomar e’ sozinha.. uhauheuahe.. o jeito foi dividir a bicha por tres (ja que eu nao bebo vodka)… pronto.. passou meia hora a galera ja tinha enxugado a garrafa e tava trincado!!! Agora e’a a hora, pensei.. Puxei a polonesa pra dancar e comecou o desastre… primeiro porque a mulher dancava que nem uma minhoca, segundo que no momento magico da festa, o momento supimpa eu diria, eu tava dancando com ela e a mulher simplesmente se joga no meu braco direito. O detalhe e’ que eu nao esperava aquele movimento dela, logo, do jeito que ela se jogou, ela FOI!! POLONESA AO CHAO!! BUM!!! uaehuahaueh.. caraca.. foi muito feio na hora.. ela se jogando, caindo no chao, NO MEIO DA PISTA DE DANCA DA BALADA e nao obstante EU CAINDO POR CIMA DELA!! uheuhauhea rapaz.. foi MUITO engracado.. foi uma queda forte, a cabeca da mulher quicou no chao que nem uma bola de basket.. na hora eu nem sabia o que eu fazia, se eu levantava, se eu saia correndo, se eu ria… so sei que primeiramente eu nem levantei, eu so olhei pra ver se tinha alguem conhecido por perto que tenha visto a bela cena, quando menos me espanto.. ta Yves e Arthur.. os dois rindo mais que instrutor de aerobica.. meu deus.. na hora comecei a tentar cavar um buraco no chao, mas como o mesmo era de azulejo, so me restou levantar e mandar um sorry pra mulher.. uuaheuahe.. meu deus do ceu.. mas calma gente, a historia nao acabou, ainda tem mais.. saimos da balada e fomos ver o nascer do sol em Manly.. maravilhoso, por sinal… depois do sol a pino resolvemos dar uma volta e paramos pra comer.. ha os que dizem que a vida sao feitas de escolhas e uma sao boas e outras nao.. pois e’, parar pra comer eu diria que foi uma tipica escolha errada. Ja dizia o sabio Murphy, se existe a probabilidade de algo dar errado, vai DAR ERRADO e da maneira que possa lhe dar mais prejuizo possivel… Sentamos pra comer e a polonesa me acha de pedir um cafe.. meu deus do ceu.. essa mulher so coloca o cafe proximo a minha mao direita… eu, estabanado do jeito que sou e mais azarado que o rubinho, simplesmente, sem querer, dei um TAPAO NO COPO DE CAFE DA MULHER!! Meu deus do ceu!! O que foi aquilo? Foi cafe voando pra todo canto e claro CIMA DA MULHER.. como aquele dia nasceu pra dar tudo errado, o copo de cafe simplesmente voou pra cima da mulher, fudeu todo o vestido dela e NAO SATISFEITO CAIU EM CIMA DA BOLSA DA MENINA que se encontrava no chao.. e ainda por cima caiu emborcado na bolsa e ficou la, nem cair depois no chao, essa PORRA desse copo caiu.. no momento criou-se um silencio magistral na mesa, a gente vendo aquele cafe escorrendo do copo e melando toda a bolsa da mulher!!! uhuahauhuhuh, confesso que tou rindo muito ao lembrar da cena.. detalhe.. a mulher estava TODA DE BRANCO!! Camisa branca, saia branca, sapato branco, BOLSA BRANCA!! Rapaz.. deixei a mulher que nem uma pintura modernista… toda melada de cafe.. depois de deixar a mulher com um calo na cabeca, uma saia, uma camisa e uma bolsa todas meladas de cafe.. acho que ja tava bom, ne? Era melhor ir embora antes que eu simplesmente MATASSE a mulher… uauehaueheuahuaeh.. fomos chegar em casa ja era 10 da manha.. como nao tinha ninguem afim de dormir, so pegamos as pranchas e descemos todo mundo pra praia.. fomos surfar… cabou que nesse dia eu so fui dormir era nove horas da noite.. pra acordar no outro dia e trabalhar de donkey carregando aquelas caixas…
fico por aqui.. meu tempo na lan ta estourando..
abracos maranhenses
Gostou do post? Então curta nossa página no www.facebook.com/omundonumamochila para sempre receber atualizações.
Quer entrar em contato direto com o autor ou comprar um livro? Clique aqui e tenha acesso ao nosso formulário de contato!
Quer receber as atualizações direto no seu e-mail? Cadastre-se na nossa mala direta clicando na caixa “Quero Receber” na direita do blog
Se gostou das fotos, visite e siga nosso Instagram para sempre receber fotos e causos de viagens: www.instagram.com/omundonumamochila

Copa do Mundo e coreano ingênuo

Eu sei que estou um pouco atrasado, mas como prometido agora vamos comentar sobre o dia em que a austrália se classificou para a copa do mundo..

Meu deus… o que era aquilo pelas ruas de Sydney? A cidade inteira ficou tomada de verde-amarelo (não me perguntem porque eles utilizam verde-amarelo nas camisas, estranho, já que na bandeira só podemos observar branco, azul e vermelho)… todas as pessoas andavam nas ruas com suas devidas camisas canarinhos.. o mais engraçado era você estar andando, ver um cara com a camisa do Brasil e mandar um: Fala aí, brazuca!! E o cara só responde: Hey mate, what’s up? Depois que você vai se tocar que um bando de australiano usa a camisa do Brasil porque as cores são as mesmas…

Mas beleza.. de manhã eu fui trabalhar em um restaurante lavando pratos e de lá só dei uma passada rápida na escola pra ver uns e-mails e depois caí direto pro Telstra Stadium pra poder começar a trabalhar.. a melhor parte, claro, tínhamos que chegar com uma hora de antecedência pra podermos fazer o “check in”… beleza… cheguei na hora marcada e já fui entrando na fila pra neguinho ver se estava tudo certo.. de longe eu só via a mulher checando… calça preta, camisa preta, sapato preto, perfeito.. depois disso tudo nossa amiga só perguntava meia preta !?!?! Nessas horas só lembrei da “aurora da minha vida, da minha infância querida, que os anos não trazem mais!” (casimiro de abreu) , só lembrei do Colégio Girassol, quando eu ia subindo e a nossa diretora, com toda a delicadeza e sutileza que são intrísecas às diretoras de colégio, mandava eu levantar a calça pra ver a meia preta que devia estar devidamente vestida no tornozelo e quando ela ia ver, claro, tava sem meia e ela só me mandava embora… pois é.. foi a mesma coisa, eu, claro, não me encontrava com meia preta.. Eu achando que ia ter que voltar pra casa e ter que ir ver o jogo no Pub com a galera, me espanto quando a mulher fala: – Meia preta? Eu falei – Tou sem. Ela me olha com aquela cara de “miserável tu tinhas que vim de meia preta” e só fala: quanto cê calça? Calço 41… A mulher só enfia a mão dentro de uma caixa e fala um “Toma”!! A MULHER ME DEU UMA MEIA PRETA!! GANHEI UMA MEIA PRETA de souvenir.. Beleza, me destacaram pra trabalhar servindo cerjeva pra galera… Pra início de conversa os caras pagaram entradas de no mínimo 50 DÓLARES pra poder entrar no estádio pra ver essa droga do jogo (eu pelo contrário, recebi pra ver o jogo.. uhuheuhae). Então, já que você gastou essa montanha de dinheiro, o que melhor pra fazer durante o jogo? Isso mesmo que você pensou, comprar cerveja na minha mão… Meu deus do céu!! O que era aquilo? Eu operava uma máquina de servir cerveja (que consistia em apenas colocar 4 copos embaixo de uma máquina e ela sozinha enchia os copos de cerveja, mágico, né?). Caraca, mesmo com 3 máquinas dessas, começou a se formar uma fila IMENSA!! Caramba, como aquele povo bebia cerveja!! Com tanto neguinho na fila, acabou acontecendo o melhor que podia acontecer… começou a faltar as bandejas que davam suporte pra galerinha levar a cerveja embora, resultado… neguinho começou a ficar puto porque tinha que levar quatro cervejas na mão.. mas beleza tá valendo.. o mais nojento e engraçado era como os caras carregavam a cerveja.. enfiavam quatro dedos, (um em cada copo) e aí era só alegria… afe maria… mas só vocês vendo.. tinha cada neguinho com umas unhas COR CINZA!!! Afe maria… me dava um nojo.. Como não podia ficar pior, começou a faltar o que depois? COPO!!! Pois é.. o carinha pegava a minha fila, chegava lá e pedia uma “news”, aí a gente pegava o copo de plástico com o desenhinho da “news” e entregava pro sujeito.. simples, né? Pois é.. começou a faltar copo da news.. aí neguinho, depois de pegar aquelas duas horas de fila, chegava no final, pedia uma news e eu, como não tinha mais copo da news, comecei a colocar news em copo com desenhinho da light.. ah.. pra que? Neguinho começou a ficar despirocado.. o cara chegava: – Desce uma news! Pois não.. quando eu dava o copo com o desenho da light o cara falava: Eu pedi news!! Beleza, cara.. É news, só tá no copo da light.. aí o carinha só olhava pra mim.. pensava.. Mas eu pedi news!! Porra muleque.. tá news aí.. é só o copo da light… Aí o cara de novo.. pensava.. Pô.. eu só porque eu tou bêbado tu quer me enrolar? ME DÁ UMA NEWS!! Arf.. depois de uns vinte minutos de negociação o cidadão resolvia pegar a porra daquela cerveja e ir embora… aí era só esperar pra começar a mesma ladainha com o próximo cidadão.. logo o problema se resolveu.. sabe como? Claro.. COMEÇOU A FALTAR COPO DE NEWS E LIGHT.. aí pronto.. era pedir pra neguinho ficar desesperado por cerveja. O cara pegava aquela fila, chegava na hora dele, pedia cerveja e eu falava que não podia servir porque não tinha copo.. rapaz.. neguinho arrumou logo uma solução.. começou a, claro, JUNTAR COPO NO CHÃO e dá pra gente encher de cerveja, tem como crer numa situação dessas? Pois é.. a gente ainda começou a pegar os copos, lavar e encher de cerveja.. até vim o manager e, claro, acabar com a nossa felicidade.. o bicho ficou doido quando viu a gente fazendo aquilo, falou que se passasse o supervisor de fora do bar e visse uma cena daquelas poderíamos ser multados em até 500 DÓLARES!!! Afinal, você precisa de um copo “fresh” pra poder servir cerveja.. então.. o que se fazer? 
Era só falar pra neguinho, depois de belos minutos na fila com o jogo correndo do lado de fora, que não p

odia servir cerveja porque não tinha copo e não poderíamos reutilizar os copos que estavam no chão.. Pra que? Neguinho começou foi a avançar em cima da supervisora!! EU QUERO CERVEJA!!! Gritavam desesperadamente em um raro momento que pude presenciar como testemunha ocular, pude observar a que ponto pode se chegar a falta de cerveja no corpo humano.. Mas caraca, os bichos tavam avançando MESMO.. eu fiz foi me esconder atrás do balcão com medo de neguinho me encher de pancada, já imaginou? Aí galera, olha aquele maranhense!! Vamo pegar ele!!!! Ainda escondido atrás do balcão, eu, claro, bati uma bela foto.. a primeira foto foi do chão, pois, assim que apertei o botão da máquina pra ela bater a foto só começou a explodir aquele Flash.. 

uhuhauhe.. ainda bem que eu fui mais rápido e direcionei o flash pro chão.. se o supervisor pegasse eu brincando de bater foto numa situação enrolada daquela eu estava seriamente enrascado.. depois tirei o flash e consegui bater uma foto que retrata fielmente o desespero da galera por cerveja…Arf.. Ainda bem que saiu o gol da austrália e a galera ficou um pouco mais calma. Ainda mais porque depois do gol chegou tudo de novo… Copo da news, copo da light, bandeja… Depois de um tempo, sempre faltava alguma coisa, ora copo da news, ora bandeja, ora copo da light.. Mas, no final, acabou sendo um pouquinho mais tranquilo. O melhor era a torcida da galera que se encotrava trabalhando no bar, primeiro pra austrália fazer um gol, segundo pra depois pra não sair mais nenhum gol de nenhum dos dois lados, afinal, o jogo ia se prolongar e, consequentemente, as nossas horas trabalhadas iam se prolongar também. Não deu outra. 1X0 pra austrália e nenhum outro gol depois. Como no jogo de ida, tinha sido 1X0 pro Uruguai, o jogo acabou indo pra prorrogação, que torcemos alucinadamente pra terminar empatada, o que acabou terminando e nessa presepada toda, ganhamos mais uma hora trabalhada no nosso turno.. é Nóis na fita! O melhor era o colombiano que tava trabalhando comigo, PUTO DA VIDA… – Esses hijos del puta!! Que diabos eles fazem aqui nessa droga dessa fila pra comprar cerveja? Estamos na prorrogação, o momento mais excitante e importante da partida, onde não é permitido sequer ir ao banheiro, um gol de qualquer um dos dois 

lados implica no resultado final. Hijos del puta!!… Comentava indignado o nosso amigo latino, mas, depois de um dia cheio de surpresas, ainda teve a melhor. 
Fechamos o bar antes da batida dos pênaltis. Então, não deu outra, o cara mandou-me embora e falou que era pra eu ir do bar direto pro chuveiro, digo, direto pro vestiário entregar a camisa que deram pra gente trabalhar.. só falei um “claro chefinho”, dei a volta, ranquei a camisa e saí direto pra ver a batida dos pênaltis.. O que neguinho PAGOU 50 dólares pra poder ver, eu RECEBI 90 dólares pra ver o mesmo!!! huhauehahe.. bom demais..

Esses dias chegou lá em casa um coreano que é, no mínimo, digamos… ingênuo… O bicho, pobrezinho, não fala inglês direito, mas parece ser muito gente boa.. O grande problema desse cidadão é que ele quer ficar o TEMPO TODO conversando com você, mas SEM SABER FALAR INGLÊS.. puta que pariu.. aí você chega em casa.. Geralmente puto da vida, estressado por causa do trabalho e o bicho já vem com a boca cheia de dente pra querer conversar com você.. aí ele vem.. hello claudio.. hello yun.. do you.. do you.. do.. wait a minute… e o bicho sai correndo pra poder pegar o dicionário dele… putz.. imagina você conversar com um bicho que tem um lag de 30 seg? Aí não dá.. imagina como é que eu fico quando acordo de manhã, 5 DA MANHÃ, pra trabalhar, MAL HUMORADÍSSIMO e o cidadão inventa de querer ficar falando comigo.. arf.. vou te dizer… Mas a melhor dele não foi essa.. a melhor do cidadão foi que, num dos primeiros dias dele aqui, estávamos conversando (dia que eu estava disposto) e o bicho mandou um “wait a minute” e saiu andando… pegar o dicionário dele, pensei.. aonde… o bicho foi no quarto do tommy, que se encontrava com sua namorada mandando ver na bichinha e COMEÇOU A BATER NA PORTA DESESPERADAMENTE!! Nuss.. nessa hora eu só pensei… agora esse coreano vai ser fatiado.. pior que o bicho começou a bater na porta e apesar do tommy não abrir, o bicho ficou batendo insistimente… aí eu só pensei.. pra desacoplar o tommy não ia levar muito tempo (afinal, hum.. deduza..), o bicho só devia estar escolhendo… hum.. sair com o que pra pegar o safado que tá batendo na porta?? Nuchacho, facão, porrete, metralhadora.. Puta merda, impossível descrever a cara de espantado do tommy quando ele abriu a porta. Sabe aquela típica cara de “QUE PORRA É ESSA?”.. Quando ele abriu a porta e mandou um que foi pro coreano, o pobrezinho só me manda um: POSSO USAR O SEU RICE COOKER?? UAEUHAEUhaeuhauUHAEUHAEUHuaheuh… Caraca!! EU RI MUIITOO!! Ri tanto que caí no chão de tanto rir.. o coreano desesperado perguntando porque eu ria descontroladamente e eu só falando.. nada.. nada.. sou um cara feliz mesmo.. uhaeuhae.. o coreano foi lá acabar com a festa do tommy só pra pedir a rice cooker do bicho.. depois, o mais engraçado, foi a gente zuando o tommy quando o coreano não tava em casa.. a gente batia na porta do tommy, LOGICAMENTE QUANDO ELE NÃO ESTAVA COM A NAMORADA e falava: posso usar a sua rice cooker? uhaeuhaeuha… O que será que o coreano acha que a gente faz quando está sozinho, no quarto, trancado com a namorada? Pobre menino..


e por último, galera.. nunca mais ninguém comentou nada.. tou achando é que ninguém mais tá lendo.. snif snif snif snif… só tou escrevendo pra dizer que eu reativei a sessão de comentários do meu blog. Tive que desabilitar por uns instantes por causa de uma amiga minha, sem noção e QUE EU SEI QUE ESTÁ LENDO ESSE BLOG, colocar alguns comentários, digamos, picantes, em um blog que é visitado pela senhorita Irene.. mas beleza.. enfim consegui apagar o comentário… agora… galera.. quem estiver com um tempinho livre aí.. dá uma comentada no meu blog.. pô.. faz semanas que o blog do jonas tá batendo o meu em número de comentários

E JONAS, SEU SAFADO!! NUNCA MAIS COMENTE AS MINHAS HISTÓRIAS NO SEU BLOG PRIMEIRO DO QUE EU, VALEU? SAFADO!! É.. o Jonas miserável publicou a história do coreano no blog dele antes de eu mesmo comentar, sendo que EU fui a testemunha ocular do caso… safado ele, né?

abraços 

Dias destruidores e Crush AUS

Sorry.. mas essa vai ser mais uma semana com dois blogs, o da semana passada e o da semana retrasada…

Caraca.. esse fim de semana (dias 12 e 13) adentrando até quarta feira foi o que eu digo de dias destruidores..

Tudo começou há algumas semanas atrás quando o nosso amigo Juliano começou a me contar que ele teria que levar o carro que ele trabalhava pra Brisbaine. Funcionava assim.. Juliano e mais uns 4 ou 5 amigos estavam trabalhando aqui em Sydney para um empresa de carros de Brisbaine, fazendo uns mapeamentos e tal.. Depois de terminado o serviço (que foi de duas semanas), o carinha ligou pra ele e pediu pra eles levarem os cinco carros de volta pra Brisbaine… Beleza.. combinaram que se o cara pagasse cem dólares por carro todo mundo ia descer em direção a Brisbaine…

De posse dos acontecimentos aproveitei e perguntei aos amigos se eu poderia adentrar em um dos carros e pegar essa carona, fazendo, digamos, um crush AUS… Os bichos disseram que não tinha problema e eu nem pensei duas vezes… pé na estrada e vamo embora!!! Antes de dar início a narração dos acontecimentos vamos primeiro dar nomes aos bois, digo, nome aos motoristas.. O carro que foi na frente foi o do Juliano, que havia conseguido o emprego pra galera, segundo carro foi dirigido pela gloriosa Marília, namorada do Juliano, que só havia dirigido uma vez um veículo com o volante no lado contrário e o terceiro carro foi dirigido pelo nosso fiel escudeiro e corintiano-da-fiel-e-chato-pra-cacete Yves!! No terceiro carro encontrava-se eu, Claudiomar, o Camõres da viagem, o narrador da aventura…

Inicialmente íamos ter duas viagens diferentes… Juliano e Marília que iam na sexta feira e eu e o Yves no domingo. Yves decidiu que só sairíamos no domingo em razão de que no sábado ocorreria uma rave que o mesmo estava louco para ir… Beleza.. até a quinta feira estava confirmado que iríamos pegar a estrada, no terceiro carro, eu, Yves e uma polonesa que estuda com a gente (que depois desmarcou conosco por enfrentar problemas em faltar o seu trampo no domingo).. Quando foi no sábado, qual não foi a nossa surpresa ao vermos Juliano presente na rave e nos falando que iria junto conosco no domingo… Beleza.. Rave como já deve ser do conhecimento da maioria das pessoas que lêem os meus boletins (inclusive da senhorita Irene), são conhecidas por serem festas altamente destruidoras, aonde as pessoas literalmente piram o cabeção e ficam despicoradas dançando músicas eletrônicas… Como não poderia deixar de ser, nossos amigos motoristas, no domingo, encontravam-se, utilizando um jargão popular, só o bagaço da laranja… Ironia do destino, eu, maranhense, sabido e esperto, O ÚNICO QUE NÃO IA DIRIGIR, no outro dia era o único que estava com a integridade física perfeita, haja vista que voltei cedo pra casa e dormir nove horas de um dia para o outro..

Beleza.. quando foi no outro dia foi só esperar a ligação da galera pra eu poder me encontrar com os carros pra podermos pegar a estrada… Nossa.. mas quando eu cheguei.. olhei a cara do Juliano, a CARA DO YVES!! Os bichos tavam com umas caras de acabados!! Na hora que eu vi a cara dos cidadãos que iriam dirigir os nossos carros por quase 1000 km de puro asfalto eu comecei a ficar mais arrependido que ateu no juízo final… Mas beleza, vamo pegar a estrada…

A viagem já começou bem… nós, coitados, estávamos mais por fora que bunda de índio e step de Jipe… só pra sair de Sydney levamos quase uma hora… a gente só sabia que tinha que pegar a droga da Habour Bridge e sair em direção ao norte de Sydney.. mas quem disse que a gente conseguia pegar essa bendita ponte? A gente só via a porra da ponte ao longe e nada de conseguir subir nela… Começamo a ficar mais angustiado que barata de cabeça pra baixo.. Depois de muito, mas MUITO tempo, aproximadamente uma hora e meia conseguimos, enfim, sair de Sydney… Beleza.. Agora só faltavam 950 km de asfalto para poder chegar em Brisbaine.. E lá vamos pegar a estrada.. Durante a viagem nada de interessante que mereça ser explicitado no nosso boletim, apenas vimos alguns cangurus LINDOSS!! Outros Coalas FOFFFÍÍÍSSIMOSSS!!! E um ornitorrico que era uma gracinha… todos, claro, com as cabeças devidamente esfoladas e os miolos expalhados pelo asfaltos, devido a tentativas, digamos frustadas, de tentar atravessar as roads da Austrália… Outro fato que fui notando (inclusive tirei bastante fotos) é que as margens das estradas australianas se parecem bastantes com as brasileiras.. aonde podemos ver a todo m

omento bois pastando ao longe.. característica da pecuária extensiva, que faz da Austrália a detentora do segundo maior rebanho bovino do planeta, perdendo só para o Brasil.. fato esse que faz esses filhas da puta daqui estarem comemorando aos quatros cantos do mundo os focos de febre aftosa achados no Brasil…


Depois de dez horas de viagem, conseguimos enfim chegar no nosso primeiro destino:0 Byron Bay. Cidade australiana situada no lado mais oeste do continente australiano e que possui um farol muito famoso (farol esse que jogava umas luzes nas nuvens e que eu e o Yves ficamos tentando seguir por alguns minutos à noite, achando que eram os refletores de alguma balada… uhauehae.. dá pra acreditar como algumas pessoas podem ser trouxas?). Beleza.. ao chegar em Byron Bay, Juliano por estar com uma namorada foi logo procurando um hotelzinho para poder dormir. Eu e o Yves por estarmos sem namorada (não.. ele é muito barbudo pra mim) resolvemos que iríamos era enfiar (ui!!!!) o carro embaixo de alguma árvore e dormir lá mesmo.. Beleza.. ficamos peruando por dentro de Byron Bay e acabamos achando uma árvore deveras aprazível e escondida e lá colocamos o carro e, digamos, tentamos dormir… Caraca.. eu nunca havia dormido dentro de um carro antes. Na teoria parece fácil, é só baixar o banco e já era.. mas na prática.. putz.. acordei no outro dia com a sensação que neguinho tinha me colocado dentro de um saco e me enchido de pancada.. Acordamos de manhã e já fomos descendo direto pro farol pra batermos algumas fotos.. 
Por não conseguirmos falar com nosso amigo Juliano abandonamos o mesmo (ou fomos abandonados como achar melhor) e caímos para o farol.. Chegando lá o lugar era sensacional, bonito, mas BONITO PRA CARALHO. Em matéria de beleza, chegava bem perto de São Luís (não tou exagerando, era bonito mesmo)… batemos algumas fotos, dei uma mergulhada no mar e claro, tentamos xavecar duas alemãs muito gatinhas, só que elas nem deram moral pra gente 😦 
Depois de algumas fotos, descemos para uma outra praia que tinha lá per

to pra, claro, ver a mulherada com o peito de fora e ficar com aquele olhar de cachorro vendo frango assado rolando no forno de padaria… Depois de uns banhos de mar, alguns peitos de fora e outras fotos do Pacífico, eu e Yves entramos em consenso que não teríamos mais nada pra fazer em Byron Bay.. Resolvemos então pegar o carro e descer logo para o nosso próximo destino, Gold Coast…


Gold Coast, depois de Sydney, era, de longe, a cidade que eu mais tinha vontade de conhecer aqui pela Austrália… caraca.. chegando lá… não precisa nem falar como foi, né? UM SACO!! A droga da cidade não tinha nada pra se fazer.. parecia Peruíbe-SP… Cidade minúscula e sem nada pra se olhar. Só encostamo o carro na beira-mar, sentamo na areia e ficamo uns vinte minutos vendo as ondas (porque nem mulher com os peito de fora tinha naquela praia nojenta)… Beleza… depois de uma hora lembramos da Bianca, uma amiga nossa que tinha prometido que ia ligar pra outra amiga dela que morava em Gold Coast pra perguntar se a gente podia ficar na casa dela por alguns dia (tipo assim: – oie, margareth, tudo bem? Quanto tempo.. você poderia enfiar dois marmanjos na sua casa por uma noite?), beleza… mandamo uma mensagem pra ela falando “acabamo de chegar em gold coast” e o que ela responde? IIuuuppiii!! uhaeuhaeuhae… só isso.. a gente achando que ela ia pôr algo como, beleza, vou ligar pra minha amiga ou alguma coisa assim.. ela só manda um desse… depois de uma hora, sem casa pra ficar em gold coast, resolvemos ir embora direto pra Brisbaine…

Ao chegar em Brisbaine já estávamos mais preparados… tínhamos o telefone de uma amiga de um brother que havíamos conhecidos a dois dias atrás aqui em Sydney (é, as casas que a gente arruma pra dormir são cabulosa mesmo).. chegando em Brisbane já fomos logo ligando pra coitada… mas claro, antes de ligar pra mulher vem aquela pergunta básica: Será que ela é gatinha? Yves, coitado, já não tinha muitas esperanças… na hora que ele perguntou pro nosso amigo como a menina era o cara só emendou um: EU ACHO QUE TU NÃO VAI GOSTAR MUITO!! Caralho.. o cara não emendou nem um “simpática” ou coisa parecida… foi logo um “EU ACHO QUE TU NÃO VAI GOSTAR MUITO”.. CARACA!!! DEU ATÉ MEDO NA HORA QUE O YVES ME FALOU ISSO…

Beleza, depois de dois dias dormindo em carros e, claro, fedendo mais que o quarto dos chineses (afinal estávamos sem tomar banho esses dias) recebemos a nossa primeira boa notícia… NO DIA QUE A GENTE CHEGA EM BRISBAINE ligaram numa delegacia de polícia de Brisbaine avisando que havia uma bomba implantada em um dos ônibus da cidade.. qual a atitude mais inteligente a se fazer? Claro.. a que eu tenho certeza que você pensou.. É SÓ PARAR, UM POR UM, TODOS OS ÔNIBUS DE UMA CIDADE DE 500 MIL HABITANTES e pedir pra todos os passageiros descerem pra assim podermos achar o ônibus que teoricamente estava mais bombado que o emanuelzinho.. Resultado, Brisbaine parou e no serviço que a Renata (a dona da casa) trabalha, SÓ FOI ELA!! Logo ao invés da nossa amiga sair de lá às 8 ou 9 da noite ela só ia sair 11 DA NOITE!!! Pra melhorar ainda mais a situação, no outro dia teríamos que acordar ÀS 5 DA MANHÃ, horário que a nossa amiga teria que acordar pra poder ir no seu trabalho de outro dia… E ela ainda veio com um papo de pá e tal, porque vocês não procuram um albergue? Vai ser melhor pra vocês e talz… Aí enchemos gloriosamente o nosso peito e só mandamos um digníssimo: FUDEU!! Tínhamos 3 escolhas na parada: Dormir no carro e ficar mais um dia sem tomar banho (é sério, a coisa tava ficando séria), pagar 40 dólares, por cabeça, pra dormir em um albergue fedorento ou ir pra casa dessa mulher, dormir no sofá, mas poder tomar um banho? Depois de algum tempo debatendo (afinal ainda era 8 da noite e a mulher só ia sair de lá às 11) eu e o Yves chegamos a conclusão que estávamos na merda… Mas beleza, na hora lembrei de um antigo provérbio encorajador chinês (que já é passado há mais de 5 mil anos de pai pra filho) que questiona: O que será um peido para quem já se encontra devidamente cagado? 
Optamos por ficar na casa da nossa amiga mesmo.. esperamos ela sair do trabalho e fomo

s falar com a mesma.. a menina era mó gente boa.. começamos a conversar com ela e descemos pra algumas pontes de Brisbaine pra poder tirar algumas fotos a noite e coisa parecida… quando fomos perguntar a ela sobre terça feira (o outro dia que teoricamente iríamos dormir lá) ela só responde… EU (reparem a ênfase no eu) vou para uma festa amanhã e EU vou dormir por lá, mas eu conheço um albergue bem baratinho que vocês podem ficar.. uhaeuhauehaeuehu.. pô, a mina o tempo todo queria enfiar a gente em um albergue.. conversei com o Yves e entramos de comum acordo que seria melhor caparmos logo o nosso gato e descer pra Sydney já no outro dia… quando foi de manhã, apesar de toda a nossa torcida macabra pra mulher perder o horário, acordamos 5 da manhã e fomos dar um rolê por Brisbaine.. fora alguns parques e prédios nada mais de tão interessante… destaque no ponto que estávamos procurando no mapa ALGO QUE FIZESSE VALER O ESFORÇO DE TER CHEGADO EM BRISBAINE e vimos que lá havia um tal de uma “praia artificial” (Brisbaine não tem praia). Não passava de um lugar cheio de água parada com um bando de areia em volta com no máximo 20 metros de extensão.. NEM ONDA TINHA.. apesar de não haver ninguém tomando banho naquilo, dois salva-vidas se fazia presentes para garantir os seus dólares..


Depois de nossa frustada ida à nossa praia artificial, resolvemos comprar nossa passagem e descer logo pra Sydney pra ver se pelo menos conseguiríamos nos livrar de uma falta na escola.. entregamos o carro e fomos para o Aeroporto.. chegando lá, nosso amigo Yves ainda se encontrava com um potão imenso de vinho disposto a ficar louco dentro do avião a qualquer custo… O único problema é que aqui em Sydney é passível de multa se você for pego consumindo bebidas alcoolicas no meio da rua (você só pode beber em casa ou dentro de bares)… Logo tivemos que nos esconder para o nosso querido amigo Yves terminar de entornar o seu jarro de vinho… corremos pro estacionamento do aeroporto e enquanto ele ficava bebendo eu ficava olhando procurando algum guardinha que pudesse nos arrumar problemas… O único problema é que a porra da torneira do vinho era ruim demais e, quando aberta, o vinho não fluía direito, ele meio que pingava.. quando percebemos que essa farofa (hum, farofa, que saudade!) ia levar umas duas horas pra terminar, resolvemos largar de mão e jogar o vinho fora… Beleza… corremos de volta para o aeroporto e ficamos esperando o nosso avião.. Enquanto estávamos aguardando começou a bater uma fome, resolvemos comer alguma coisa antes do avião, só pensando em comer alguma coisa antes pra depois poder completar com a comida de bordo… Quando a gente entra no avião eu comecei a ficar felizão… ôba.. o avião tem fone de ouvido, vou poder ouvir música!!! Beleza.. quando eu menos espero, passa a aeromoça com um fone de ouvido na mão, quando eu vou pedir ela só emenda.. claro.. SÃO CINCO DÓLARES!! Caraca TUDO NO AVIÃO ERA PAGO!!! Eu perguntei se tinha algo pra comer e ela só me trouxe o cardápio… 9 DÓLARES POR UMA QUENTINHA DE AVIÃO!! VOCÊ PAGARIA NOVE DÓLARES PRA COMER COMIDA DE BORDO? Caraca, que vontade de arremessar a aeromoça pela janela na hora que ela chegou com aqueles cardápios.. Refrigerante, Comida, CORBERTOR, TAPA-OLHO!! TUDO PAGO!! Destaque para um Yves muito doido, falando pra mim que ia passar a mão na bunda da aeromoça toda vez que ela passava e eu lá preocupadinho de ele realmente passar e ir todo mundo em cana.. beleza.. chegamos de boa em sydney e eu ainda dei uma passada na casa dele.. depois voltei pra casa CANSADAÇO de duas noites dormindo mal… só tomei banho (CLARO!) e capotei na cama… pensando comigo.. AMANHÃ EU VOU DORMIR ATÉ 2 DA TARDE… Ledo engano, quando foi no outro dia a agência só me liga SETE DA MANHÃ me chamando pra trabalhar… nem a tarde eu ia poder dormir, já que ia trabalhar no jogo da austrália contra o uruguai..


mas isso fica pro próximo blog porque esse já tá imenso..

abraço






Trabalho, festa, trabalho, festa, trabalho, festa… Depois de alguns dias vivendo na Austrália, mais liso que bunda de neném eu comecei a concordar com a máxima do Falcão de que “eu sei que a burguesia fede, mas tem dinheiro pra comprar perfume”… Minha vida aqui se divide em dois momentos “Antes de virar Dishwasher de Luxo” e “depois de virar Dishwasher de luxo”… dinheiro na mão é ventaval, mas também compra baladas e depravações.. hora de começar o semanário…



Esses dias me chamaram pra trampar pra lavar prato de novo no melhor lugar de todos… é um restaurante que eu recebo apenas 19 DÓLARES A HORA e ainda posso comer o que quiser e tomar o tanto de suco que eu for capaz de consumir antes de explodir. Perfeito… Chegando lá, como de costume, claro, eu já chego com o peito inchado e falando grosso, cheio de moral.. Beleza, o cara só me aponta as panela e lá vou eu, desbravando e dichavando, empunho a minha esponja como um guerreiro medieval e a sua espada e começo a debelar as sujeiras por dentro das panelas e frigideiras.. Depois de aproximadamente uma hora de trabalho consigo terminar de limpar tudo e só olho pro relógio… belezao o shift (turno) era de cinco horas, SÓ FALTAVAM 4 HORAS PRA EU TERMINAR O SHIFT… o que fazer depois? Cheguei pro chefe e só falei: – Chegado, tou sem trampo, o que eu faço? – Senta ali e fica esperando a gente sujar mais algumas panelas. Sossegado.. vou ganhar vinte dólares a hora pra ficar sem fazer nada, bom né? CLARO QUE NÃO!! Caramba, uma coisa é você ganhar pra ficar lavando prato, outra coisa é ficar ganhando sem fazer NADA, só olhando os cozinheiro olhando pra você com uma cara de raiva por saber que a previsão que eles fizeram (afinal eles só me chamam quando acham que o restaurante vai ficar cheio) foi errada e agora eles tão pagando BEM caro por isso.. Mas beleza, fiquei sentadinho esperando… Quando eu fui dar uma olhada na pia que fica do outro lado da cozinha pra ver se lá tinha prato (em uma pia lavamos pratos e na outra lavamos panelas) percebi o motivo de eu não ter trabalho.. Havia uma outra menina junto comigo na cozinha. Beleza, como eu não tinha mais panelas pra limpar resolvi ajudar a pobrezinha a lavar os pratos… Afinal, eu olhava pra bichinha eu só sentia pena… Sabe aquela mulher mais feia que apanhar de alejado? Era a coitadinha.. parecia até que tacaram fogo na cara dela e apagaram a paulada… feia mesmo… Eu olhava, reolhava e olhava denovo e só pensava… Deus pode ser um cara malvado.. A pobre da menina tinha só 16 aninhos, porpetinha (mais pesada que sono de surdo), com uma cara toda troncha (parecia a cara do Welton), mas beleza, tentava ficar de lado e não olhar a cara da dita cuja.. Comecei a perceber que toda hora que ela tirava os pratos da Dishwasher Machine, ao invés dela deixar escorrendo um pouco para depois guardá-los devidamente nos locais apropriados a nossa amiguinha empilhava os pratos e guardava os mesmos todos molhados (o que não é bom para os pratos e nem para a comida). Eu, claro, por cima dos meus já quase 20 dias de Dishwasher de luxo só estufei o peito pra ela e comecei a ensiná-la. – Não, não coloca assim, deixa escorrer que fica mais fácil.. – Ok, vejo que fica mais fácil, obrigada. Passa cinco minutos e a mulher recomeça a empilhar os pratos e lá vou eu explicar de novo… Beleza, ela recomeça a fazer certo, quando foi na terceira vez que a asno da mulher não conseguia acertar, deu uma vontade de virar pra ela e perguntar: – Vem cá, minha filha, o que você fez na vida passada pra Deus te judiar tanto? Tu além de ser mais feia que Paraguaio Baleado tu ainda por cima AINDA É TAPADA? Tu por um acaso usaste o Santo Sudário de pano de chão? Colou chiclete na cruz? Fizeste caipirinha no Santo Graal? Afe maria… nessa hora eu já desisti e voltei a esperar chegar mais panelas.. Nisso um dos chefes já desesperado por eu não estar fazendo nada pede pra eu subir pra limpar o chão do segundo andar… Pense num menino que demorou quase umas meia hora pra limpar uns 20 metros quadrados… Fiquei lá, limpava, relimpava, sentava um pouco.. Sabia que não tinha nada pra fazer embaixo mesmo.. Depois de cinco horas de trabalho eu enfim vou embora pra poder pegar mais panfletos e terminar o meu dia bem pacas…



Em relação ao meu fim de semana.. pense num fim de semana que foi destruidor… Caraca eu acordei de manhã e saí pra praia porque eu sabia que ia ter uns brothers lá e com certeza os bichos iam surfar.. desci pra lá e a galera já se encontrava na praia.. foi só esperar um dos bichos voltar do mar pra poder pegar uma prancha e descer pro mar… Nossa, mas praia aqui é CHUMBADA de gente… gente, GENTE!! Cê vai pular no mar é surfista, SURFISTA pra caralho… não muito raro neguinho acaba se trombando.. E eu lá.. tirando onda de novato.. A melhor parte foi eu, no meio da minha guerra contra as ondas, tentando entrar em uma. Não consegui, a onda acabou tragando aquele sistema homem-prancha e quando eu resolvo finalmente me recompor depois de um caldo fenomenal, veio outra onda atrás e pegou minha prancha de lado, resultado? A prancha deu um vôo em direção ao meio da minha testa.. lá vai o pobre do Claudiomarzinho cultivar um belo galo na cabeça por uns bons tempos… depois de umas meia hora de caldos e caldos resolvo voltar pra areia pra conversar com a galera.. Depois de alguns minutos fomos pro Apê dos brother pra se arrumar pra festa que estava por começar.. nossa.. mas pense numa festa destruidora.. festa Open Bar.. NEGUINHO BEBEU MUITTTTOOO!!! Caraca, quando foi na hora de ir embora era neguinho chutando as paredes, socando vidro de carro, abraçando vaso, chamando urubu de meu loiro.. como não tinha a chave de casa eu resolvi dormir na casa dos brothers… não tinha cama e o jeito foi eu dormir no carpete mesmo.. quando é de manhã eu só vejo a poçona de vômito de um amigo nosso.. o bicho vomitou PELA JANELA… mas foi um vômito PERFEITO, perfeito MESMO digno de foto… toda vez que alguém vomita por janelas, sempre o vômito vai escorrendo um pouco pela parede e cai um pouco no chão, só que o bicho teve as manhas de vomitar pela janela e não sujar EM NADA A PAREDE DO APÊ DELE.. Só o pobre do vizinho do apartamento do térreo que ficou com o chão próximo a sua janela todo melado de vômito.. o bicho só deve ter acordado de manhã e pensado… QUE PORRA É ESSA? Será se foi um pombo? POis é.. a gente acorda e o que vai fazer? Claro.. PRAIA.. depois da praia desce pra jogar bola no parque.. depois da bola.. jogar winning eleven na casa de uns brother… Vou chegar em casa só domingo meia noite.. Jonas quando me olhou só me pergunta.. Vem cá, meu filho, tu ainda estais vivo? Eu pensei até em te ligar pra saber o teu paradeiro…



é galera… esse vai ser menor.. se deus quiser o próximo vai ser BEM maior… tamo combinando uma viagem pra Brisbaine e Byron Bay que tá prometendo pacas…



abraços maranhenses

COMO DIABOS EU VOU FAZER PRA PAGAR O ALUGUEL DA SEMANAQUE VEM? PARTE 2, A MISSÃO!!

Pra começar, já vou dizer de cara: Agora vocês
conhecem um maranhense “dishwasher de luxo”… É… Foi
isso que me tornei desde que cheguei aqui em
Sidney. A mulher da agência de emprego agora me liga
pra qualquer pepino (não pra descascar pepino, claro,
pois isso quase implicou na amputação de um dedo). Mas
beleza… A vida agora tá ficando melhor…

Certa vez uma grande amiga minha chamada Zione mandou
um mail pra nossa lista falando que mulher é que nem
comida de restaurante: se você conhecer o passado você
NÃO COME! Esses dias, passeando por dentro de cozinhas
e cozinhas de restaurantes CINCO ESTRELAS,posso
perceber que esta máxima tem um quê de verídica…

Outro dia eu estava chegando ao restaurante e quando
fui começar a lavar prato eu peguei uma bandeja que os
caras deixaram de molho esperando pra eu lavar.

Beleza! Começo a tirar as coisas da bandeja, tomate no
lixo, cebola no lixo, alface no lixo, barat… ÃHN?
TINHA UMA BARATA BOIANDO DENTRO DA BANDEJA… Beleza, eu pego a bichinha e ela ainda tava viva. Escapuliu da minha mão e saiu passeando por dentro da cozinha, mais feliz que pinto no lixo, simples assim.

Achar bichos dentro das cozinhas daqui é facilidade
demais. De vez em quando você está limpando um prato e
começa a subir algo pela sua perna. Quando você vai
ver é uma barata que já está quase no seu joelho. Fora
aranhas e afins que povoam as cozinhas que costumo
frequentar. A melhor é que neguinho não tá nem aí…
Deixa talheres jogados nas prateleiras por semanas
para depois pegar (e sem nenhuma lavagem)
jogar nos pratos dos clientes que vão comer. O talher
cai no chão por onde milhares de baratas já passaram
(as vezes o próprio garçom chega a pisar em cima) e o cara nem faz nada, so joga na bandeja novamente

Pois é… E isso tudo porque eu tou falando de
restaurantes CINCO ESTRELAS aonde todo mundo come de
paletó. É por essas e outras que toda vez que eles me
oferecem alguma coisa pra eu comer dentro da cozinha eu primeiro lavo meu prato e meus talheres pra depois começar a comer… Juro que me sinto dentro de uma taverna de AD&D ou, pros menos entendidos, dentro de uma taverna da idade média quando estou lavando pratos… Por isso que eu gosto é de buteco…
O que é sujo você sabe que é sujo.

Mas agora, além de trampar lavando prato, agora estou
trabalhando de que? DE QUE? TOU TRABALHANDO DE
SPAMMER!!! Isso! Meu trabalho agora é ficar espalhando
SPAMs por todas as casas de cidadãos direitos que
trabalham honestamente pelo seu dinheirinho suado.
Como funciona? Eu vou na pizzaria que tem perto da
casa de uns brothers, pego uma milha de panfletos e
um mapa das ruas que devo entregar, boto os
panfletos na rua e vou embora fazendo meu SPAM,
simples, né? Pois é, sabe aqueles panfletos chatos
sobre promoções, pizzarias, perca peso e etc… Pois
é, pode ter sido eu que coloquei na sua caixa de
correio, uauehauhe… Quem diria, um dos caras mais
revoltados com SPAM por E-MAIL agora é um dos maiores
deflagadores de SPAM por MAIL(caixa de correio)!!!! O
melhor é que é um trampo relativamente tranqüilo. Escolho o dia da semana que trabalho e as horas e ainda recebo uma graninha massa… viva a vida de SPAMMER!!!

Aquele velha pergunta de sempre agora ressurgiu: COMO DIABOS EU VOU FAZER PRA PAGAR O ALUGUEL DA SEMANA QUE VEM? Pois é… Como explicitado no e-mail passado eu não iria receber nessa sexta pelos meus serviços na agência, mas SIM NA OUTRA SEXTA!! Nossa… Até engraçado eu lembrando como tinha sido a sexta feira
passada… Acordo cedo, feliz da vida e vou checar a minha conta, quando puxo o meu saldo.. 63… 63 CENTAVOS DE DÓLARES!! Caraca.. COMO DIABOS EU VOU FAZER PRA PAGAR O ALUGUEL DA SEMANA QUE VEM? Beleza.. pânico instaurado… Dei uma chegada na pizzaria na qual presto trabalho de SPAMMER e recebi 25 dólares
referentes a primeira remessa… Beleza… Juntando com uns pingados que eu tinha na carteira já dava 70 dólares… Perfeitos pra se viver uma semana sem percalços, mas nada suficiente pra pagar o aluguel…

Então, COMO DIABOS EU VOU FAZER PRA PAGAR O ALUGUEL DA SEMANA QUE VEM? Pois é… muito simples, é só eu começar a bancar o seu Madruga.. a mulher vai chegando por uma porta e eu vou pulando pela janela que nem o seu Madruga fugindo do seu Barriga… Beleza… Segunda feira eu recebo uma mensagem da agência me convocando pra poder trabalhar na terça e na quarta das 4 da
tarde ATÉ MEIA NOITE! Blz.. ia ser perfeito, né? Eu nem ia precisar fugir.. era só aparecer em casa a partir das uma da manhã que era sem galho.. Qualquer coisa, quando ela aparecesse na terça era só falar que eu não tava, ia trabalhar até quinta de noite e só ia
pagar na sexta (dia que enfim eu ia receber da Pinnacle)… Perfeito, né?

PERFEITO NADA!!

Um dos fatos que aprendemos desde cedo aqui em Sydney é que chinês não brinca com dinheiro… Essa mulher apareceu na
terça, eu não tava lá.. Jonas falou que eu já chegava… A mulher mandou um amigo ir mais tarde… O bicho foi… Ficou conversando com o Penny e ainda arrancou uma grana dele… Ficou até 23:30 e ainda ligou no meu celular. Não conseguindo falar comigo
pois eu estava trampando… O bicho só falou pro Jonas: – Diga a ele que eu volto amanhã… Caraca… Eu percebi que essa estratégia de bancar o seu Madruga não ia dar muito certo… Eu imaginei a cena de eu chegando em casa na quarta feira: Uma da manhã, entro no apartamento e vejo só o rastro de sangue… Corro pro quarto onde encontro o Jonas todo cortado e amarrado na cama… O que aconteceu, Jonas? Cof cof (Jonas cospe sangue)… ‘Maranhão… Ela perguntou por ti… Eu falei que não sabia… Ela disse que eu tava
mentindo… Me amarrou na cama e começou a me chicotear… Depois de muito tempo tentando arrancar alguma coisa de mim ela percebeu que eu não sabia mesmo onde tu tava.. aí.. cof cof (Jonas cospe mais
sangue) Com o pouco de chinês que eu aprendi na UNB eu consegui entender ela falando algo pro amigo dela… Algo como: ele não sabe de nada… Vamos ter que ir no Maranhão arrancar informações!!!!’.

Como eu não queria, depois de seis meses, chegar no Maranhão e encontrar a minha família e o meu cachorro devidamente empalados
na porta da minha casa eu resolvi que tinha de arrumar um jeito de pagar na quarta… Vida louca vida, já que eu não posso te levar, quero que você me leve… Pois é… Fiquei pensando planos mirabolantes de como pagar o aluguel na quarta (pensei até em entregar 4000 panfletos num dia)… Mas, gracas a deus (deus e’ pai não e’ padrasto) Vejo na minha conta que a outra
agência de emprego… Aquela do: pega tapetinho, coloca
tapetinho no chão, chuta tapetinho… havia me pagado
na quarta… Só saquei o dinheiro e dei pro Jonas pagar a mulher… Mais uma semana de aluguel pago… Agora só me falta pagar mais 20 maneiras de pagar 20 semanas diferentes de aluguel.. mole, né?

Australiano é povo meio despombalizado da cabeça… no
Brasil o país inteiro pára de quatro em quatro anos pra que? Pra ver copa do mundo e afins.. e a Austrália, pára pra que? Rugby (é assim que se escreve?), Cricket? Não… Terça feira me disseram que
a Austrália ia parar pra Melbourne Cup (Melbourne é o nome de uma cidade daqui)… eu beleza.. nada mais normal.. terça feira eu tou saindo pra ir poder trabalhar e o que eu vejo? Um boteco apinhado de gente… E a galera chega gritava empolgada… Eu que
diabo é isso?

Depois de quase uns dez minutos tentando ver a porra da TV, o que eu vejo? A Melborne Cup é uma copa de CORRIDA DE CAVALOS!! Cacete… Os bichos ficavam gritando que nem doido pra ficar olhando
CAVALO CORRENDO!! Meu deus do céu… É por essas e outras que digo e repito: só deixo meu Cariri no último pau-de-arara… Ai, ai… Vai entender… Futebol é algo tão sem-graça, né?

E por último… Mas uma curiosidade relacionada a chineses… Blogs passados eu havia falado que um dos chineses da casa, o Penny, toda vez que ia passar o fax dele (em outras palavras, toda vez que ele ia
cagar) ele levava um cigarro na boca… Eu confesso que fiquei curioso sobre esse costume da fauna chinesa… Depois de tanto ver o bicho entrando no banheiro, com o cigarro na boca e ele saindo de lá só
saindo a fumaçona de cigarro eu resolvo perguntar: PENNY, POR QUE DIABOS TU VAIS FUMAR QUANDO VAI NO BANHEIRO? Ele só responde: ‘ah Claudio.. É por causa do cheiro… Eu vou fumando sai aquele cheiro ruim e fica SÓ O CHEIRO DO CIGARRO (cheiro maravilho, por sinal!) !!’ Caraca.. confesso que fiquei espantado quando ouvi isso… Tá… Eu não sou
nenhum bebedor de perfume pra falar que quando eu saio do banheiro fica aquele cheirinho de Channel dentro… Mas, caramba… Pro cara não conseguir aguentar o próprio cheiro de suas entranhas ou o menino tem uma dieta a base de urubus e hienas ou o cidadão se limpa (pros menos entendidos, “se limpa” pode ser entendido
como limpar o rabo) com aqueles papéis higiênicos de florzinha e vitamina E… Vai entender…

Como prometido esse blog foi menorzinho…

abraços maranhenses

Hello my friends

Pois é galera, aqui estou eu de volta para poder mais uma vez, mais uma semana, escrever sobre a minha estadia na austrália…

Pra começar a escrever o nosso boletim desta semana eu gostaria de utilizar uma citação da grande intelectual e pensadora Adriane Galisteu: “Minha vida deu uma volta completa de 360 graus”. Er.. digamos que minha vida não deu uma “volta completa de 360 graus”, pois isso implicaria em girar e voltar ao mesmo ponto, mas digamos que deu uma semi-volta de 180 graus (o pleonasmo foi de proposito)…

Depois de tópicos e tópicos só falando de trabalhos, “chapéu de otário é marreta”, o sem-vergonha xis me roubou de novo, volto eu, de novo, acontar histórias das noites, baladas e afins…
Estava eu aqui na escola e, de saco cheio, resolvo dar uma variada e comeco a acessar internet… Um brother das quebrada se aproxima de minha pessoa e manda a real: Claudiomar, vai ter uma festinha privada lá no meu apê, tá afim de ir? So respondo: Tá de sacanagem? Claro que eu vou. Beleza então, cara, mas só não esquece de levar aquela 51 que você trouxe do maranhão pra gente fazer umas caipirinhas porque amanhã vai bombar de mulheres e GRINGAS. Caraca, depois de receber um convite como aquele, pense num menino que ficou feliz… Beleza… espero chegar o tal esperado dia e no sábado desço pra lá. O grande problema é que eu só tinha ido uma vez no apê do bicho… e ainda tinha sido de manhã (a festa era de noite). Beleza… vou andando, todo tempo fazendo o caminho certo até que em determinado momento eu chego em uma bifurcação, fiquei na dúvida de pra qual lado ir e, claro, como tudo pra virar história tem que primeiro dar errado, eu peguei o lado errado… Beleza, vou andando, andando, ANDANDO, subindo. Quando menos me espanto tou num parque que eu nunca diabos tinha ido antes. Cacete, foi nessa hora que eu me toquei que eu tava mais perdido que calcinha em lua de mel. Fiquei lá, procurando pra que lado tava praia (pra poder me situar e tentar chegar na casa dos bichos) e nada de achar a praia. Eis que eu percebo que no parque tinha uma rodinha de poucos meninos e MUITAS meninas sentados e conversando… Resolvo chegar lá pra conversar com a galera e ver se os bichos teriam como me ajudar a me situar ou pelo menos dizer o caminho pra eu poder seguir. Começo a conversar com os bichos, mas claro, com o rabo de olho só sacando as gatinhas… Os bichos lá tavam mais por fora que bunda de índio e step de jipe, não sabiam como eu poderia chegar na porra da bondi road tampouco pra que lado estava a praia… na hora comecei a rir e ainda mandei um: Are you from australia? Os bichos deram risada e falaram que eram e perguntaram de onde eu era, resposta? North Brasil. A galera curtiu o fato de eu ser brasileiro e uma moreninha, gatinha demais, só falou: Desencana da festa, fica aqui com a gente… Nuuussss.. Nessa hora eu fiquei mais feliz que puta em dia de pagamento de quartel… Aí que eu, com um olhar mais atento, percebi que a tríade clássica australiana maconha-alcóol-cigarro se fazia presente no grupinho e aí me animei mais ainda.. não que eu fosse me compenetrar naquela orgia de drogas (claro que não, esqueceram que minha mãe tá lendo, gente?), mas é que nesse caso a mulherada poderia estar, digamos, mais animada… Não pensei duas vezes, botei minha bolsa no chão e comecei a conversar com os bichos… Depois, lembrei que uma garrafa de 51 se fazia presente na minha bolsa e perguntei se a galera não tava afim de provar um “brazilian drink”.. neguinho na hora pirou… vamo.. vamo!! Eu, caramba, me empolguei… quando tirei a garrafa da bolsa, a responsabilidade e o C.Y.A (cover your ass) fizeram eu fazer a pergunta que iria acabar com minha noite.. Quantos anos vocês tem? A galerinha só foi respondendo… 15,16,15,17,15,16… CARALHO!!! ERA TODO MUNDO DE MENOR!!! DÁ PRA ACREDITAR NISSO????????????? Na hora eu só comecei a pensar… Servir alcóol pra menores, 10 anos, Sedução de menores (afinal eu ia pegar alguém), 20 anos, Porte de maconha, 10 anos seguido de deportação… e por aí ia… eu sou maranhense, mas não sou pirado… na mesma hora eu só coloquei a 51 (que reluzia como prata) dentro da minha bolsa e falei que não ia dar pra ficar lá porque os brazucas estavam me esperando… quero voltar pra casa de aviao e nao num caixote..snif.. snif… snif… vontade de ser de menor uma hora dessas… QUE RAIVA DO CACETE!!


Beleza, mas ainda tinha a festa na casa dos brothers.. chegando no apê dos bichos, claro, já fui fazendo zuada… conversando com a galera e talz… olhei na varanda e tinha uma gringaiada conversando… beleza.. fiquei feliz, pois onde tem gringo, tem GRINGA (e quem sabe 

TCHECA!!)… Depois de muito conversar com uns brothers, resolvo dar uma olhada na varanda do apê… SÓ HOMEM!! Passa cinco minutos, uma amiga nossa diz que tá indo embora e vai levando mais 4 MULHERES EMBORA!! Resultado… mais uma festa só pra ficar treinando o inglês e conhecendo gente de outros países… que vontade de voltar pro parque e brincar de burlar a lei.. snif snif snif… Depois eu ainda descobri o motivo.. Os caras convidaram uma italiana MUIIITOO gatinha pra festa… ela só pergunta pelo telefone: Posso levar alguns FRIENDS? Neguinho só falou!! CLARO!!!! Quando ela chega na casa, os friends eram 5 homens e duas meninas… arf… quem manda “amigo” em inglês ser palavra unissex???


Esses dias eu tava de bobeira aqui na escola, acessando a internet, pra variar, e o mesmo brother me chamou pra descer pra um pub daqui de Sidney… Plena segunda-feira ele falou que o PUB ia ficar lotado e o melhor, era de graça, não pensando duas vezes, descemos pra lá… Chegando no pub, uma galerinha brasileira muito massa já nos aguardava, blz… foi muito massa… conheci mais brasileiros (pra variar) e encontrei uma amiga minha suíça-brasileira, que por sinal é gente boa pra caralho e tem um namorado muito, mas MUITO gente fina (coisa rara entre os gringos)… Pois é… já de cara os bichos tavam com uma suíça MUIITOO GATINHA!!! Eu só dei aquela arrumada no cabelo e fui pra cima dela com todo meu charme de Latin Lover… No 

ouvido, no ouvido, no ouvido da mulher e nada… depois de tanto tentar recebo meu primeiro não suíço… beleza… Quando eu tou de boa conversando com uns brother brasileiro aparece uma atendente do Pub e pergunta se eu não quero “apadrinhar” um caranguejo que momentos depois iria participar de uma CORRIDA!!! CACETE!! CORRIDA DE CARANGUEJOS NA BALADA??? SÓ NA AUSTRÁLIA MESMO!!! Falei, beleza, vamo lá… Qual foi o nome do meu caranguejo? Qual? Maranhão, claro!!! Depois disso eu só escuto o carinha do bar conclamando as mulheres da balada a subirem num palquinho que tinha lá pra TIRAREM A CAMISA FORA (!!!) pra ganhar um prêmio bobo lá.. tipo duas cervejas ou algo do tipo, eu só pensei, ah.. beleza.. nenhuma vai querer subir.. ledo engano.. de repente eu vejo só uma FILA IMENSA das mulheres querendo subir pra poderem arrancar as suas camisas fora e, digamos, demonstrarem ao público como elas alimentam seus descendentes (caraca.. fala aí.. esse foi o melhor eufemismo para “rancar os peitos fora”, diz aí?), depois de um tempo foi só eu lembrar do pequeno detalhe que mulher aqui na austrália bebe mais que fiat 147 movido a alcóol… Caraca.. fotos? Desculpa galera, mas com 1,63 de altura e com um zoom de apenas 3X não consegui nenhuma que valesse a pena.. Depois disso tudo vou conversar com um brasileiro pra gente ver se chegava em outras minas.. blz… esperamos as mulheres, digamos, encherem mais a cara, pra podermos ir treinar o inglês.. Cumpade, vou te dizer, ô noitinha pra eu tar azar, viu? Aprendi como se fala não em umas 30 línguas diferentes… foi não australiano, não brasileiro (claro!!), não espanhol, não polonês, outro não suíço, não italiano e o “não” que mais doeu… UM NÃO TCHECO!!! AARRR!! Parecia até que eu tava em uma balada em Brasília… Cabou que eu saí sem beijar estrangeira e sem ver a droga do meu caranguejo correndo!!! arf… Mas beleza… Ainda tou com 50% de aproveitamento, duas baladas, uma pegada (é.. essa foi minha segunda balada aqui em Sidney.. uhuahuhe… antes eu tava meio aperriado de grana e portanto, sem vontade de sair)

Pois é… pra terminar e como prometido, falta eu postar algo sobre os trabalhos…
Depois que eu enchi o saco da nossa almôndega gigante e comecei a trabalhar para agências de emprego a minha vida ficou uma loucura… Caraca, é muito simples… eles te ligam quando precisam de você pra trabalhar em um lugar e só te mandam o endereço do dito cujo e o horário que você deve chegar.. simples, né? Simples NADA!! Você fica o dia inteiro com o celular no bolso esperando o bichinho começar a tocar… esqueceu o celular em casa então.. cê fica o dia inteiro preocupado achando que os bichos poderiam te ligar pra trabalhar naquele trampo que paga 50 dólares a hora!!! Meu deus do céu, como a minha vida agora tá ficando maluca.. Mas beleza.. esses dias eu me inscrevi numa agência de emprego e os bichos me mandaram trampar num restaurante lá.. uniforme? Calça preta, camisa social branca, meia preta e sapatos pretos.. fácil.. só um detalhe.. EU NÃO TINHA CALÇA PRETA, CAMISA SOCIAL BRANCA tampouco tinha meia preta.. imagina o desespero do menino.. corri em casa, consegui uma calça preta com o Penny, meia preta com o Jonas e peguei meu sapato preto… corri pra comprar a minha camisa social branca FALTANDO UMA HORA PRA PODER COMEÇAR O TRAMPO!!! Beleza.. lá vou eu na minha epopéia atrás da camisa branca.. Dou um rolê num shopping e olho uma camisona branca massa, peço pra provar, a camisa me vestiu que nem uma luva, pergunto pra mulher o preço e ela gentilmente responde 89 DÓLARES!!!! Ôpa, falei que ia dar um rolê e se pá eu voltava pra comprar a camisa.. sai de lá voado.. Vou em outra loja, olho a camisa do bicho e dessa vez eu nem pedi pra provar, só perguntei o preço… THIS IS A 250 DOLÁRES SHIRT, SON!!! Nossa… fiquei até sem graça, só viro pro bicho e falo.. é.. acho que não é pra mim e o senhor educadamente só responde… é… NÃO É MESMO!! Caraca.. meia hora pro trampo e eu não tinha camisa.. o que fazer? Chorar? Desesperar? Andando na rua a procura de soluções só avisto um hipermercado, entrei lá e quando chego no andar de cima, o que vejo? CAMISAS BRANCAS!! Fui olhar o preço!! 20 DÓLARES!!! Caraca.. fui voado e provei a primeira que eu vi, deu certinha e na hora de pagar veio a surpresa!!! A camisa não era vinte dólares.. ERA 10 DÓLARES!!! Ôchi, tem como embalar pra presente? UHuaheuhaue… comprei na hora.. chego no trabalho cinco minutos antes de começar e quando chego descubro que eu nem ia precisar de camisa social branca.. era só pra ficar dentro da cozinha, logo não precisava ir de social.. AI QUE REIVA!!! Mas beleza, já tenho a camisa branca pros momentos que precisar…

O outro trampo que me chamaram pra ir era pra trabalhar, inicialmente, de pedreiro.. horário? Domingo MEIA NOITE até segunda SETE DA MANHÃ!!! Não precisa dizer que eu pirei na hora que eu vi o horário, né? Já varei noite em balada, porque nao varar a noite trabalhando? Na hora eu só pensei: Isso vai virar história de blog.. Fiquei na casa de um brother meu jogando Winning Eleven 8 até as 22:00, depois saí pra estação de trem.. cheguei lá, uma estação antes do estádio olímpico, local que iria trabalhar, o que descubro? NÃO TEM MAIS METRÔ PRA ESTAÇÃO! Beleza, eu desço e resolvo ir andando.. chego para um transeunte qualquer e pergunto ao mesmo como eu poderia fazer pra chegar lá. Ele só responde, pega um táxi.. aí eu falei.. não.. eu quero ir andando… ele só responde, beleza.. vai demorar entre 2 horas e 2 horas e meia!!!! Resultado? Tenho que ir de Taxi!!! Caraca, chego la e ja encontro um chefe com uma cara de rabugento, mas rabugento MESMO!!! Sabe aqueles caras que parece que a mulher ta dormindo de calca jeans HA UNS VINTE ANOS?? POis e’.. era ele… chegando la, o nosso trabalho era bem simples: TAPETAR O GINASIO!! Como funciona? Quando alguem precisa tapetar qualquer coisa, eles ligam pra esse cara, falam quantos metros quadrados e’ o ambiente e ele so leva os tapetes e coloca no chao.. por exemplo, se o lugar for 3000 metros quadrados, nao da pra levar um tapete de 3000 metros… O que ele faz? Ele leva 3000 tapetes de um metro quadrado e coloca no chao.. SO ISSO!! Pois e’.. so imagina como deve ser divertido fazer isso durantes 7 horas initerruptas, pega tapetinho, tira do monte, coloca no chao e pronto, pega tapetinho.. e fomos la.. jogando tapetinho… DURANTE 7 HORAS!!! A melhor nao e’ essa… A melhor e’ que, no finalzinho, o bicho so fala… agora que voces colocaram centenas de tapetinhos cinzas (tinha cinza e azul), E’ HORA DE TIRAR TAPETINHO CINZA!! Caraca.. deu vontade de falar.. SENHOR, O SENHOR TA DE SACANAGEM?? O SENHOR E’ KEYNESIANO? (keynesiano, tipica piada nerd.. Keynes dizia que uma das maneiras do governo aquecer a economia era aumentar os gastos e a melhor maneira de aumentar os gastos era “dando” dinheiro pro povo, mas claro, voce so deveria dar o dinheiro a base de algum trabalho.. senao vira Fome Zero.. pois e’.. e um dos trabalhos que ele sugeria era, de manha fazer um grupo abrir buracos e de noite contratar outro grupo pra tapar buracos, paga salario pros dois e assim aquece a economia.. ou seja.. eu acho que o meu chefe queria que a gente comecasse o trabalho do turno da manha!! TIRAR TAPETE!! Depois dessa 

explicacao nerd, voltemos ao blog!!) !!! Nossa.. que beleza.. o trabalho foi simplesmente um saco, mas pelo menos foi uma experiencia importante, afinal, agora eu posso falar pra todo mundo que eu ja trabalhei de meia noite as sete da manha.. ou seja.. PUTO TRABALHINHO DE CORNO!! Blz.. na hora que a gente vai embora, a estacao ainda nao estava aberta, ela so abria 8 da manha.. blz.. la vamos nos ficar sentados em frente a estacao esperando abrir.. chegando la so avistamos duas mulheres LOMBRADAS!! Mas LOMBRADAS MESMOS.. dormindo no banco da praca (PENSANDO NEEELAAAAA!!! Desculpa, nao resisti!!) tambem esperando o trem.. mas parecia que elas estavam eram mortas, eu cheguei mas perto pra conseguir ve-las melhor, tinha um bando de mosca na boca delas.. eu so pensei… essas ai, se nao amanheceram com a boca cheia de formiga, pelo menos amanheceram com a boca cheia de MOSCAS!!! So que as 

coitadinhas estavam deitadas E DE SAIA.. A FOTO VOCE PODE CURTIR AO LADO (ou embaixo, pra quem le por mail).. digamos que as coitadas estavam totalmente, digamos, sem defesa.. uhaueaehu.. engracado foi os carinha de Bangladesh (que parecia que nunca tinham visto aquilo) passavam de cinco em cinco minutos pra secar as pobrezinhas.. coitada das meninas.. na hora que a estacao abriu eu fui la e acordei as mesmas… e olha.. COMO FOI DIFICIL ACORDAR AS MULE!! Eu cutuquei a loirinha umas vintes vezes e nada dela acordar, tive que acordar a moreninha pra ela acordar a outra… depois na estacao eu ainda tentei levar um lero com as mule (nao que eu quisesse me aproveitar do estado drogaceo (essa palavra existe? Digamos que criei um neologismo) das meninas).. aonde.. as mulheres tavam chamando urubu de meu loiro.. DOIDINHAAAASSS!!! Cabou que nem rolou de tentar levar um lero…


galera.. desculpa estar atualizando so agora, no sabado, mas e’ que esses dias atras foram uma loucura pra mim… a melhor parte, claro, foi que na quinta eu descobri que eu nao iria receber da agencia nessa sexta, eu iria receber SO NA OUTRA SEXTA!! Logo… imaginem.. mais uma semana de fortes emocoes me espera.. uhauehuae..

e por ultimo… tou aqui no sabado, numa lan house, tentando atualizar o blog… tou vindo direto da praia onde hoje eu surfei.. ou pelo menos tentei surfar.. ja e’ um bom comeco aqui em sidney..
nao esquecam de acessar o flogao… varias fotos diferentes la!! www.flogao.com.br/claudiotralia


abracos maranhenses

Vida louca vida, vida breve, já que eu não posso te levar, quero que você me leve…

Galera… foi mal por este atraso de dois dias em postar o nosso querido blog (ou de enviar o e-mail para os poucos felizardos), mas é que esses dias a minha vida se transformou numa “vida louca” merecedora de ser cantada pela voz de Cazuza.

Antes de eu começar a postar, eu só queria pedir aos visitantes do meu blog, que tem alguma ligação com o Jonas (pai, mãe, amigos, namoradas, gerentes de bancos e etc…) que também POSTEM NO MEU BLOG!! Caramba.. semana que vem eu fiquei SEM NENHUM COMENTÁRIO!!! SNIF SNIF SNIF… A melhor parte não é essa… a melhor parte é que eu chego no blog e não tem comentário.. mas quando eu vou ler o blog do Jonas… de 8 postagens, 4 são falando do meu blog.. huhaeuhaeuh.. pô galera.. fica aí o apelo… POSTEM TAMBÉM AQUI!!!! Postar no blog do Jonas falando do meu blog não vale!!!!!!

Mas continuando!!! A vida aqui na austrália ta cheia de emoções… Roubos em caixas eletrônicos, chineses armados até os dentes dormindo ao lado do seu quarto, TCHECAS ardentes que aparecem e desaparecem da sua vida numa velocidade imensurável e etc.. Só que, claro, como que não tem história não viveu, acho que se tivesse algo que eu diria que seria o tema da minha viagem aqui da Australia seria a singela pergunta abaixo”: SERÁ SE EU VOU CONSEGUIR DINHEIRO PRA PAGAR O ALUGUEL DA SEMANA QUE VEM?

Pois é. Desde que cheguei em Sydney essa é a pergunta que eu me faço todas as semanas, sério, não tou brincando… uhaheuhuaauh.. minha vida acaba se tornando um inferno toda segunda-feira, pelo simples fato que nos finais de semana eu costumo gastar um pouco mais e quando chega na segunda-feira sempre vem aquela pergunta: COMO DIABOS EU VOU PAGAR A PORRA DO ALUGUEL AMANHÃ (eu sempre pago na terça)? Acaba que toda vez o santo protetor dos lisos dá aquela forcinha e sempre aparece um trampo na terça ou aquele dinheiro que você achava que nunca ia poder contar acaba surgindo.

Mas pois é… tudo isso só pra falar a velha máxima de sempre, a que vocês já estão acostumados de ler.. DESEMPREGADO NOVAMENTE.. É.. só que dessa vez fui eu quem me demiti, dá pra acreditar? É… sou chique!! Cheguei lá na porra do restaurante do chef e só emendei: Cara… arrumei outro emprego.. o bicho só falou: aparece na segunda pra receber tua grana… ouvi e fui embora… Pois é.. sabe aquele cara que namorava aquela loiraça dos olhos azuis, fogosa, TCHECA, lindíssima com 1,65 (é, cara… tou botando na minha realidade, mulherão pra mim tem 1,65) e no outro dia aparece na faculdade dizendo que não tá mais namorando a mesma porque ele terminou o namoro? Na verdade todo mundo sabe que ele terminou antes dela terminar, só pra falar pra todo mundo que ele foi o responsável pelo rompimento… Pois é, quarta feira eu faltei o trabalho (por uma razão que já explico) e antes que ele me demitisse na quinta eu já me adiantei e marotamente fui lá e me demiti… ah meu… sai fora!! Ser demitido outra vez?

A melhor parte foi o Jonas me falando que na quinta ele foi numa agência de emprego pra procurar uns trampos e na hora que ele tava chegando ele só viu aquela almôndega imensa entrando no táxi… o chefzão nem esperou eu me demitir, na quarta mesmo ele já aproveitou pra ir na agência de emprego pra procurar outro cara pra trabalhar no meu lugar… mas e’ claro.. antes dele falar “rua pra voce”, eu fui mais rapido que a chinesa quando começa a farejar dinheiro e me demiti!
Segunda feira quando eu chego la e vou receber meu pagamento eu so vejo as contas do bicho… a almôndega me paga ONZE DÓLARES A HORA (ao invés de 12) e me faz pagar 28% de tax, quando na verdade eu deveria pagar 10%… o tax eu até desencanei, pois será uma grana que eu receberei depois, mas os outros dólares que ele me pagou a menos eu fui perguntar: Prezada almôndega, porque estais me pagando menos? O bicho só me responde… pelo simples fato de que “you cost money for me!!!” Caralho!! Eu pergunto porque.. o bicho só fala.. porque você trabalha muito devagar!! Caralho.. claro PORRA!! Por isso que você me paga 12 dólares a hora e ao invés de me pagar 15 dólares, porque eu tou começando agora, como trabalho mais devagar, recebo menos dinheiro… mas o bicho não quis nem papo… só falou que não ia pagar e ponto! Pense num menino que deu uma vontade de fazer um americano a molho pardo na hora, só não enchi aquele merda de bolacha porque se eu fosse pra cima dele com certeza eu ia levar um sacode bonito, eu ia apanhar pacas… esqueceram que o bicho é IMENSO??? Se juntar a TCHECA IMENSA (!!!!) então.. tou ferrado… vou apanhar mais que vaca quando entra na horta… tenho só 1,62 de altura… sai fora…

Mas tudo bem, agora a melhor parte. Um brother meu, o baiano, me passou um bizú de uma agência de emprego que a galera tava contratando neguinho a rodo… peguei meu metrô e desci pra lá.. chegando lá levei um lero com a minazinha da recepção e ela me falou que eu podia fazer um application se quisesse.. eu beleza… quando eu sentei, ela me dá um formulário do tamanho do mundo pra eu preencher.. eu só olhei pra ela e falei.. it’s a big apllication, isn’t? A mulher só me responde com um sorrisinho cínico na cara… this is nothing… caramba.. a mulher começou a tirar formulário por cima de formulário… mas era coisa… COISA!!!! Formulário pra saber os meus principais dados, formulário pra preencher com dados do banco, formulário pra preencher pra tax file number, formulário pra poder fazer conta, formulário pra saber o tipo de mulher que eu mais curto (mulher CURTA (péssimo trocadilho (pra falar a verdade a gente pode colocar parênteses dentro de parênteses?))) e etc… Mas no final valeu a pena, viu? No outro dia quando me chamaram pra trabalhar eu recebi, em um dia, o que eu recebia pra ficar aturando aquele almôndega americana durante uma semana… o problema era só o servico…

estou eu… na quarta feira acordando.. vou no banheiro, claro, com meu celular a tiracolo, boto o bicho na pia e de repente o mesmo começa a tocar desesperado, mais rápido que o Jonas limpando a cozinha eu pego o celular e atendo… Hello claudio, are you available for today? Uh.. já nasci pronto… ela só fala, tou mandando um cara pra te pegar aí daqui a uns 20 minutos, valeu? Eu pronto.. só falo, blz!! Mas detalhe, EU TINHA ACABADO DE LEVANTAR!!! Pense num menino que rancou o aparelho dos dentes numa vula e começou a desesperadamente se assear de manhã… joga aparelho no estojo, ranca escova de dente e enfia na goela, ranca essa meleca do olho seu idiota, passa na cozinha, não, não dá tempo de assar um pão de alho, pega 3 pães de forma, passa uma manteiga e enfia no bucho, não, não deu pra encher, ranca uma maçã e sai comendo no caminho, volta, volta, esqueceu o celular, cacete, onde tá a porra da chave?, volta de novo, esqueceu de trancar o quarto, corre cacete, sai de novo, corre que o cara já deve tá chegando. Depois de todo esse aperreio, fico na porta da minha casa esperando uns TRINTA MINUTOS e o safado me liga falando que tá numa porta… eu só penso, blz, vamo lá. Encontro uma van parada em frente ao meu condomínio, com um tiozão, parecendo o leôncio do picapau, sentado nela. Aí eu disse.. vamo lá, né? O que seria um peido pra quem está cagado? Vou conversar com o bicho e só recebo um simpático “não sou eu” e começo de novo a procurar o bicho.. achando o bicho, descubro que meu serviço hoje será simplesmente promover entregas de cadeiras, mesas e afins.. caraca… o cara era muito gente boa… australiano e talz (o que aqui na austrália é raridade, difícil achar australiano aqui, viu?)…

pois é.. o serviço foi muito complicado.. primeiramente a gente foi pegar uma mesa e 3 cadeiras e levar pra longe, mas MUITO LONGE.. jacareí pra quem é de sao josé, maiobão pra quem é de SL, e val paraíso pra quem é de brasília.. caraca… quase quarenta minutos sentado o tempo todo e conversando com o cara.. mas beleza… 18 dólares a hora eu até aguento… depois de deixar essas cadeiras a agente desce de novo pro centro e pega mais umas mesas.. e lá vai a gente de volta pra jacareí-maiobão-val paraíso… mais quarenta minutos só treinando o inglês (é… até consegui conversar marromeno com o bicho)… deixa suas 3 mesas e de lá o nosso amigo vira pra mim e fala.. LUNCH TIME!!! Blz, vamo comer o que? O cidadão só me pára numa dessas conveniências qualquer e compra um Corneto e um saco IMENSO daquelas jujubas.. mas sabe aquelas molengas que dói a cabeça só de lembrar delas? Açúcar por todo o canto, chega brilhava com a luz do sol… Caraca, como o bicho conseguia almoçar aquilo? O pior que toda hora ele me oferecia e era só eu cheirar aquele negoço que meu estômago já começava a enmbrulhar… mas continuando o trabalho vamos em frente…quase 2 da tarde, realmente começo a trabalhar… e o que foi? Tirar plástico de pé de mesa e ficar limpando em cima… nossa.. como cansou… o tratamento do cara era igualzinho ao o da nossa almôndega americana… ele explicava alguma coisa, eu não entendia, pedia pro bicho repetir, e acredite se quiser, ele não começava a fazer escândalo e a despirocar o cabeção gritando comigo, ele apenas repetia e me explicava calmamente. Estranho esse jeito dele de tratar as pessoas, né? Depois de passar o dia inteiro sentado numa van passeando por Sidney, descubro a pior parte, iria ganhar parcos 120 dólares por esse dia de trabalho, sendo que uma SEMANA no americano eu ganhava 130… dá pra comparar? No outro dia foi só aparecer no restaurante e falar pro bicho… amigo… com licença… tou fora.. uhahueauhue

Mudando um pouco de assunto… estou eu… outro dia lá em casa lendo o meu bendito livro deitado no meu quarto e de repente eu só escuto… psit, psit, psit.. e eu pensando, que porra é essa? Desencanei e continuei lendo. Mas a porra do barulho não parava… Que diabos é isso? Vou sair do quarto para averiguar… quando abro a porta eu só vejo aquela visão do inferno… UM CHINÊS SENTADO NA PORRA DO VASO SANITÁRIO COM A CALÇA ENTRE AS PERNAS!!! Eu só pensei.. QUE PORRA É ESSA? O QUE DIABOS ESTÁ OCORRENDO? Beleza, depois dos cinco primeiros segundos de choque e sem reação resolvo tentar, digamos, contornar a situação… Pergunto pro bicho o que ocorreu e ele humildimente me pede para eu buscar o papel higiênico dentro do quarto dele. Presenciando aquela cena, de um chinês literalmente sem as calças, pensei em, claro, marotamente correr pro meu quarto, pegar a máquina e bater algumas fotos humilhantes do nosso amigo chinês. Mas depois… pensei mais sabiamente e lembrei do verdadeiro arsenal que ele guarda no quarto ao lado e que o mesmo, também marotamente, poderia vim pra ter uma conversinha um pouquinho menos humilhante e cortar os meus fapos fora e colocar minhas tripas do avesso e por isso me contentei em apenas pegar o papel higiênico pro bicho e voltar a ler meu livro…

E por último.. hoje tava eu tendo que entregar um trabalho pro professor(é.. depois de 2 anos de UNB essas drogas desses trabalhos em word ainda me perseguem). Podia entregar até as 20:00.. quando é 15 pras oito eu enfim termino o trabalho e corro pra impressora pra imprimir.. como vocês já devem estar acostumados com minha vida bandida. podem deduzir, claro, que a impressora travou na hora, afinal, se alguma coisa tem probabilidade de dar errado comigo, ela vai dar errado e da pior maneira possível… Fiquei tentando imprimir e a porra da impressora nada de colaborar, depois de muita luta consigo fazer a bicha, enfim, começar a imprimir.. daí beleza.. era só esperar a fila de 37 IMPRESSÕES pra poder começar a imprimir meu trabalho de UMA FOLHA. Como já eram 10 pras oito e não dez pras seis eu tive que sair voado do sexto andar (a escola fica em um prédio de oito andares, onde a mesma ocupa dois andares, o sexto e o segundo, eu estava no sexto). Só pedi pra um brother ficar olhando minha bolsa por um instante PORQUE EU JÁ VOLTAVA!! E desci pro segundo andar (andar que tem outra impressora), blz… lá vou eu descer pro segundo… chego no segundo e com muita luta eu consigo imprimir a minha ÚNICA FOLHA… blz… fiquei felizão, mas saí voado pro sexto andar pra poder entregar pro professor. Entrando no elevador. O que acontece? Já tinha dado oito horas e quando dá oito horas o elevador não sobe mais, ele só desce. Enquanto eu estava aperriado no elevador pensando o que ia fazer (afinal minhas coisas estavam no sexto), alguém chama o elevador e lá vou eu pro térreo… e agora? O que posso fazer? Não poderia mais subir e ainda tinha que entregar um trabalho e pegar minha bolsa… Blz.. solução simples.. é só ficar no elevador e esperar alguém, no segundo ou no sexto andar, chamar ele… blz… lá vou eu e começo a esperar… engraçado que o elevador ficava fechado e ficava o trouxa lá dentro esperando subir.. às vezes neguinho abria a porta e olhava eu esperando lá dentro, só devia pensar.. QUE PORRA É ESSA??? Mas beleza.. depois de 20 MINUTOS ESPERANDO QUE NEM TROUXA alguém resolve chamar o elevador… e lá vou eu subindo… pra que andar? PRA QUE ANDAR? Claro, pro TERCEIRO… Chegando no terceiro entra o carinha da segurança e eu só pergunto.. tu podes destravar pra mim pra eu ir pro sexto? Aí ele, blz.. espera só um pouco.. o bicho destrava, aperta o quinto e sai do elevador… e eu lá, de trouxa esperando… DE REPENTE AS PORTAS SE FECHAM DE NOVO!!! E LÁ VOU DESCENDO!!! Diabos, fiquei mais angustiado que barata de cabeça pra baixo. Próximo destino? Segundo andar. Blz.. menos mal.. andar da escola… chego no segundo andar tá o meu amigo tentando imprimir e o professor do lado dele esperando.. entrego a porra do trabalho pro professor e só pergunto… CADÊ MINHA BOLSA? O bicho só fala.. ih cara… esqueci.. DIABOS!!! Lá vou eu começar a pensar de novo como diabos eu vou fazer pra voltar no sexto e pegar minha bolsa… depois de tanto tempo pensando.. eis que me falaram que o cleaner era o detentor do anel, digo, era o detentor da chave e pedi pra ele me emprestar… e pude enfim, depois de muita sagacidade, completar minha missão…

é galera… vou ficando por aqui… claro que o que aconteceu na quarta e na quinta eu não vou postar agora… senão semana que vem fico sem história… mas vou só adiantando… tem trabalho na parada e claro… vou trampar no domingo!!! DE MEIA NOITE ATÉ SETE DA MANHÃ!! E VAI SER DE PEÃO!!! VAMO SÓ VER O QUE SAI DISSO..

abraços maranhenses